Educação popular: temas, ideias e sujeitos presentes nas cartas pedagógicas de Carlos Rodrigues Brandão

Autores

  • Fernanda dos Santos Paulo Associação de Educadores Populares de Porto Alegre

DOI:

https://doi.org/10.5433/1984-7939.2023v8n2p418

Palavras-chave:

Educação Popular Freiriana, Cartas Pedagógica, Educação Popular Intersetorial, Multicultual e Decolonial, Rede Colaborativa e Engajada de Educação Popular, Intelectual Conectivo

Resumo

Este artigo é parte do resultado de uma pesquisa de dois anos, cujo protagonista é o educador popular Carlos Rodrigues Brandão e o objeto de estudos é o seu acervo de correspondências datadas entre 1964 e 1980. Cartas caracterizadas como Cartas Pedagógicas. Esses documentos contribuirão para a continuidade da história da Educação Popular, em especial com temas, ideias e sujeitos pouco ou nada visibilizados no âmbito acadêmico. Nesse texto será pautado a presença da Educação Popular em 94 cartas analisadas. A abordagem do estudo é qualitativa com análise documental a partir de documentos de primeira mão (as correspondências) e reflexões a partir de estudos originários desta pesquisa (Paulo; Dickmann, 2020, 2021; Paulo; Gaio, 2021), assim como uso de entrevistas e-mails recebidos por Brandão. Localizamos 19 sentidos e/ou usos de Educação Popular, sendo que se destacam três: Educação Popular Intersetorial, Educação Popular decolonial e Educação Popular multicultural. Igualmente, identificamos a Educação Popular clandestina em tempos de ditadura civil militar. Assim, as Cartas Pedagógicas de Brandão apresentam encontros entre o passado, o presente e perspectivas de futuro, revelando que a Educação Popular com o sentido crítico-emancipatório é constituída por várias educações populares.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Fernanda dos Santos Paulo, Associação de Educadores Populares de Porto Alegre

Doutora em Educação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos/Unisinos, Bosista Capes - Proex (2014-2018). Mestre em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul/UFRGS, Bosista CNPq (2012-2013). Especialista em Educação Popular: Gestão de Movimentos Sociais pela Brava Gente e Instituto IVOTI (2007-2010). Graduada em Pedagogia pelo Centro Universitário Metodista/IPA (2006-2008). Curso Normal em nível médio-Magistério. Educadora Popular na Associação de Educadores Populares de Porto Alegre/AEPPA. 

Referências

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Educação popular. 3. ed. São Paulo: Brasiliense, 1986a.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A educação como cultura. São Paulo: Brasiliense, 1986b.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Trinta anos depois: alguns elementos de crítica atual aos projetos de cultura popular os movimentos de cultura popular dos anos 60. In: PONTUAL, Pedro; IRELAND, Timothy (org.). Educação popular na América Latina: diálogos e perspectivas. Brasília: UNESCO, 2006.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Mais de 54 anos de educação popular. Destinatário: Fernanda Paulo. Campinas, 29 jun. 2015. Mensagem eletrônica.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. História da educação popular. [Entrevista concedida a] Fernanda Paulo, [S. l.], maio, 2017. Entrevista presencial na casa de Brandão. Entrevista 5.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A educação popular nas correspondências de Brandão. [Entrevista concedida a] Fernanda Paulo. [S. l.], ago. 2018. Entrevista por e-mail.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. Não morri de novo (pelo menos por agora). Destinatário: Fernanda Paulo. Campinas, 30 abr. 2022. Mensagem eletrônica.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A Educação Popular, pesquisa participante: memória dos anos sessenta. [Entrevista concedida a] Fernanda Paulo [S. l.], ago. 2021. Entrevista por e-mail.

FÁVERO, Osmar. História da educação popular. [Entrevista concedida a] Fernanda Paulo, [S. l.], junho, 2017. Entrevista presencial na casa de Osmar Fávero. Entrevista 2.

PAULO, Fernanda dos Santos. A formação dos (as) educadores (as) populares a partir da práxis: um estudo de caso da AEPPA. 2013. 278f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2013.

PAULO, Fernanda dos Santos. Pioneiros e pioneiras da educação popular freiriana e a universidade. 2018. 269 f. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2018.

PAULO, Fernanda dos Santos; DICKMANN, Ivo (org.). Cartas pedagógicas: tópicos epistêmico metodológicos na educação popular. Chapecó: Livrologia, 2020. (Coleção Paulo Freire, v. 2).

PAULO, Fernanda dos Santos; GAIO, Daiana. Educação popular nas cartas do educador Carlos Rodrigues Brandão: contribuições para a pedagogia latino-americana. Chapecó: Livrologia, 2021. DOI: https://doi.org/10.52139/livrologia9786586218817

PAULO, Fernanda dos Santos; DICKMANN, Ivo (org.). Arqueologia nas cartas de Carlos Rodrigues Brandão: contribuições para a Educação Popular. Chapecó: Livrologia, 2021.

PAULO, Fernanda dos Santos. Meio grito. In.: PAULO, Fernanda dos Santos; DICKMANN, Ivo. (org.). Arqueologia nas cartas de Carlos Rodrigues Brandão: contribuições para a educação popular. Chapecó: Livrologia, 2021. v. 1, p. 133-136. DOI: https://doi.org/10.52139/livrologia9786586218565

PAULO, Fernanda dos Santos; TESSARO, Mônica. A presença da educação popular nas cartas de Carlos Rodrigues Brandão. Linguagens, Educação e Sociedade, Piauí, v. 27, n. 53, p. 1-26, 2023. DOI: https://doi.org/10.26694/rles.v27i53.2881

SILVA, César Ferreira da. Educação Popular na América Latina: percursos de educadoras e educadores populares da geração de 1960 no Brasil. Campinas: Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, 2022.

Downloads

Publicado

01-12-2023

Como Citar

PAULO, F. dos S. Educação popular: temas, ideias e sujeitos presentes nas cartas pedagógicas de Carlos Rodrigues Brandão . Educação em Análise, Londrina, v. 8, n. 2, p. 418–430, 2023. DOI: 10.5433/1984-7939.2023v8n2p418. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/educanalise/article/view/48585. Acesso em: 15 abr. 2024.