Moralidade, autonomia e justiça

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1984-7939.2022v7n2p360

Palavras-chave:

moralidade, justiça, autonomia, Epistemologia Genética, psicologia moral

Resumo

O artigo objetiva relacionar os conceitos de moralidade, autonomia e justiça, à luz da Psicologia Moral de Jean Piaget (1896-1980). A construção da moralidade é discutida pelo vínculo entre os domínios cognitivo, social e afetivo para compreender a noção de justiça. Apresenta tipos diferenciados de justiça relacionados à heteronomia ou autonomia, reconhecendo na obra de Constance Kamii (1931-), importantes contribuições ao estudo da autonomia, para desenvolver o valor sociomoral de justiça no contexto escolar. De natureza qualitativa, a revisão bibliográfica apresenta posições de pesquisadores no aporte da Epistemologia Genética. Como resultado, enfatiza que a noção de justiça é complexa, de difícil construção dado o nível de abstração requerido e deve ser relacionada aos demais aspectos do desenvolvimento da criança e do adolescente: cognição, afetividade e relações sociais. Conclui-se como implicação pedagógica para o desenvolvimento da noção de justiça que é necessário um trabalho coletivo, construtivo, inter-relacional e que tome por base a noção de respeito mútuo e reciprocidade de relações. Indica-se que há relação entre noção de justiça e moral autônoma, visto que à moralidade autônoma corresponde um senso de justiça mais complexo, coletivo e atinente à ética do bem comum.

Biografia do Autor

Francismara Neves de Oliveira, Programa de Pós-Graduação em Educação- Universidade Estadual de Londrina-UEL

Pós Doutora em Educação e em Psicologia Educacional; Doutora em Educação; Mestre em Educação Especialista em Psicopedagogia. Servidora pública estadual- Universidade Estadual de Londrina-UEL Docente do Departamento de Educação e do Programa de Pós-Graduação em Educação- UEL.

Guilherme Aparecido Godoi, Universidade Estadual de Londrina

Doutorando em Educação no Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Estadual de Londrina. Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Londrina (2018). Possui graduação em Geografia pela Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), nas modalidades bacharelado (2011) e licenciatura (2014). Tem experiência na área de Educação em Geografia, com ênfase na Epistemologia Genética de Jean Piaget e a representação do espaço e tempo na construção de conhecimentos geográficos.

Eliane Giachetto Saravali, Programa de Pós graduação em Educação da Paulista UNESP- Marília/SP.

Livre-Docente em Psicologia do Desenvolvimento (UNESP, 2022), Pós-Doutorado em Educação (UEL, 2014), Doutorado em Educação (UNICAMP, 2003) Mestrado em Educação (UNICAMP,1999), Especialização em Psicopedagogia Clínica e Institucional (2003, ISCA/Limeira), Graduação em Pedagogia (UNICAMP,1995). Atualmente, é docente do Programa de Pós-Graduação em Educação (UNESP/Campus de Marília) e do Departamento de Educação e Desenvolvimento Humano, atuando no curso de Pedagogia. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Psicologia do Desenvolvimento e destaque para os seguintes temas: conhecimento social, dificuldades de aprendizagem, construtivismo e educação, epistemologia e psicologia genéticas, educação infantil, interação social e sociometria. Líder do GEADEC - Grupo de Estudos e Pesquisas em Aprendizagem e Desenvolvimento na Perspectiva Construtivista/CNPq. Membro da ISP - International Society of Psychopedagogy.

Ana Carolina Mexia Aleixo, Universidade Estadual de Londrina- Mestranda

Graduada em Pedagogia pela Universidade Estadual de Londrina. Experiência de pesquisa como bolsista de Iniciação Científica. Participação em projetos de pesquisa em Estudos Piagetianos na área da Psicologia da Educação. Principais interesses de pesquisa: Valores sociomorais relacionados à educação. Mestranda  no Programa de Pós-graduação em Educação- UEL.

Anna Julia Carvalho de Moura, Universidade Estadual de Londrina

 Pedagoga pela Universidade Estadual de Londrina. Foi bolsista no projeto de iniciação científica: "O preconceito social na visão de estudantes do ensino fundamental II: um estudo à luz da epistemologia genética". 

Referências

ALEIXO, Ana Carolina Meixa; OLIVEIRA, Francismara Neves de; GODOI, Guilherme Aparecido; THOMAS, Silvana; ALMEIDA, Sérgio Luís Evangelista de; SANTOS, Heloisa Braga dos. O preconceito de classe social no livro didático: um estudo apoiado na epistemologia genética. Conjecturas, Caxias do Sul, v. 22, n. 1, p. 778–791, 2022. DOI: https://doi.org/10.53660/CONJ-542-808. DOI: https://doi.org/10.53660/CONJ-542-808

BRASIL. Ministério da Educação. Base nacional comum curricular. Brasília: MEC, 2017.

BRASIL. Ministério da Educação. Diretrizes curriculares nacionais da educação básica. Brasília: MEC, 2013.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Míni aurélio: o dicionário da língua portuguesa. 6. ed. Curitiba: Editora Positivo, 2004.

FURTH, Hans G. Conhecimento como desejo: um ensaio sobre Freud e Piaget. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

GAMBOA, Silvio Sanchez. Os projetos de pesquisa: alguns fundamentos lógicos necessários. In: MIRANDA, Estela; BRYAN, Newton Antonio Pacciuli (org.). (Re)pensar la educación pública: aportes desde argentina y Brasil. Córdoba: ed. universidad nacional de córdoba, 2011. p. 121-150.

GATTI, Bernadete. Algumas considerações sobre procedimentos metodológicos nas pesquisas educacionais. EccoS Revista Científica, São Paulo, v. 1, n. 1, p. 63-79, 1999. DOI: https://doi.org/10.5585/eccos.v1i1.155

GONÇALVES, Carlos E. S. Preconceito de classe social nas significações de estudantes de ensino técnico: um estudo embasado no aporte teórico da epistemologia genética. 2022. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2022.

GONÇALVES, Carlos E. S.; OLIVEIRA, Francismara N. Dimensões intelectual e afetiva do juízo moral de estudantes sobre manifestações de preconceito. Schème - Revista Eletrônica de Psicologia e Epistemologia Genéticas, Marília, v. 11, n. 2, 2019. DOI: https://doi.org/10.36311/1984-1655.2019.v11n2.04.p80

KAMII, Constance. A criança e o número: implicações educacionais da teoria de Piaget para a atuação com escolares de 4 a 6 anos. 39. ed. Campinas: Papirus, 2012.

KAMII, Constance; DECLARK, Georgia. Reinventando a aritmética: implicações da teoria de Piaget. 12. ed. Campinas: Papirus, 1996.

KAMII, Constance; DEVRIES, Rheta. Piaget para a educação pré-escolar. Porto Alegre: Artes Médicas, 1991.

LA TAILLE, Yves de. A dimensão ética na obra de Jean Piaget. Idéias, São Paulo, n. 20, p. 75-82, 1994.

LA TAILLE, Yves de. A importância da generosidade no início da gênese da moralidade na criança. Psicologia: reflexão e crítica, Porto Alegre, v. 19, n. 1, 2006. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-79722006000100003

LA TAILLE, Yves de. Construção da consciência moral. Prima Facie Revista de Ética, João Pessoa, n. 2, p. 7-30, 2008.

LA TAILLE, Yves de. Desenvolvimento humano: contribuições da psicologia moral. Psicologia USP, São Paulo, v. 18, n. 1, p. 11-36, 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-65642007000100002

LA TAILLE, Yves de; MAIORINO, Clarissa; STORTO, Daniela Nogueira; ROSS, Luciana C. do Prado Velloso. Construção da fronteira da intimidade: a humilhação e a vergonha na educação moral. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 82, p. 43-55, 1992.

LA TAILLE, Yves de. Moral e contemporaneidade. Revista Eletrônica de Psicologia e Epistemologia Genética, Marília, v. 11, p. 6-24, 2019. Número especial. DOI: https://doi.org/10.36311/1984-1655.2019.v11esp.02.p6

MENIN, Maria S. de S.; BATAGLIA, Patricia U. R. Uma balança para as virtudes: o valor da justiça. Americana: Adonis, 2017.

OLIVEIRA, Francismara N.; GODOI, Guilherme A.; Noções de espaço e lugar na perspectiva de alunos o 6º ano do ensino fundamental II: relações de interdependência entre conhecimento social e cognitivo. Ensino Em Re-Vista, Uberlândia, v. 25, n. 1, p. 134-158, jan./abr. 2018. DOI: https://doi.org/10.14393/ER-v25n1a2018-06

PAPALIA, Diane; MARTORELL, Gabriela. Desenvolvimento humano. 14. ed. Rio de Janeiro: Editora Grupo A Educação S/A RIO, 2021.

PIAGET, Jean. Intelligence and affectivity: their relationship during child development. Translated by T. A. Brown and C. E. Kaegi. Palo Alto: Annual Reviews, 1981.

PIAGET, Jean. A Equilibração das estruturas cognitivas: problema central do desenvolvimento. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.

PIAGET, Jean. Estudos sociológicos. Rio de Janeiro: Forense, 1973.

PIAGET, Jean. O juízo moral na criança. São Paulo: Summus, 1994.

PIAGET, Jean. Seis estudos de psicologia. Rio de janeiro: Forense-Universitária, 1999.

REIS, Leandro A. dos. Músico na sala de aula ou professor no palco: processos de sinificações de licenciandos nas dimensões do músico e professor – encontros possíveis. 2020. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2020.

SOUZA, Maria Thereza Costa Coelho de. As relações entre afetividade e inteligência no desenvolvimento psicológico. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 27, n. 2, p. 249-254, abr./jun. 2011. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-37722011000200005

TOGNETTA, Luciene Regina Paulino; ASSIS, Orly Zucatto Mantovani de. A construção da solidariedade na escola: as virtudes, a razão e a afetividade. Educação e Pesquisa. São Paulo, v. 32, n. 1, p. 49-66, jan./abr. 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S1517-97022006000100004

TOGNETTA, Luciene Regina Paulino; LA TAILLE, Yves. A formação de personalidades éticas: representações de si e moral. Psicologia: Teoria e Pesquisa, Brasília, v. 24, n. 2, p. 181-188, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-37722008000200007

TOGNETTA, Luciene Regina Paulino; ROSÁRIO, Pedro. Bullying: dimensões psicológicas no desenvolvimento moral. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, v. 24, n. 56, p. 106-137, set./dez. 2013. DOI: https://doi.org/10.18222/eae245620132736

VINHA, Telma Pileggi; TOGNETTA, Luciene Regina Paulino. Construindo a autonomia moral na escola: os conflitos interpessoais e a aprendizagem dos valores. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 9, n. 28, p. 525-540, set./dez. 2009. DOI: https://doi.org/10.7213/rde.v9i28.3316

WADSWORTH, Barry J. Inteligência e afetividade da criança na teoria de Piaget. 5 ed. São Paulo: Pioneira, 1999.

Downloads

Publicado

23-12-2022

Como Citar

OLIVEIRA, Francismara Neves de; GODOI, Guilherme Aparecido; SARAVALI, Eliane Giachetto; ALEIXO, Ana Carolina Mexia; MOURA, Anna Julia Carvalho de. Moralidade, autonomia e justiça. Educação em Análise, Londrina, v. 7, n. 2, p. 360–385, 2022. DOI: 10.5433/1984-7939.2022v7n2p360. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/educanalise/article/view/47479. Acesso em: 14 jul. 2024.