Ideologia, preconceito e desenvolvimento da autonomia: interfaces entre as proposições sociológicas de Kamii e Piaget

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1984-7939.2022v7n2p322

Palavras-chave:

Desenvolvimento, Moral, Autonomia, Ideologia, Preconceito

Resumo

O desenvolvimento da autonomia intelectual e moral se revela como propósito central da Educação. A expressiva produção científica no campo da Epistemologia Genética colabora com este objetivo. Neste ensaio teórico, as proposições de Constance Kamii para uma Educação voltada ao desenvolvimento da autonomia e seus obstáculos educacionais são correlacionados com estudos sociológicos de Jean Piaget que contrastam as coações ideológicas intergeracionais seminormativas com o desenvolvimento do pensamento científico. Tomando como base nossa recente pesquisa neste mesmo campo, sugerimos que preconceitos se relacionam às coações ideológicas conservadoras da heteronomia intelectual e moral, se mostrando como obstáculos ao desenvolvimento científico e moral da sociedade.

Biografia do Autor

Carlos Eduardo de Souza Gonçalves, Instituto federal do Paraná - IFPR

Doutor em Educação (2022) pela Universidade Estadual de Londrina - PR. Mestre em Educação (2005) pela Universidade Católica de Petrópolis - RJ, Especialista em Neuropsicologia (2016), Especialista em Psicologia Empresarial (2002) e Psicólogo (2000). Docente e coordenador em cursos de Graduação e Pós-Graduação em instituições públicas e privadas. Atualmente é servidor público federal técnico-administrativo como Psicólogo do Instituto Federal do Paraná - Campus Londrina. Membro da Jean Piaget Society. Membro do COPE - Comitê de Pesquisa e Extensão do Instituto Federal do Paraná Campus Londrina, biênio 2022-2024.

Francismara Neves de Oliveira, UEL

Pós Doutora em Educação e em Psicologia Educacional; Doutora em Educação; Mestre em Educação Especialista em Psicopedagogia. Servidora pública estadual- Universidade Estadual de Londrina-UEL Docente do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação- UEL. 

Referências

DELVAL, Juan. Introdução à prática do método clínico: descobrindo o pensamento das crianças. Porto Alegre: Artmed, 2002.

DUCKITT, JOHN H. The social psychology of prejudice. New York: Praeger, 2019. DOI: https://doi.org/10.1007/978-3-319-28099-8_166-1

FONZAR, Jair. Piaget: do egocentrismo (História de um conceito). Educar em Revista, Curitiba, n. 5, p. 81-103, 1986. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0104-4060.059. Acesso em: 18 jun. 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/0104-4060.059

GONÇALVES, Carlos Eduardo de Souza. Preconceito de classe social nas significações de estudantes de ensino técnico: um estudo embasado no aporte teórico da Epistemologia Genética. 2022. 410 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2022. Disponível em: http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000236162. Acesso em: 21 fev. 2023.

GONÇALVES, Carlos Eduardo de Souza; OLIVEIRA, Francismara Neves de. Dimensões intelectual e afetiva do juízo moral de estudantes sobre manifestações de preconceito. Schème: Revista Eletrônica de Psicologia e Epistemologia Genéticas, Marília, v. 11, n. 2, p. 80-107, 2019. Disponível em: https://revistas.marilia.unesp.br/index.php/scheme/article/view/9745. Acesso em: 21 fev. 2023. DOI: https://doi.org/10.36311/1984-1655.2019.v11n2.04.p80

IDEOLOGIA. In: ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de filosofia. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

KAMII, Constance. La autonomía como objetivo de la educación: implicaciones de la teoría de Piaget. Infancia y Aprendizaje, Madrid, v. 5, n. 18, p. 3-32, 1982. DOI: https://doi.org/10.1080/02103702.1982.10821934

KUHN, Thomas Samuel. A estrutura das revoluções científicas. 5. ed. São Paulo: Perspectiva, 1998.

PIAGET, Jean William Fritz. Pensée égocentrique et pensée sociocentrique. Cahiers Internationaux de Sociologie, Paris, n. 10, p. 34-49, 1951.

PIAGET, Jean William Fritz. Estudos sociológicos. Tradução de Reginaldo Di Piero. Rio de Janeiro: Forense, 1973a.

PIAGET, Jean William Fritz. A equilibração das estruturas cognitivas: problema central do desenvolvimento. Tradução de Marion Merlone dos Santos Penna. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.

PIAGET, Jean William Fritz. Juízo moral na criança. São Paulo: Summus, 1994.

PIAGET, Jean William Fritz. Relações entre a afetividade e a inteligência no desenvolvimento mental da criança. Tradução de Cláudio J. P. Saltini e Doralice B. Cavenaghi. Rio de Janeiro: Wak, 2014.

PIAGET, Jean William Fritz. To understand is to invent. Nueva York: The Viking Press, 1973b.

PIAGET, Jean William Fritz; GARCIA, Rolando. Hacia uma logica de significaciones. 2. ed. Tradução de Emilia Ferreiro. Barcelona: Ed. Gedisa, 1997.

PIAGET, Jean William Fritz; GARCIA, Rolando. Hacia uma logica de significaciones. Trad. Emilia Ferreiro. Barcelona: Ed. Gedisa, 1987

PIAGET, Jean William Fritz; WEIL, Anne Marie. The development in children of the idea of the homeland and of relations to other countries. International Social Science Journal, Paris, v. 3, p. 561-578, 1951.

WELLS, Harry Kohlsaat. O fracasso da psicanálise: de Freud a Fromm. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1970.

Downloads

Publicado

23-12-2022

Como Citar

GONÇALVES, Carlos Eduardo de Souza; OLIVEIRA, Francismara Neves de. Ideologia, preconceito e desenvolvimento da autonomia: interfaces entre as proposições sociológicas de Kamii e Piaget. Educação em Análise, Londrina, v. 7, n. 2, p. 322–341, 2022. DOI: 10.5433/1984-7939.2022v7n2p322. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/educanalise/article/view/47577. Acesso em: 16 jul. 2024.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)