Conservação láctica e caracterização físico-química do quiabo produzido sob salinidade da água e adubação potássica

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2020v41n6p2495

Palavras-chave:

Abelmoschus esculentus, Salinidade, Potássio, Armazenamento.

Resumo

O uso de águas salinas na produção agrícola será cada vez mais necessário nas próximas décadas, entretanto, a qualidade pós-colheita, como no quiabeiro, pode ser comprometida devido ao estresse salino e/ou fatores inerentes ao armazenamento e transporte; neste sentido, o desenvolvimento de métodos alternativos de conservação, dentre eles a fermentação láctica pode constituir uma via promissora para manter e até melhorar a qualidade nutricional do quiabeiro. Assim, objetivou-se avaliar os componentes de produção do quiabeiro submetido a diferentes salinidades da água e doses de adubação potássica; visou-se, também, avaliar a conservação por fermentação láctica dos frutos do quiabeiro produzidos sob salinidade da água. O primeiro experimento foi desenvolvido em lisímetros sob condições de campo em Neossolo Regolítico de textura franco-arenosa em Pombal-PB. Adotou-se o delineamento em blocos casualizados em esquema fatorial 5 x 5, testando 5 níveis de salinidade da água de irrigação (0,3; 1,3; 2,3; 3,3 e 4,3 dS m-1) e 5 doses de adubação potássica (75; 112,5; 150; 187,5 e 225 mg de K2O kg-1 de solo) com três repetições. Em seguida os frutos de quiabeiro produzidos sob os distintintos níveis salinos foram armazenados em seis misturas de sais presentes na salmoura de fermentação láctica (100-0-0, 0-100-0, 0-0-100, 50-50-0, 0-50-50 e 50-0-50 de NaCl, CaCl2 e KCl, respectivamente), sob fatorial 5 x 6, com três repetições, no delineamento inteiramente casualizado, cuja qualidade pós-colheita, após o processo de fermentação, foi avaliada mediante as características físico-químicas dos frutos de quiabeiro. A salinidade da água de irrigação afetou negativamente o comprimento médio, peso médio, acidez titulável, razão de sólidos solúveis/acidez titulável e pH dos frutos de quiabeiro. As doses de potássio provocam acréscimos no diâmetro médio de frutos do quiabeiro minimizando os efeitos deletérios da salinidade da água de irrigação. Os teores de vitamina C dos frutos de quiabeiro em conserva não foram comprometidos pelo estresse salino. Dentre as salmouras de fermentação láctica, a formulação contendo a proporção de NaCl:CaCl2 destaca-se com maior acidez titulável e sólidos solúveis dos frutos do quiabeiro em conserva.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Lauriane Almeida dos Anjos Soares, Universidade Federal de Campina Grande

Profa, Unidade Acadêmica de Ciências Agrárias, Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Pombal, PB, Brasil.

Rafael Gonçalves da Silva, Universidade Federal de Campina Grande

Discente do Curso de Graduação em Agronomia, UFCG, Centro de Ciências e Tecnologia Agroalimentar, Pombal, PB, Brasil.

Geovani Soares de Lima, Universidade Federal de Campina Grande

Prof. Visitante, Unidade Acadêmica de Ciências Agrárias, UFCG, Pombal, PB, Brasil.

Giuliana Naiara Barros Sales, Universidade Federal de Campina Grande

Discente do Curso de Mestrado do Programa de Pós-graduação em Horticultura Tropical, UFCG, Pombal, PB, Brasil.

Franciscleudo Bezerra da Costa, Universidade Federal de Campina Grande

Prof., Unidade Acadêmica de Tecnologia de Alimentos, UFCG, Pombal, PB, Brasil.

Alzira Maria de Sousa Silva Neta, Universidade Federal de Campina Grande

Discente do Curso de Mestrado do Programa de Pós-graduação em Horticultura Tropical, UFCG, Pombal, PB, Brasil.

Rômulo Carantino Lucena Moreira, Universidade Federal de Campina Grande

Discente do Curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, UFCG, Campina Grande, PB, Brasil.

Josivanda Palmeira Gomes, Universidade Federal de Campina Grande

Profa, Unidade Acadêmica de Engenharia Agrícola, UFCG, Campina Grande, PB, Brasil.

Referências

Abbasi, G. H., Akhtar, J., Haq, M. A., Ali, S., Chen, Z. H., & Malik, W. (2014). Exogenous potassium differentially mitigates salt stress in tolerant and sensitive maize hybrids. Pakistan Journal of Botany, 46(1), 135-146.

Abubaker, B. M. A., Ahadi, M., Shuang-En, Y., & Guang-Cheng, S. (2014). Different irrigation methods for okra crop production under semi-arid conditions. International Journal of Engineering Research and Technology, 3(4), 787-794.

Altunkaya, A., & Gökmen, V. (2008). Effect of various inhibitors on enzymatic browning, antioxidant activity and total phenol content on fresh lettuce (Lactuca sativa). Food Chemistry, 107(3), 1173-1179. doi: 10.1016/j.foodchem.2007.09.046

Andrade, J. M. B., & Andrade, A. B. (2004). Características físico-químicas do maracujá amarelo produzido em diferentes épocas em Marumbi-PR. Arquivo Apadec, 1(8), 391-396. doi: 10.1590/S0100-204X 1999001200023

Azeem, A., Wu, Y., Xing, D., Javed, Q., & Ullah, I. (2017). Photosynthetic response of two okra cultivars under salt stress and re-watering. Journal of Plant Interactions, 12(1), 67-77. doi: 10.1080/ 17429145. 2017.1279356

Bautista-Gallego, J., López-López, A., & Garrido-Fernández, A. (2011). Effect of chloride salt mixtures on selected attributes and mineral content of fermented cracked aloreña. LWT - Food Science and Technology, 44(1), 120-129. doi: 10.1016/j.lwt.2010.06.027

Biswas, A., Hossain, M. M., Alam, Z., Islam, M. M., & Biswas, A. (2016). Nutritive value and yield potential of okra (Abelmoschus esculentus L. Moench) genotypes. Bangladesh Journal of Agricultural Research, 41(3), 541-554. doi: 10.3329/bjar.v41i3.29725

Di Cagno, R., Coda, R., De Angelis, M., & Gobbetti, M. (2013). Exploitation of vegetables and fruits through lactic acid fermentation. Food Microbiology, 33(1), 1-10. doi: 10.1016/j.fm.2012.09.003

Dias, N. S., Lira, R. B., Brito, B. L., Sousa, O. N., Neto, Ferreira, M., Neto, & Oliveira, A. M. (2011). Produção de melão rendilhado em sistema hidropônico com rejeito da dessalinização de água em solução nutritiva. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 14(7), 755-761. doi: 10.1590/ S1415-43662010000700011

Ferreira, D. F. (2011). Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 35(6), 1039-1042. doi: 10.1590/S1413-70542011000600001

Finger, F. L., Della-Justina, M. E., Casali, V. W. D., & Puiatti, M. (2008). Temperature and modified atmosphere affect the quality of okra. Scientia Agricola, 65(4), 360-364. doi: 10.1590/S0103-90162008000400006

Food and Agriculture Organization of the United Nations (2017). On Line and Multilingual Database. Recuperado de http://www.fao.org/faostat/en/#data/PP

Freitas, T. K. F. S., Oliveira, V. M., Souza, M. T. F., Geraldino, H. C. L., Almeida, V. C., Fávaro, S. L., & Garcia, J. C. (2015). Optimization of coagulation-flocculation process for treatment of industrial textile wastewater using okra (A. esculentus) mucilage as natural coagulant. Industrial Crops and Products. 76(s.n.), 538-544. doi: 10.1016/j.indcrop.2015.06.027

Garg, N., & Bhandari, P. (2016). Interactive effects of silicon and arbuscular mycorrhiza in modulating ascorbate-glutathione cycle and antioxidant scavenging capacity in differentially salt-tolerant Cicer arietinum L. genotypes subjected to long-term salinity. Protoplasma, 253(9), 1325-1345. doi: 10.1007/ s00709-015-0892-4

Goldoni, C. L. (2007). Aperfeiçoamento do processo de fermentação lática em diferentes hortaliças. Dissertação de mestrado, Universidade Estadual Paulista, Botucatu, SP, Brasil. Recuperado de https:// repositorio.unesp.br/handle/11449/90555

Islam, M. N., Islam, A., & Biswas, J. C. (2017). Effect of gypsum on electrical conductivity and sodium concentration in salt affected paddy soil. International Journal of Agricultural Papers, 2(1), 19-23.

Li, D., Ni, K., Pang, H., Wang, Y., Cai, Y., & Jin, Q. (2015). Identification and antimicrobial activity detection of lactic acid bacteria isolated from corn stover silage. Asian-Australasian Journal of Animal Sciences, 28(5), 620-631. doi: 10.5713/ajas.14.0439

Lima, A. S., Trancoso, F. O., Moura, K. M., Almeida, L. B., Silva, T. N. S., Souza, W. M., & Marcellini, P. S. (2006). Caracterização centesimal de maxixe e sua aplicação na produção de picles. Alimentos e Nutrição, 17(4), 407-412.

Lucena, E. M. P. (2006). Desenvolvimento e maturidade fisiológica de manga ‘Tommy Atkins’ no vale do São Francisco. Tese de doutorado, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, Brasil. Recuperado de http://www.repositorio.ufc.br/handle/riufc/8383

Mandal, P. N., Singh, K. P., Singh, V. K., & Roy, R. K. (2012). Effect of production and plant growth regulators on quality and economics of hybrid okra [Abelmoschus esculentus (L.) Moench]. Advance Research Journal of Crop Improvement, 3(1), 5-7.

Marschner, P. (2012). Mineral nutrition of higher plants (3nd ed.). San Diego, USA: Elsevier.

Medeiros, J. F., Duarte. S. R., Fernandes, P. D., Dias, N. da S., & Gheyi, H. R. (2008). Crescimento e acúmulo de N, P e K pelo meloeiro irrigado com água salina. Horticultura Brasileira, 26(4) 452-457. doi: 10.1590/S0102-05362008000400006

Mermoud, A., Tamini, T. D., & Yacouba, H. (2005). Impact of different irrigation schedules on the water balance components of an onion crop in semi-arid zone. Agricultural Water Management, 77(1-3), 282-295. doi: 10.1016/j.agwat.2004.09.033

Morais, H. M., Neta, Diniz, A. A., Dias, N. S., Freitas, R. S., Oliveira, F. A., & Melo, N. J. A. (2017). Qualidade de quiabo cultivado em fibra de coco e fertirrigado com soluções nutritivas salinas. Anais do Simpósio de Manejo de Solo e Água, Mossoró, RN, Brasil, 1.

Mota, W. F., Finger, F. L., & Casali, V. W. D. (2000). Olericultura: melhoramento genético do quiabeiro. Viçosa, MG: UFV, Departamento de Fitotecnia.

Neves, A. L. R., Lacerda, C. F., Guimarães, F. V. A., Hernandez, F. F. F., Silva, F. B., Prisco, J. T., & Gheyi, H. R. (2009). Acumulação de biomassa e extração de nutrientes por plantas de feijão-de-corda irrigadas com água salina em diferentes estádios de desenvolvimento. Revista Ciência Rural, 39(3), 758-765. doi: 10.1590/S0103-84782009005000014

Nguyen, N., Dong, N., Nguyen, H., & Lee, P. (2015). Lactic acid bacteria: promising supplements for enhancing the biological activities of Kombucha. Springerplus, 4(91), 1-6. doi: 10.1186/s40064-015-0872-3

Novais, R. F., Neves, J. C. L., & Barros, N. F. (1991). Ensaio em ambiente controlado. In A. J. Oliveira, W. E. Garrido, J. D. Araújo & S. Lourenço (Eds.), Métodos de pesquisa em fertilidade do solo (pp. 189-254). Brasília: EMBRAPA-SEA.

Oliveira, D. F., Mugridge, A., Chaves, A. R., Mascheroni, R. H., & Viña, S. Z. (2012). Quality attributes of okra (Abelmoschus esculentus L. Moench) pods as affected by cultivar and fruit size. Journal of Food Research, 1(4), 224-235. doi: 10.5539/jfr.v1n4p224

Richards, L. A. (1954). Diagnostico y rehabilitacion de suelos salinos y sódicos (6a ed.). (Manual de Agricultura, 60). México: Limusa.

Santos, H. C., Pereira, E. M., Medeiros, R. L. S., Costa, P. M. A., & Pereira, W. E. (2019). Production and quality of okra produced with mineral and organic fertilization. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 23(2), 97-102. doi: 10.1590/1807-1929/agriambi.v23n2p97-102

Silva, F. F., Pereira, M. G., Ramos, H. C. C., Damasceno, P. C., Jr., Pereira, T. N. S., Gabriel, A. P. C., Ferreguetti, G. A. (2008). Selection and estimation of the genetic gain in segregating generations of papaya (Carica papaya L.). Crop Breeding and Applied Biotechnology, 8(3), 1-8. doi: 10.12702/1984-7033.v08n01a01

Silva, G. G., Morais, P. L. D., Rocha, R. H. C., Santos, E. C., & Sarmento, J. D. A. (2009). Caracterização do fruto de cajaranazeira em diferentes estádios de maturação. Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais, 11(2), 159-163. doi: 10.15871/1517-8595/rbpa.v11n2p159-163

Strohecker, R., & Henning, H. M. (1967). Análises de vitaminas: métodos comprovados. Madrid: Paz Montolvo.

Xu, G., Liu, D., Chen, J., Ye, X., Ma, Y., & Shi, J. (2008). Juice components and antioxidant capacity of citrus varieties cultivated in China. Food Chemistry, 106(2), 545-551. doi: 10.1016/j.foodchem.2007. 06.046

Downloads

Publicado

2020-09-19

Como Citar

Soares, L. A. dos A., Silva, R. G. da, Lima, G. S. de, Sales, G. N. B., Costa, F. B. da, Silva Neta, A. M. de S., Moreira, R. C. L., & Gomes, J. P. (2020). Conservação láctica e caracterização físico-química do quiabo produzido sob salinidade da água e adubação potássica. Semina: Ciências Agrárias, 41(6), 2495–2508. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2020v41n6p2495

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2 3