Números emergentes: temporalidade, métrica e estética da pandemia de Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/2176-6665.2021v26n2p311

Palavras-chave:

Covid-19, Quantificação, Estatística, Emergência, Política dos números

Resumo

O artigo apresenta os resultados de uma pesquisa em curso sobre as estatísticas de Covid-19 durante o primeiro ano da pandemia (março de 2020 a fevereiro de 2021) na qual se investigou a relação recíproca entre os números sobre a doença e a própria pandemia como experiência coletiva, com ênfase no caso brasileiro. Na análise são privilegiados três aspectos: a estética, as temporalidades e as controvérsias. A periodização proposta considera a forma como os números são apresentados e participam na construção da pandemia, a existência de três momentos, com características distintivas entre si. A noção de emergência serve para salientar a articulação entre o momento de crise e o afloramento das formas de quantificar. Demonstra-se que a pandemia, longe de infligir uma ruptura inteiramente nova na experiência social, constitui uma articulação original entre elementos que já existiam antes de sua eclosão, envolvendo, entre outros aspectos, as tensões opondo vida e economia, a complexificação do circuito de produção de dados e a retroação dos números públicos sobre a agência social.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alexandre de Paiva Rio Camargo, Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro - IUPERJ

Doutor em Sociologia pelo Instituto de Estudos Sociais e Políticos da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. 

Eugênia de Souza Mello Guimarães Motta, Instituto de Estudos Sociais e Políticos - IESP

Doutora em Antropologia pelo Museu Nacional, Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Victor Luiz Alves Mourão, Universidade Federal de Viçosa - UFV

Doutor em sociologia pelo programa de pós-graduação em Sociologia no Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP-UERJ). Professor da Universidade Federal de Viçosa.

Referências

ADAMS, Vincanne. Metrics: what counts in global health. Durham, London: Duke University Press, 2016.

BOLTANSKI, Luc; THÉVENOT, Laurent. De la justification: les économies de la grandeur. Paris: Éditions Gallimard, 1991.

BOLZANI, Isabela. Economistas, banqueiros e empresários cobram medidas efetivas contra a pandemia. Folha de São Paulo, São Paulo, 21 mar. 2021. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2021/03/banqueiros-e-economistas-pedem-medidas-efetivas-de-combate-a-pandemia-em-carta-aberta.shtml. Acesso em: 23 mar. 2021.

BRASIL pode ter 21 mil mortes a mais por Covid-19, aponta levantamento inédito. O Globo, Rio de Janeiro, 21 jun. 2020. Disponível em: https://oglobo.globo.com/sociedade/brasil-pode-ter-21-mil-mortes-mais-por-covid-19-aponta-levantamento-inedito-24490964. Acesso em: 23 mar. 2021.

BRASIL ultrapassa marca de 10 milhões de casos registrados de Covid; foram 1.432 mortes nas últimas 24 horas. G1: Bem Estar, Rio de Janeiro. 18 fev. 2021. Disponível em: https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2021/02/18/brasil-ultrapassa-marca-de-10-milhoes-de-casos-registrados-de-covid-foram-1432-mortes-nas-ultimas-24-horas.ghtml. Acesso em: 23 mar. 2021.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Regional. Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA). Monitoramento COVID Esgotos. Brasil: ANA, 2021. Disponível em: https://www.gov.br/ana/pt-br/assuntos/acontece-na-ana/monitoramento-covid-esgotos. Acesso em: 23 mar. 2021.

BRUNO, Isabelle; DIDIER, Emmanuel. Benchmarking: L’État sous pression statistique. Paris: La Découverte, 2013.

BRUNO, Isabelle; DIDIER, Emmanuel; PRÉVIEUX Julien. Statactivisme: comment lutter avec des nombres. Paris: La Découverte, 2014.

BRUNO, Maria Martha. Ausência de dados raciais nacionais compromete combate à Covid-19 nas periferias. Ponte, São Paulo, 15 maio 2020. Disponível em: https://ponte.org/ausencia-de-dados-raciais-nacionais-compromete-combate-a-covid-19-nas-periferias/. Acesso em: 23 mar. 2021.

CAMARGO; Alexandre de Paiva Rio; DANIEL, Claudia. Os estudos sociais da quantificação e suas implicações na sociologia. Sociologias, Porto Alegre, v. 23, n. 56, p. 42-81, 2021.

CANDIDO, Marcia Rangel; CAMPOS, Luiz Augusto. Pandemia reduz submissões de artigos acadêmicos assinados por mulheres. Dados, Rio de Janeiro, 14 maio 2020. Disponível em: http://dados.iesp.uerj.br/pandemia-reduz-submissoes-de-mulheres/. Acesso em: 23 mar. 2021.

CENTERS FOR DISEASE CONTROL AND PREVENTION. Interim pre-pandemic planning guidance : community strategy for pandemic influenza mitigation in the United States: early, targeted, layered use of nonpharmaceutical interventions. United States: CDC, 2007. Disponível em: https://stacks.cdc.gov/view/cdc/11425. Acesso em: 23 mar. 2021.

COHEN, Patricia Cline. A calculating people: the spread of numeracy in Early America. Chicago: University of Chicago Press, 1982.

COMMUNITY mobility records. [2021]. Disponível em: https://www.google.com/ covid19/mobility/. Acesso em: 23 mar. 2021.

CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA. Registros de contágios e óbitos. Brasília: CNJ, 2021. Disponível em: https://www.cnj.jus.br/sistema-carcerario/covid-19/registros-de-contagios-obitos/. Acesso em: 23 mar. 2021.

CREDIDIO, Valéria. Mortalidade por Covid-19 é maior entre os mais pobres, aponta pesquisa. Lais, Petrópolis, 8 jun. 2020. Disponível em: https://lais.huol.ufrn.br/mortalidade-por-covid-19-e-maior-entre-os-mais-pobres-aponta-pesquisa/. Acesso em: 23 mar. 2021.

DESROSIÈRES, Alain. La politique des grands nombres: histoire de la raison statistique. Paris: La Découverte, 1993.

DESROSIÈRES, Alain. Pour une sociologie historique de la quantification. Paris: Presses de l’École des Mines, 2008.

DIAZ-BONE, Rainer; DIDIER, Emmanuel. The sociology of quantification: perspectives on an Emerging Field in the Social Science. Historical Social Research, Mannheim, v. 41, n. 2, p. 7-26, 2016.

EMERGÊNCIA INDÍGENA. Panorama geral covid-19. [2021]. Disponível em: https://emergenciaindigena.apiboficial.org/dados_covid19/. Acesso em: 23 mar. 2021.

ESPELAND, Wendy; STEVENS, Mitchell. The sociology of quantification. European Journal of Sociology, Cambridge, v. 49, n. 3, p. 401-436, 2008.

FIGUEIREDO, Janaina. Países que seguiram regras enfrentaram vírus melhor, constata estudo. O Globo, Rio de Janeiro, 5 jul. 2020. Disponível em: https://oglobo.globo.com/mundo/paises-que-seguiram-regras-da-oms-enfrentaram-virus-muito-melhor-constata-estudo-24515686. Acesso em: 23 mar. 2021.

FIOCRUZ. Série histórica situação ocupação de leitos UTI covid-19 para adultos. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2021. Disponível em: https://agencia.fiocruz.br/sites/agencia.fiocruz.br/files/u34/serie_historica_leitos_uti_covid-19_adultos_2021-03-04.pdf. Acesso em: 23 mar. 2021.

FOUGNER, Tore. Neoliberal governance of states: the role of competitiveness indexing and country benchmarking. Millenium: Journal of International Studies, [s.l.],v. 37, n. 2, p. 303-326, 2008.

FRANCO, Elcio. Nós atingimos, na data de ontem, mais de 1 milhão de pessoas curadas da #covid19 no Brasil. Com isso, o Brasil é o país recordista mundial em números de recuperados. Brasília: Ministério da Saúde, 9 jul. 2020. Twitter: @minsaude. Disponível em: https://twitter.com/minsaude/status/1281337365093584896. Acesso em: 23 mar. 2021.

G1 e telejornais passam a divulgar dados mais detalhados sobre a pandemia de Covid-19 no Brasil. G1: Bem Estar, Rio de Janeiro, 9 jul. 2020. Disponível em: https://g1.globo.com/bemestar/coronavirus/noticia/2020/07/09/g1-e-telejornais-passam-a-divulgar-dados-mais-detalhados-sobre-a-pandemia-de-covid-19-no-brasil.ghtml. Acesso em: 23 mar. 2021.

GALINDO, Jorge; MOLINA, Federico Rivas. Escassez de vacinas contra a covid-19 na América Latina escancara desigualdade brutal entre países ricos e pobres. El País, Buenos Aires, 7 mar. 2021. Disponível em: https://brasil.elpais.com/internacional/2021-03-07/escassez-de-vacinas-contra-a-covid-19-na-america-latina-escancara-desigualdade-brutal-entre-paises-ricos-e-pobres.html. Acesso em: 23 mar. 2021.

GALVANI, Giovanna. Fiocruz aponta salto de confirmação da covid-19 nos casos de síndrome respiratória. Carta Capital, São Paulo, 14 abr. 2020. Disponível em: https://www.cartacapital.com.br/saude/fiocruz-aponta-salto-de-confirmacao-da-covid-19-nos-casos-de-sindrome-respiratoria/. Acesso em: 23 mar. 2021.

GUYER, Jane et al. Introduction: numbers as inventive frontier. Anthropological Theory, London, v. 10, n. 1–2, p. 36-61, 2010.

HACKING, Ian. The taming of chance. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

HALLAL, Pedro. SOS Brazil: science under attack. The Lancet, vol. 397, p, 373-374, 30 jan. de 2021. Disponível em: https://www.thelancet.com/action/showPdf?pii=S0140-6736%2821%2900141-0. Acesso em: 30 jul. 2021.

IMPERIAL COLLEGE. Short-term forecasts of COVID-19 deaths in multiple countries. London: Imperial College, 2021. Disponível em: https://mrc-ide.github.io/covid19-short-term-forecasts/index.html. Acesso em: 23 mar. 2021.

INSTITUTO CENTRO DA VIDA. Covid fora das aldeias. Cuiabá: ICV, 2021. Disponível em: https://www.icv.org.br/covidforadasaldeias/. Acesso em: 23 mar. 2021.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado: contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Contraponto, 2006.

LEGISLATIVO acompanhará pandemia pelos dados fornecidos por estados e municípios, diz Davi Alcolumbre. Agência Senado, Brasília, 8 jun. 2020. Disponível em: https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2020/06/08/legislativo-acompanhara-pandemias-pelos-dados-fornecidos-por-estados-e-municipios?utm_source=Twitter&utm_medium=MidiasSociaisSenado. Acesso em: 23 mar. 2021.

LIMA, Oscar Palma; CARRIERI, Alexandre de Pádua. A contabilidade de óbitos e a organização social da morte no Brasil. História, Ciências, Saúde, Manguinhos, v. 27, p. 355-373, 2020.

LOWY INSTITUTE. Covid performance index. 2021. Disponível em: https://interactives.lowyinstitute.org/features/covid-performance/. Acesso em: 23 mar. 2021.

LUO, Jianxi. Forecasting COVID-19 pandemic: Unknown unknowns and predictive monitoring. Technological Forecasting & Social Change, New York, v. 166, 2021. DOI: https://doi.org/10.1016/j.techfore.2021.120602. Acesso em: 23 mar. 2021.

LUO, Jianxi. When Will Covid-19 end: data-driven predictions. Singapore: Singapore University of Technology & Design, 2020. Disponível em: https://observatoriocovid19.sv/doc/biblioteca/internac/covid19predictionpaper.pdf. Acesso em: 23 mar. 2021.

MACKENZIE, Donald. An Engine, not a camera: how financial models shape markets. Cambridge, MA: MIT Press, 2006.

MARAKAWA, Fabio. Cúpula da saúde pressiona até Abin a maquiar dados. Valor Econômico, Brasília, 8 jun. 2020. Disponível em: https://valor.globo.com/brasil/noticia/2020/06/08/cupula-da-saude-pressiona-ate-abin-a-maquiar-dados.ghtml. Acesso em: 23 mar. 2021.

MEAD, George H. The philosophy of the present. Amherst: Prometheus Books, 2002.

MEGALE, Bela. Ministério da Saúde vai recontar mortos pela covid-19 porque diz ver "dados fantasiosos”. O Globo, Rio de Janeiro, 5 jun. 2020. Disponível em: https://blogs.oglobo.globo.com/bela-megale/post/ministerio-da-saude-vai-recontar-mortos-pela-covid-19-porque-diz-ver-dados-fantasiosos.html. Acesso em: 23 mar. 2021.

MOTTA, Eugênia. Achatar a curva: estética, topografia e moralidade da pandemia. Blog Dados, Rio de Janeiro, 29 maio 220. Disponível em: http://dados.iesp.uerj.br/estetica-da-pandemia/. Acesso em 23 mar. 2021.

MOURÃO, Victor Luiz Alves. Temporalização do espaço social: apontamentos para uma sociologia do tempo. Ciências Sociais Unisinos, São Leopoldo, v. 52, n. 1, p. 69-79, 2016.

MUDANÇA de divulgação ocorreu após Bolsonaro exigir número de mortes abaixo de mil por dia. Estadão, São Paulo, 8 jun. 2020. Disponível em: https://saude.estadao.com.br/noticias/geral,mudanca-de-divulgacao-ocorreu-apos-bolsonaro-exigir-numero-de-mortes-abaixo-de-mil-por-dia,70003328525. Acesso em: 23 mar. 2021.

NEIBURG, Federico. Vidas, economia e emergência. Boletim Ciências Sociais e Coronavírus, São Paulo, n. 22, abr. 2020. Disponível em: http://www.anpocs.com/index.php/publicacoes-sp-2056165036/boletim-cientistas-sociais/2335-boletim-n-22-vidas-economia-e-emergencia. Acesso em: 23 mar. 2021.

OUR WORLD in Data. Disponível em: https://ourworldindata.org/covid-vaccinations. Acesso em: 27 jan. 2021.

PORTER, Theodore. Trust in numbers: the pursuit of objectivity in science and public life. Princeton: Princeton University Press, 1995.

ROITMAN, Janet. The Stakes of Crisis. In: KAJER, P.; OLSEN, N. (org.). Critical theories of crisis in Europe. London: Rowman & Littlefield International, 2016. p. 17-34.

SECOMVC. Mais de 34 mil brasileiros curados da Covid-19. Até as 14h desta quarta-feira (29), foram registrados no Brasil 78.162 casos da doença e 38.564 seguem em acompanhamento [...]. Brasília: SECOMVC, 30 abr. 2020. Twitter: @secomvc. Disponível em: https://twitter.com/secomvc/status/1255828872773488640. Acesso em: 23 mar. 2021.

SILVA, Ivanovitch et al. Tendência de isolamento social desacelera no Brasil. Jornal GGN, [s. l.], 13 abr. 2020. Disponível em: https://jornalggn.com.br/a-grande-crise/tendencia-de-isolamento-social-desacelera-no-brasil/. Acesso em: 23 mar. 2021.

SIMMEL, George. Philosophie des Geldes. Köln: Anaconda Verlag, 2009.

SPINNEY, Laura. Has Covid changed the price of a life? The Guardian, UK, 15 fev. 2021. Disponível em: https://www.theguardian.com/world/2021/feb/14/coronavirus-covid-19-cost-price-life. Acesso em: 23 mar. 2021.

THE THREE phases of Covid-19 – and how we can make it manageable. The Spinoff, Nova Zelândia, 9 mar. 2020. Disponível em: https://thespinoff.co.nz/society/09-03-2020/the-three-phases-of-covid-19-and-how-we-can-make-it-manageable/. Acesso em: 23 mar. 2021.

UNIVERSITY OF WARWICK. Favela communities made more resilient against COVID-19 with citizen data. United Kingdom: University of Warwick, 2020. Disponível em: https://warwick.ac.uk/newsandevents/pressreleases/favela_communities_made/. Acesso em: 23 mar. 2021.

VEÍCULOS de comunicação formam parceria por transparência em dados de covid. UOL, São Paulo, 8 jun. 2020. Disponível em: https://noticias.uol.com.br/saude/ultimas-noticias/redacao/2020/06/08/veiculos-de-comunicacao-formam-parceria-por-transparencia-a-dados-de-covid.htm. Acesso em: 23 mar. 2021.

WOOLHANDLER, Steffie et al. Public policy and health in the Trump era, The Lancet, London, v. 397, n. 10275, p. 705-753, feb. 2021. Disponível em: https://www.thelancet.com/pdfs/journals/lancet/PIIS0140-6736(18)32171-8.pdf. Acesso em: 23 mar. 2021.

ZIEGLER, Maria Fernanda. Pesquisadores estimam haver mais de 1,6 milhão de casos de COVID-19 no Brasil. Agência Fapesp, São Paulo, 8 maio 2020. Disponível em: https://agencia.fapesp.br/pesquisadores-estimam-haver-mais-de-16-milhao-de-casos-de-covid-19-no-brasil/33116/. Acesso em: 23 mar. 2021.

Downloads

Publicado

2021-08-31

Como Citar

CAMARGO, A. de P. R.; MOTTA, E. de S. M. G.; MOURÃO, V. L. A. Números emergentes: temporalidade, métrica e estética da pandemia de Covid-19. Mediações - Revista de Ciências Sociais, Londrina, v. 26, n. 2, p. 311–332, 2021. DOI: 10.5433/2176-6665.2021v26n2p311. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/43087. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

Dossiê