Produção e valor nutritivo do sorgo forrageiro e da aveia preta sob doses de fósforo

Autores

  • Rasiel Restelatto Universidade Federal do Paraná
  • Luis Fernando Glassenap de Menezes Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Wagner Paris Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Laércio Ricardo Sartor Universidade Tecnológica Federal do Paraná
  • Thomas Newton Martin Universidade Federal de Santa Maria
  • Wilfrand Ferney Bejarano Herrera Escola de Agricultura Luiz de Queiroz
  • Paulo Sergio Pavinato Escola de Agricultura Luiz de Queiroz

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2017v38n1p429

Palavras-chave:

Adubação fosfatada, Alimentação animal, Recuperação de P, Regiões tropicais.

Resumo

O fósforo (P) é um dos elementos minerais mais limitantes na produção de biomassa e de grãos em solos tropicais. Este estudo teve como objetivo avaliar a influência do P na produção de matéria seca (MS) e no valor nutritivo do sorgo forrageiro (Sorghum bicolor) e da aveia preta (Avena strigosa) em sucessão. Os tratamentos foram constituídos com doses de P nos níveis de: 0, 50, 100, 150 e 200 kg de P2O5 ha-1 distribuídos em um delineamento em blocos casualizados com três repetições. Os tratamentos foram aplicados no momento da semeadura, na cultura do sorgo no verão 2010/2011 e 2011/2012. A aveia foi semeada após o sorgo em 2011, sem a aplicação de P. A produção de forragem e o valor nutritivo das culturas foram avaliados por cortes. As maiores produções de MS do sorgo foram obtidas quanto foi aplicado a maior dose do fosfato (200 kg P2O5 ha-1), com uma resposta residual na cultura subsequente da aveia preta. Não houve efeito dos níveis de P nos valores nutritivos de ambas as culturas, tanto nos teores de proteína bruta (PB), como na digestibilidade in vitro da matéria seca (DIVMS), na fibra em detergente neutro (FDN) e na fibra em detergente ácido (FDA), demonstrando que a utilização de fertilizantes fosfatados não tem efeito no valor nutritivo das forragens, especialmente quando os níveis de P do solo estão médios a altos. A eficiência de recupera ção P pelas plantas diminuiu quando as doses de P aumentaram tanto no sorgo como na aveia preta. A dose de 50 kg de P2O5 ha-1 ano-1 foi a que apresentou a maior recuperação de P pelas plantas, apoiando a ideia sob uma menor utilização de fertilizantes com maior eficiência.

Biografia do Autor

Rasiel Restelatto, Universidade Federal do Paraná

Discente de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Universidade Federal do Paraná, UFPR, Curitiba, PR, Brasil.

Luis Fernando Glassenap de Menezes, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Prof., Departamento de Zootecnia e Agronomia, UTFPR, Dois Vizinhos, PR, Brasil.

Wagner Paris, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Prof., Departamento de Zootecnia e Agronomia, UTFPR, Dois Vizinhos, PR, Brasil.

Laércio Ricardo Sartor, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Prof., Departamento de Zootecnia e Agronomia, UTFPR, Dois Vizinhos, PR, Brasil.

Thomas Newton Martin, Universidade Federal de Santa Maria

Prof., Departamento de Agronomia da Universidade Federal de Santa Marina, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Wilfrand Ferney Bejarano Herrera, Escola de Agricultura Luiz de Queiroz

Discente de Doutorado, Departamento de Ciência do Solo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Universidade de São Paulo, ESALQ, Piracicaba, SP, Brasil.

Paulo Sergio Pavinato, Escola de Agricultura Luiz de Queiroz

Prof., Departamento de Ciência do Solo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, ESALQ, Piracicaba, SP, Brasil.

Downloads

Publicado

2017-03-02

Como Citar

Restelatto, R., Menezes, L. F. G. de, Paris, W., Sartor, L. R., Martin, T. N., Herrera, W. F. B., & Pavinato, P. S. (2017). Produção e valor nutritivo do sorgo forrageiro e da aveia preta sob doses de fósforo. Semina: Ciências Agrárias, 38(1), 429–442. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2017v38n1p429

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>