Atividades de referenciação: o uso de marcadores temporais em narrativas afiliadas ao lendário amazônico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1519-5392.2021v21n2p173

Palavras-chave:

Referenciação. Narrativas amazônicas. Marcadores temporais.

Resumo

Este trabalho tem por objetivo analisar os marcadores temporais constitutivos dos processos de referenciação em narrativas afiliadas ao lendário amazônico. A referenciação ocupa um lugar privilegiado nos estudos da linguagem, especificamente no âmbito dos estudos da cognição. As atividades referenciais envolvem processos sociocognitivos baseados em estruturas de conhecimento atreladas às experiências sociointerativas dos sujeitos. Tomo como referencial as postulações de Benveniste (2006), Fiorin (2002), Koch (2004, 2006), Marcuschi (2007) e Moura (2013). Marcadores temporais são elementos discursivos estruturantes das atividades textuais. Se isto acontece em textos dissertativos ou similares, pode constituir-se como um dos recursos principais de construção de textos narrativos, nos quais os fatores temporais prestam-se a contextualizar fatos e eventos, pontualizando a presença do locutor quanto à forma de localização temporal da atividade discursiva, de maneira que o leitor/ouvinte/interpretante possa compartilhar (de)/compreender o (trans)curso lógico-temporal, consoante princípios de aceitabilidade, por meio do que o produtor consegue dar sentido ao texto. Analiso dezessete narrativas referentes a quatro temáticas, concernentes às entidades Boto, Cobra, Matintaperera e Curupira. Diante dos fenômenos observados, constatei que as atividades referenciais encontram formas específicas de se realizar nos textos narrativos sob investigação, nos quais os marcadores temporais atuam como elementos imprescindíveis à construção das atividades sociodiscursivas.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Heliud Luis Maia Moura, Universidade Federal do Oeste do Pará - UFOPA

Doutor em Linguística pela Universidade Estadual de Campinas. Professor da Universidade Federal do Oeste do Pará.

Referências

BENVENISTE, E. Problemas de linguística geral II. Campinas: Pontes Editores, 2006.

FIORIN, J.L. Adjetivos temporais e espaciais. In: ABAURRE, M.B.M.; RODRIGUES, A.C.S. (org.). Gramática do português falado. Campinas: Editora da Unicamp, 2002. v. 8. p. 59-81.

KOCH, I. G. V. Introdução à linguística textual. São Paulo: Martins Fontes, 2006.

MARCUSCHI, L. A. Cognição, linguagem e práticas interacionais. Rio de Janeiro: Lucerna, 2007.

MONTEIRO, W. Uma mulher muito bonita. In: MONTEIRO, W. Visagens e assombrações e encantamentos da Amazônia. 2. ed. Belém: Smith – Produções Gráficas, 2000a. p. 19-20.

MONTEIRO, W. História de beira de rio. In: MONTEIRO, W. Visagens e assombrações e encantamentos da Amazônia. 2. ed. Belém: Smith – Produções Gráficas, 2000b. p. 8-10.

MONTEIRO, W. A rosa. In: MONTEIRO, W. Visagens e assombrações e encantamentos da Amazônia. 2. ed. Belém: Smith – Produções Gráficas, 2000c. p. 28.

MONTEIRO, W. O mergulho. In: MONTEIRO, W. Visagens e assombrações e encantamentos da Amazônia. 2. ed. Belém: Smith – Produções Gráficas, 2000d. p. 12.

MONTEIRO, W. O encantado do Rio Pedreira. In: MONTEIRO, W. Visagens e assombrações e encantamentos da Amazônia. 2. ed. Belém: Smith – Produções Gráficas, 2000e. p. 16.

MONTEIRO, W. A ladainha de São Benedito. In: MONTEIRO, W. Visagens e assombrações e encantamentos da Amazônia. 2. ed. Belém: Smith – Produções Gráficas, 2007a. p.12-14.

MONTEIRO, W. A tia Podó. In: MONTEIRO, W. Visagens e assombrações e encantamentos da Amazônia. 2. ed. Belém: Smith – Produções Gráficas, 2007b. p.16.

MONTEIRO, W. Suzy e o curupira. In: MONTEIRO, W. Visagens e assombrações e encantamentos da Amazônia. 2. ed. Belém: Smith – Produções Gráficas. 2002. p.12.

MOURA, H. L. M. Atividades de referenciação em narrativas afiliadas ao universo do lendário da Amazônia: implicações sociocognitivas e culturais. 2013. Tese (Doutorado em Linguística) – Instituto de Estudos da Linguagem, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.
013.

Downloads

Publicado

29-12-2021

Como Citar

MOURA, H. L. M. Atividades de referenciação: o uso de marcadores temporais em narrativas afiliadas ao lendário amazônico. Entretextos, Londrina, v. 21, n. 2, p. 173–190, 2021. DOI: 10.5433/1519-5392.2021v21n2p173. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/entretextos/article/view/42091. Acesso em: 22 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos