Os grupos de pressão formados por militares da reserva e o pensamento anticomunista

Autores

  • Eduardo Heleno de Jesus Santos Universidade Federal Fluminense - UFF https://orcid.org/0000-0001-5897-9168
  • Vágner Camilo Alves Universidade Federal Fluminense - UFF

DOI:

https://doi.org/10.5433/2176-6665.2014v19n1p135

Palavras-chave:

Anticomunismo, Direita, Militares, Grupos de pressão

Resumo

Este artigo apresenta alguns grupos de pressão formados por militares da reserva no Brasil, cuja linha ideológica tem forte discurso anticomunista. Esses grupos foram, em geral, constituídos após a redemocratização e uma de suas principais bandeiras é a defesa do status quo ante. Para melhor traçar a origem desses grupos, incluímos uma análise histórica para explicar como o anticomunismo ganhou expressividade dentro das Forças Armadas brasileiras.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Eduardo Heleno de Jesus Santos, Universidade Federal Fluminense - UFF

Doutor em Ciência Política pela Universidade Federal Fluminense - UFF. Professor da Universidade Federal Fluminense - UFF.

Vágner Camilo Alves, Universidade Federal Fluminense - UFF

Doutor em Ciência Política pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro - IUPERJ. Professor da Universidade Federal Fluminense - UFF.

Referências

ALVES, Vágner Camilo. Da Itália à Coréia: decisões sobre ir ou não à guerra. Rio de Janeiro: Ed. Iuperj: Ed.UCAM; Belo Horizonte: Ed. UFMG, 2007.

BOECHAT, Ricardo; BOJUNGA, Claudio. Em marcha contra a esquerda. Jornal do Brasil, 5 de junho de 1987. Caderno B, p. 12.

BORGES FILHO, Nilson. Os militares no poder. São Paulo: Acadêmica, 1994.

BRASIL. Ministério do Exército. Decreto de 23 de julho de 1984, Diário Oficial da União de 25 de julho de 1984, p. 7. Seção 1.

BRASIL. Presidência da República. Estado-Maior das Forças Armadas. Decreto de 27 de setembro de 1966. Diário Oficial da União, 28 de setembro de 1966, p. 3. Seção 1

CARVALHO, José Murilo de. Forças Armadas e Política no Brasil. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

CHIRIO, Maud. A política nos quartéis: revoltas e protestos de oficiais na ditadura militar brasileira. Rio de Janeiro: Zahar, 2012.

DISCIPLINA e Autoridade. Correio da Manhã, 23 de dezembro de 1950, p.4. [editorial]. ESTADO MAIOR DO EXÉRCITO. Em guarda contra o comunismo. Rio de Janeiro: Biblioteca Militar, 1938.

JORNAL acusa imprensa de fazer campanha contra órgãos de informações. Jornal do Brasil, 5 de junho de 1981, p. 4.

JORNAL ligado a militares não combate mais Tancredo. Jornal do Brasil, 30 de dezembro de 1984, p. 2.

MARTINS FILHO, Jose Roberto. A influência doutrinária francesa sobre os militares brasileiros nos anos de 1960. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 23, n. 67, jun. 2008.

MOTTA, Rodrigo P. S. Em guarda contra o perigo vermelho. São Paulo: Perspectiva: FAPESP, 2002.

O CASO da Revista do Clube Militar. Correio da Manhã, 16 de dezembro de 1950, p.1.

O GENERAL José Pessoa faz uma recomendação sobre a campanha política. Correio da Manhã, 22 de março de 1949, p.2.

PEIXOTO, A.C. O Clube Militar e os confrontos no seio das Forças Armadas (1945-1964). Tradução de Otávio Alves Velho. In: ROUQUIÉ,A (Coord).Os Partidos Militares no Brasil.Rio de Janeiro: Record, 1980.

RODEGHERO, Carla Simone. Capítulos da guerra fria: o anticomunismo brasileiro sobre o olhar norte-americano (1945-1964). Porto Alegre: EdUFRGS, 2007.

ROUQUIÉ, Alain (Coord.). Os partidos militares no Brasil. Rio de Janeiro: Record, 1980.

SANTOS, Eduardo Heleno de Jesus. Extrema direita, volver! Memória, ideologia e política dos grupos formados por civis e os militares da reserva. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Universidade Federal Fluminense, Rio de Janeiro, 2009a.

SANTOS, Eduardo Heleno de Jesus. Memória dos militares sobre as ditaduras do cone sul: uma perspectiva comparada acerca das iniciativas contra o esquecimento. In: ENCONTRO ANUAL DA ANPOCS, 33., 2009, Caxambu. Anais. Caxambu, 2009b.

SODRÉ, Nelson Werneck. História Militar do Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1968.

SVARTMAN, Eduardo Munhoz. Guardiões da nação: formação profissional, experiências compartilhadas e engajamento político dos generais de 1964. 2006. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2006.

Downloads

Publicado

2014-03-27

Como Citar

SANTOS, E. H. de J.; ALVES, V. C. Os grupos de pressão formados por militares da reserva e o pensamento anticomunista. Mediações - Revista de Ciências Sociais, Londrina, v. 19, n. 1, p. 135–150, 2014. DOI: 10.5433/2176-6665.2014v19n1p135. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/19860. Acesso em: 17 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê