Avaliação da biodisponibilidade de fósforo em diferentes classes de solos do Brasil

Autores

  • Gustavo Pereira Duda Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • José Guilherme Marinho Guerra Embrapa Agrobiologia
  • Marcos Gervasio Pereira Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Lúcia Helena Cunha dos Anjos Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro
  • Mateus Rosas Ribeiro Universidade Federal Rural de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n4p1563

Palavras-chave:

Fósforo orgânico, Fósforo orgânico lábil, Brachiaria decumbens.

Resumo

O presente trabalho objetivou verificar a influência do reservatório de fósforo (P) biodisponível sobre a disponibilidade deste elemento para as plantas. Na primeira etapa, foi quantificado o teor de P biodisponível em 14 amostras pertencentes a algumas classes de solos do Brasil, sob diferentes coberturas vegetais. Para tanto, foi montado um ensaio de incubação (bioensaio) em ambiente com temperatura controlada, em delineamento experimental em blocos ao acaso e duas repetições. As mesmas amostras de solos utilizadas no bioensaio foram empregadas em um experimento conduzido em casa-de-vegetação, utilizando-se o delineamento experimental blocos ao acaso com três repetições. Os solos foram cultivados com Brachiaria decumbens Stapf por um período de 42 dias após a germinação das sementes. Os teores de P orgânico lábil e P microbiano, juntos, foram maiores que o Pi lábil na maioria das amostras de solos. A acumulação de P na parte aérea da B. decumbens mostrou-se positivamente relacionada com o reservatório biodisponível deste elemento. Os solos que apresentaram teores mais elevados de P orgânico solúvel em ácido e P orgânico total proporcionaram maior acumulação de P pela B. decumbens.

Biografia do Autor

Gustavo Pereira Duda, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Prof. da Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Unidade Acadêmica de Garanhuns. Av. Bom Pastor Boa Vista, CEP: 55296-910. Garanhuns, PE.

José Guilherme Marinho Guerra, Embrapa Agrobiologia

Pesquisador da Embrapa Agrobiologia, BR 465 km7, Seropédica, RJ.

Marcos Gervasio Pereira, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Prof. do Deptº de Solos da UFRRJ, RJ.

Lúcia Helena Cunha dos Anjos, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

Profª Associado IV, Deptº de Solos, Instituto de Agronomia, UFRRJ, Seropédica, RJ.

Mateus Rosas Ribeiro, Universidade Federal Rural de Pernambuco

In Memoriam Deptº de Agronomia UFRPE, Dois Irmãos Recife, PE.  

Downloads

Publicado

2013-08-30

Como Citar

Duda, G. P., Guerra, J. G. M., Pereira, M. G., Anjos, L. H. C. dos, & Ribeiro, M. R. (2013). Avaliação da biodisponibilidade de fósforo em diferentes classes de solos do Brasil. Semina: Ciências Agrárias, 34(4), 1563–1576. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2013v34n4p1563

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3