Desempenho produtivo e características de carcaça de bovinos Nelore em regime de engorda a pasto recebendo diferentes teores de zinco na suplementação mineral

Autores

  • Julliano Percinoto Pompei Universidade Estadual de Londrina
  • Geisi Loures Guerra Universidade Estadual de Londrina
  • Elzânia Sales Pereira Universidade Federal do Ceará
  • Leandro das Dores Ferreira da Silva Universidade Estadual de Londrina
  • Patrícia Guimarães Pimentel Universidade Federal do Ceará
  • Edson Luis de Azambuja Ribeiro Universidade Estadual de Londrina
  • Taís Aline Bregion dos Santos Universidade Estadual de Londrina
  • Angelita Xavier dos Santos Universidade Estadual de Londrina
  • Mariellen Cristine Andrade Ribeiro Universidade Estadual de Londrina
  • Ivone Yurika Mizubuti Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2018v39n3p1351

Palavras-chave:

Componente não carcaça, Consumo, Ganho de peso, Órgãos e vísceras, Ruminantes.

Resumo

Objetivou-se estudar o efeito de diferentes teores de Zinco na suplementação mineral de novilhos Nelore em pastagem de Brachiaria brizantha cultivar (cv) MG-4, sobre o desempenho produtivo e características de carcaça. Foram utilizados 28 animais, castrados, com peso vivo médio inicial de 355 kg. Os animais foram divididos ao acaso em quatro grupos e alojados em piquetes de 6,25 hectares cada, equipados com comedouro coberto e bebedouros, sendo pastejados alternadamente a cada pesagem (28 dias). O delineamento experimental foi inteiramente casualizado, com quatro dosagens de zinco (Zn) no suplemento mineral e sete repetições. As doses de zinco avaliadas foram: Zn-0, sem adição de Zinco; Zn-2, com 2.000 mg de Zn kg-1; Zn-4, com 4.000 mg de Zn kg-1; e Zn-6, com 6.000 mg de Zn kg-1; sob forma inorgânica (Sulfato de Zinco) no suplemento mineral. Os suplementos minerais foram pesados e fornecidos ad libitum, em cochos cobertos, com controle das sobras para determinação do consumo. O período experimental foi de 370 dias. De cada animal abatido pesaram-se órgãos, vísceras, carcaça e componentes não carcaça. Avaliaram-se a área de olho de lombo (AOL) e espessura da gordura subcutânea (EGSC), bem como a cor, pH e oxidação lipídica. A crescente inclusão do zinco na dieta dos bovinos, não influenciou (P > 0,05) o peso vivo final (PVF) e o ganho de peso médio diário (GPMD). Observou-se diferença (P < 0,05) no consumo de Zn (CZn) (? = -2,09386 + 146,9616x; R2=0,99) e peso de carcaça quente (?= 299,92662 + 3,33362x, R2= 0,24), bem como na oxidação lipídica da carne (?= 0,15170 + 0,02539x; R2=0,31). Houve efeitos lineares crescentes sobre a cor da carne, avaliados pelos valores de "L*" (luminosidade) (?= 32,23309 + 0,41445x; R2= 0,14), "a*" (intensidade de vermelho-verde) (?= 0,88592 + 18,16225x, R2 = 0.25) e "b*" (intensidade de amarelo-azul) (?= 9,35295 + 0,45030x; R2=0,20), porém mantiveram-se dentro dos valores normais para carne bovina. Pode-se concluir que bovinos mantidos em pastagens e recebendo diferentes doses de zinco em suplementos minerais, fornecidos ad libitum, não sofrem influência no ganho de peso, rendimento de carcaça, composição físicas das carcaças, assim como nos componentes não carcaça, mas o Zn exerce influencia linear positiva sobre o peso de carcaça quente, sem causar alterações nos pesos relativos e absolutos de órgão e vísceras.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Julliano Percinoto Pompei, Universidade Estadual de Londrina

Médico Veterinário, M.e em Ciência Animal, Universidade Estadual de Londrina, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Geisi Loures Guerra, Universidade Estadual de Londrina

Discente, Curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Elzânia Sales Pereira, Universidade Federal do Ceará

Profª Drª, Departamento de Zootecnia, Universidade Federal do Ceará, UFC, Ceará, CE, Brasil.

Leandro das Dores Ferreira da Silva, Universidade Estadual de Londrina

Prof. Dr., Departamento de Zootecnia, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Patrícia Guimarães Pimentel, Universidade Federal do Ceará

Profª Drª, Departamento de Zootecnia, Universidade Federal do Ceará, UFC, Ceará, CE, Brasil.

Edson Luis de Azambuja Ribeiro, Universidade Estadual de Londrina

Prof. Dr., Departamento de Zootecnia, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Taís Aline Bregion dos Santos, Universidade Estadual de Londrina

Médica Veterinária e Zootecnista, Dras em Ciência Animal, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Angelita Xavier dos Santos, Universidade Estadual de Londrina

Médica Veterinária e Zootecnista, Dras em Ciência Animal, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Mariellen Cristine Andrade Ribeiro, Universidade Estadual de Londrina

Discente, Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Ivone Yurika Mizubuti, Universidade Estadual de Londrina

Profa Dra, Departamento de Zootecnia, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Downloads

Publicado

2018-05-04

Como Citar

Pompei, J. P., Guerra, G. L., Pereira, E. S., Silva, L. das D. F. da, Pimentel, P. G., Ribeiro, E. L. de A., Santos, T. A. B. dos, Santos, A. X. dos, Ribeiro, M. C. A., & Mizubuti, I. Y. (2018). Desempenho produtivo e características de carcaça de bovinos Nelore em regime de engorda a pasto recebendo diferentes teores de zinco na suplementação mineral. Semina: Ciências Agrárias, 39(3), 1351–1364. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2018v39n3p1351

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 > >>