O legado de Constance Kamii à educação brasileira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1984-7939.2022v7n2p300

Palavras-chave:

Epistemologia Genética, desenvolvimento moral, Constance Kamii

Resumo

Esse estudo, bibliográfico e documental, se propõe apresentar parte da trajetória de Constance Kamii, renomada cientista, colaboradora de Jean Piaget, suas obras e publicações no Brasil. Tomando por referência a construção do conhecimento, Kamii dedicou-se à educação escolar, realizando investigações teórico-práticas com implicações a partir da teoria piagetiana. Estudava profundamente a obra de Piaget e trabalhava experimentalmente em sala de aula.  Impactou o ensino de aritmética na educação infantil e nos anos iniciais do ensino fundamental ao constatar, por meio de pesquisas, que o ensino precoce dos algoritmos prejudica o desenvolvimento do senso numérico das crianças. Apresentou formas de melhorar o ensino na sala de aula, baseada em uma teoria cientifica e explicando como as crianças adquirem conhecimento e autonomia intelectual e moral. Para Kamii, o ponto de partida de toda aprendizagem é o próprio sujeito, a criança é protagonista, é ativa, compara, exclui, ordena, categoriza, reformula, comprova, formula hipóteses, reorganiza... Graças a Kamii e Piaget, hoje sabemos que os processos que conduzem às noções matemáticas elementares não passam pela memorização, nem por atividades mecânicas de reprodução. Detentora de uma vasta obra, foi uma das cientistas que mais destacou, promoveu e adaptou o pensamento de Jean Piaget à educação.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Marta Baptista Rablioglio, Pesquisadora Colaboradora no Laboratório de Psicologia Genética- LPG/ FE/ UNICAMP

Docente e coordenadora do projeto Brinquedoteca da Faculdade de Americana e pesquisadora do Laboratório de Psicologia Genética da Faculdade de Educação da UNICAMP. Possui graduação em Pedagogia. Magistério e Supervisão Escolar pela Faculdade de Educação da USP (1985) e mestrado em Didática pela Faculdade de Educação - USP (1995).

Referências

CAMARGO, Ricardo Leite; BRONZATTO, Mauricio. A reinvenção da aritmética pelas crianças: implicações pedagógicas da teoria piagetiana propostas por Constance Kamii para a aprendizagem de matemática. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 16, n. 42, p. 370-394, 2019. DOI: https://doi.org/10.5935/2238-1279.20190041

KAMII, Constance; DE VRIES Rheta. A criança e o número: implicações educacionais da teoria de Piaget para a atuação junto a escolares de 4 a 6 anos. Tradução Regina A. de Assis. Campinas: Papirus, 1983.

KAMMI, Constance; LIVINGSTON, Sally Jones. Desvendando a aritmética: implicações da teoria de Piaget. Tradução Marta Rabioglio. Campinas: Papirus, 1995.

KAMII, Constance; JOSEPH, Linda Leslie. Crianças pequenas continuam reinventando a aritmética (séries iniciais): implicações da teoria de Piaget. Tradução Vinicius Figueira. 2.ed. Porto Alegre: Artmed, 2005.

NOGUEIRA, Clélia Maria Ignatius; NOGUEIRA, Vitor Ignatius. O ensino de matemática no Brasil na perspectiva piagetiana: uma primeira aproximação ao estado da arte. Revista Scheme, Marília, v. 9, p. 93-130, 2017. Numero Especial. DOI: https://doi.org/10.36311/1984-1655.2017.v9esp.05.p93

NOGUEIRA, Clélia Maria Ignatius. Classificação, seriação e contagem no ensino do número: um estudo de epistemologia genética. Marilia: Oficina Universitária Unesp, 2007. DOI: https://doi.org/10.36311/2007.978-85-60810-00-0

Downloads

Publicado

23-12-2022

Como Citar

RABLIOGLIO, M. B. O legado de Constance Kamii à educação brasileira. Educação em Análise, Londrina, v. 7, n. 2, p. 300–321, 2022. DOI: 10.5433/1984-7939.2022v7n2p300. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/educanalise/article/view/47009. Acesso em: 19 jun. 2024.