Assalto à Mão Letrada: Etnografando Saúde, Amor e Revolução por meio do Slam da Quentura

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/2176-6665.2023v28n1e46498

Palavras-chave:

Slam da Quentura, Promoção de Saúde Marginal, Potências de Vida.

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender a pesquisa e a promoção da saúde sob a perspectiva marginal do Slam da Quentura. Trata-se de uma escrita narrativa, onde coloco em voga minha trajetória como participante de movimentos sociais e culturais, como o Slam da Quentura, e pesquisador da área da Saúde. Descrevo e analiso as potências de vida alicerçadas num coletivo periférico do interior do Ceará, trazendo reflexões sobre os desafios de realizar pesquisa etnográfica em um curso de pós-graduação em Saúde da Família, que perpetua um olhar sobre saúde ainda bastante enrijecido.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Luiz Gomes da Silva Neto, Faculdade Ieducare - FIED/UNINTA

Mestre em Saúde da Família pela Universidade Federal do Ceará (2020). Docente junto à Faculdade Ieducare do Centro Universitário Inta.

Referências

ANDRADE, Luiz Odorico Monteiro de; BARRETO, Ivana Cristina de Holanda Cunha; BEZERRA, Roberto Cláudio. Atenção primária à saúde e estratégia saúde da família. In: CAMPOS, G. W. S. et al. (org.). Tratado de saúde coletiva. São Paulo: 2006.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil; São Paulo: Difel, 1989.

BOURDIEU, Pierre. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

CANGUILHEM, Georges. O normal e o patológico. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

CZERESNIA, Dina. O conceito de saúde e a diferença entre prevenção e promoção. In: CZERESNIA, D.; Freitas, C. M. (org.). Promoção da saúde: conceitos, reflexões, tendências. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2003.

D´ALVA, Roberta Estrela. Teatro hip-hop: a performance poética do ator-MC. São Paulo: Perspectiva2014.

DEMO, Pedro. Pobreza política. 6. ed. Campinas: Editora Autores Associados, 1996. (Coleção Polêmicas do Nosso Tempo).

ECKERT, Cornelia; ROCHA, Ana Luiza Carvalho da. Etnografia: saberes e práticas. Iluminuras, Porto Alegre, v. 9, n. 21, 2008. DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.9301

FAVRET-SAADA, Jeanne. “Être Affecté”. Gradhiva, Paris, v. 8, p. 3-9, 1990. DOI: https://doi.org/10.3406/gradh.1990.1340

FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 81. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2019.

FREITAS, Daniela Silva de. Slam resistência: poesia, cidadania e insurgência. Estudos de Literatura Brasileira Contemporânea, Brasília, n. 59, p. 1–15, 2020. DOI: https://doi.org/10.1590/2316-40185915

FUINI, Lucas Labigalini. Território, territorialização e territorialidade: o uso da música para a compreensão de conceitos geográficos. Terr@ Plural, Ponta Grossa, v. 8, n. 1, p. 225–249, 2014. DOI: https://doi.org/10.5212/TerraPlural.v.8i1.0012

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: Livros Técnicos e Científicos Editora S.A, 1989.

GÓIS, Cezar Wagner de Lima. Psicologia clínico-comunitária. Fortaleza: Banco do Nordeste, 2012.

GUATTARI, Felix; ROLNIK, Suely. Micropolítica: cartografias do desejo. 4. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1996.

HAT-TRICK. Intérprete: Djonga. In: Ladrão. Intérprete: Djonga. [S. l.: n.d.], 2019.

HOOKS, Bell. Tudo sobre o amor: novas perspectivas. São Paulo: Elefante, 2021.

HUCITEC; Rio de Janeiro: Ed. Fiocruz, p. 783-836, 2006.

KILOMBA, Grada. Memórias de plantação: episódios de racismo cotidiano. Tradução de Jess Oliveira. Rio de Janeiro: Cobogó, 2019.

KRECKEL, Reinhard. Politische soziologie der sozialen ungleichheit. Frankfurt: Campus, 2004.

MAGNANI, José Guilherme Cantor. De perto e de dentro: notas para uma etnografia urbana. Revista Brasileira de Ciências Sociais, São Paulo, v. 17, n. 49, p. 11-29, jun. 2002. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-69092002000200002

MAGNANI, José Guilherme. Festa no pedaço: cultura popular e lazer na cidade. São Paulo: UNESP, 2003.

MARCUS, George. Ethnography in/of the world system: the emergence of mult-sited ethnography. Annual Review of Anthropology, Palo alto, v. 24, 1995. DOI: https://doi.org/10.1146/annurev.an.24.100195.000523

MBEMBE, Achille. Necropolítica. São Paulo-SP, 2018.

MBEMBE, Achille. Políticas da inimizade. Lisboa: Antígona, 2017.

NARAHARA, Karine. 'Uma antropologia para além do? Outro? reflexões de uma antropóloga negra entre os Mapuche'. In: REUNIÃO BRASILEIRA DE ANTROPOLOGIA, 32., 2020, Rio de Janeiro. Anais [...]. Brasília: Associação Brasileira de Antropologia - ABA, 2020.

NASCIMENTO, Francisco Elionardo de Melo. Pesquisa e trabalho no cárcere: desafios da pesquisa e do trabalho dos agentes penitenciários na prisão. Vivência: Revista de Antropologia, Natal, v. 1, n. 51, 2018. DOI: https://doi.org/10.21680/2238-6009.2018v1n51ID17181

NEVES, Cynthia Agra de Brito. Slams: letramentos literários de reexistência ao/no mundo contemporâneo. Linha D’Água, São Paulo, v. 30, n. 2, p. 92-112, 2017. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2236-4242.v30i2p92-112

NOGUEIRA, Maria Alice; NOGUEIRA, Cláudio Martins M. Bourdieu e a educação. 4. ed. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2016. (Coleção Pensadores e Educação).

OLIVEIRA, Luciana de. Etnografia, pesquisa multissituada e produção de conhecimento no campo da comunicação. Questões Transversais, São Leopoldo, v. 5, n. 10, 2018.

OLIVEIRA, Roberto Cardoso de. O trabalho do antropólogo. São Paulo: Unesp, 2000.

PAIM, Jairnilson Silva. Sistema Único de Saúde (SUS) aos 30 anos. Ciência & Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 23, n. 6, 2018. DOI: https://doi.org/10.1590/1413-81232018236.09172018

PAIS, José Machado. A construção sociológica da juventude: alguns contributos. Análise Social, Lisboa, v. 25, n.105-106, p.139-165, 1990.

SABINO, Maria Aline. Performance e aprendizagem no Slam da Quentura em Sobral, Ceará. 2017. 74f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, Sobral, 2017.

SCHROEDER, Jorge Luiz. Diálogos difíceis: a música, a dança e seus conflitos. In: SEMINÁRIO DE PESQUISA DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTES DA CENA UNICAMP, 2., 2014. Campinas. Anais [...]. Campinas: Unicamp, 2014.

SILVA NETO, Luiz Gomes da. Assalto à mão letrada: ataque poético do SLAM da quentura e a promoção de saúde marginal. 2020. 282 f. Dissertação (Mestrado em Saúde da Família) - Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2020.

SOBRAL. Prefeitura Municipal. História. Sobral: Prefeitura Municipal, [2022]. Disponível em: https://www.sobral.ce.gov.br. Acesso em: 10 jul. 2022.

SOUSA, Vicente de Paulo. A poesia como narrativa do espaço: o bairro e o lugar sob a dinâmica do território na periferia de Sobral/CE. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Universidade Estadual Vale do Acaraú – UVA, Sobral, 2019.

SOUZA, Marcelo Lopes de. Os conceitos fundamentais da pesquisa socioespacial. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2013.

VAZ, Sérgio. Cooperifa: antropofagia periférica. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2008.

Downloads

Publicado

2023-01-22

Como Citar

NETO, L. G. da S. Assalto à Mão Letrada: Etnografando Saúde, Amor e Revolução por meio do Slam da Quentura. Mediações - Revista de Ciências Sociais, Londrina, v. 28, n. 1, p. 1–18, 2023. DOI: 10.5433/2176-6665.2023v28n1e46498. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/mediacoes/article/view/46498. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos

Dados de financiamento