As Oportunidades Políticas e a Influência do Conselho Estadual de Recursos Hídricos na Gestão do Rio Grande do Norte (2011-2021)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/2176-6665.2022v27n3e46344

Palavras-chave:

Participação institucional, Conselhos, Recursos Hídricos, Oportunidades Políticas.

Resumo

O presente artigo trata da influência do Conselho Estadual dos Recursos Hídricos (CONERH) na gestão de recursos hídricos no Rio Grande do Norte (RN). Para compreender esse cenário, mobilizamos o conceito de estrutura de oportunidades políticas, relacionando-o com o Plano Estadual de Recursos Hídricos. Nosso objetivo é, assim, compreender o processo de recolocação da pauta da revisão do Plano na agenda governamental, a partir da participação institucional no CONERH. A metodologia utilizada é qualitativa: foram feitas entrevistas com 3 conselheiros. Além disso, realizamos análise documental em atas entre os anos de 2011 e 2021, visando identificar se houve oportunidades políticas, utilizando a análise de conteúdo enquanto técnica de análise. Ao final, identificamos que não houve uma relação direta entre o atual governo estadual e a atualização do Plano; entretanto, aferimos que, ao contrário da conjuntura federal, a gestão de recursos hídricos encontrou, no RN, com a mudança de governo, um ambiente político-institucional favorável à continuidade do debate em torno do Plano e da política estadual.  

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ana Vitória Araújo Fernandes, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Mestre em Estudos Urbanos e Regionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2020). Professora Colaboradora junto ao Instituto de Políticas Públicas da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Marcos Aurélio Freire da Silva Júnior, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)

Mestre em Estudos Urbanos e Regionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2020). Doutorando junto ao Programa de Pós-Graduação de Ciências Sociais em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

Pedro Henrique Correia do Nascimento de Oliveira, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Mestre em Estudos Urbanos e Regionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (2021). Pesquisador do Observatório das Metrópoles, Núcleo Natal, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Referências

ALMEIDA, Débora Rezende; VIEIRA, Anne Karoline; KASHIWAKURA, Gabriella. Instituições participativas e repertórios de interação: os conselhos nacionais de saúde e assistência social no contexto de impeachment. Revista do Serviço Público, Brasília, DF, v. 71, n. 1, p. 140-170, 2020. DOI: https://doi.org/10.21874/rsp.v71i1.3516

AVRITZER, Leonardo. Instituições participativas e desenho institucional. Opinião Pública, Campinas, v. 14, p. 43-64, 2008. DOI: https://doi.org/10.1590/S0104-62762008000100002

AVRITZER, Leonardo. Os impasses da democracia no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2016.

BEZERRA, Carla de Paiva; ALMEIDA, Debora Rezende de; LAVALLE, Adrian Gurza; DOWBOR, Monika Weronika. Desinstitucionalização e resiliência dos conselhos no governo Bolsonaro. SciElo Preprints, São Paulo, 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/SciELOPreprints.4218 DOI: https://doi.org/10.1590/SciELOPreprints.4218

BORN, Rubens Harry. Seguridade hídrica, comitês de bacia hidrográfica e cidadania. Revista CEJ, Brasília, DF, v. 4, n. 12, p. 63-70, 2000.

COSTA, Adriana Lustosa da; MERTENS, Frédéric. Governança, redes e capital social no plenário do conselho nacional de recursos hídricos do brasil. Ambiente & Sociedade, São Paulo, v. 18, p. 153-170, 2015. DOI: https://doi.org/10.1590/1809-4422ASOC865V1832015

COUCEIRO, Sheyla Regina Marques; HAMADA, Neusa. Os instrumentos da política nacional de recursos hídricos na região norte do Brasil. Oecologia Brasiliensis, Rio de Janeiro, v. 15, n. 4, p. 762-774, 2011. DOI: https://doi.org/10.4257/oeco.2011.1504.02

EISINGER, Peter K. The Conditions of protest behavior in american cities. American Political Science Review, Oxford, v. 67, n. 1, p. 11-28, 1973. DOI: https://doi.org/10.2307/1958525

GIUGNI, Marco G.; MCADAM, Douglas; TILLY, Charles (ed.). From contention to democracy. Lanham: Rowman & Littlefield, 1998.

JACOBI, Pedro Roberto; BARBI, Fabiana. Democracia e participação na gestão dos recursos hídricos no Brasil. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 10, n. 2, p. 237-244, 2007. DOI: https://doi.org/10.1590/S1414-49802007000200012

LAVALLE, Adrian; BARONE, Leonardo. Conselhos, Associações e Desigualdade. In: ARRETCHE, Marta (org.). Trajetórias das desigualdades: como o Brasil mudou nos últimos cinquenta anos. 1 ed. São Paulo: UNESP/CEM, 2015. p. 51-76.

LAVALLE, Adrian Gurza, VOIGT, Jessica; SERAFIM, Lizandra. O que fazem os Conselhos e quando o fazem? Padrões decisórios e o debate dos efeitos das instituições participativas. Dados, Rio de Janeiro, v. 59, n. 3, p. 609-650, 2016. DOI: https://doi.org/10.1590/00115258201687 DOI: https://doi.org/10.1590/00115258201687

MARCONDES, Felipe Silva. Gestão das águas pelo conselho estadual de recursos hídricos de Minas Gerais (CERH-MG): avaliação e desafios. 2022. 152f. Dissertação (Mestrado em Sustentabilidade e Tecnologia Ambiental) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Minas Gerais, Bambuí, 2022.

MEYER, David S. Protest and political opportunities. Annual Review of Sociology, San Mateo, v. 30, p. 125-145, 2004. DOI: https://doi.org/10.1146/annurev.soc.30.012703.110545

MUSSOI, Hélio Gustavo; QUADROS, Doacir Gonçalves de. Conselhos gestores de políticas públicas: entre a participação deliberativa e o pluralismo jurídico. Quaestio Iuris, Rio de Janeiro, v. 14, n. 2, p. 641-667, 2021. DOI: https://doi.org/10.22533/at.ed.4952130086

ROMÃO, Wagner de Melo; MARTELLI, Carla Gandini Giani. Estudos sobre as instituições participativas: o debate sobre sua efetividade. Pensamento & Realidade, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 124-143, 2013.

SILVA, Beatriz Russo e. Estrutura de oportunidades políticas: revisão e possibilidades para o estudo da pp em Portugal. 2020. 71f. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade Beira Interior, Covilhã, 2020.

SILVA, Sandro Pereira. Processos deliberativos em políticas sociais: uma análise da efetividade institucional de conselhos gestores a partir da percepção de seus conselheiros. Mediações - Revista de Ciências Sociais, v. 25, n. 2, p. 427-448, 2020. DOI: https://doi.org/10.5433/2176-6665.2020v25n2p427

SOARES, Samira Iasbeck de Oliveira; THEODORO, Hildelano Delanusse; JACOBI, Pedro Roberto. Governança e política nacional de recursos hídricos: qual a posição da gestão das águas no Brasil. In: ENCONTRO NACIONAL DA ANPPAS, 4., 2008, Brasília. Anais [...]. Brasília, DF: ANPPAS, 2008.

SZWAKO, José. Participar vale a pena, mas… a democracia participativa brasileira vista pelas lentes da utopia. In: PAZ, Anna Luiza Souto Rosangela (org.). Novas lentes sobre a participação: utopias, agendas e desafios. São Paulo: Instituto Pólis, 2012. p. 13-45.

TARROW, Sidney. O poder em movimento: movimentos sociais e confronto político. São Paulo: Vozes, 2009.

TATAGIBA, Luciana. Os conselhos gestores e a democratização das políticas públicas no Brasil. In: DAGNINO, Evelina (org.). Sociedade civil e espaços públicos no Brasil. São Paulo: Paz e Terra, 2002. p. 47-103.

TATAGIBA, Luciana. A questão dos atores, seus repertórios de ação e implicações para o processo participativo. In: IPEA - INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. A efetividade das instituições participativas no Brasil: perspectivas, abordagens e estratégias de avaliação. Brasília, DF: IPEA, 2013.

TILLY, Charles. Regimes and repertoires. Chicago: University of Chicago Press, 2006. DOI: https://doi.org/10.7208/chicago/9780226803531.001.0001

Downloads

Publicado

2022-12-20

Como Citar

FERNANDES, A. V. A.; JÚNIOR, M. A. F. da S.; OLIVEIRA, P. H. C. do N. de. As Oportunidades Políticas e a Influência do Conselho Estadual de Recursos Hídricos na Gestão do Rio Grande do Norte (2011-2021). Mediações - Revista de Ciências Sociais, Londrina, v. 27, n. 3, p. 1–16, 2022. DOI: 10.5433/2176-6665.2022v27n3e46344. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/46344. Acesso em: 22 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Dados de financiamento