Imagens da cegueira: referências intermidiáticas a pinturas no romance Ensaio sobre a cegueira

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2021v41p58

Palavras-chave:

Literatura, Pintura, Referências intermidiáticas.

Resumo

Esse artigo faz uma leitura do diálogo entre literatura e pintura no romance de José Saramago, Ensaio sobre a cegueira (1995). Trataremos de dois momentos no romance nos quais há referências a pinturas famosas: o primeiro, relatado pelo narrador anônimo, que associa o status quo da cidade tomada pela cegueira a uma pintura; o segundo, relatado por um personagem, também anônimo, que descreve os últimos quadros que viu em um museu antes de cegar. As descrições dessas pinturas intensificam o estado desesperador em que vivem as personagens, assim como a descrição do narrador ratifica a afirmação bíblica que cegos são incapazes de conduzir. O manicômio é o lugar para onde são levadas todas as pessoas que ficam cegas, até o momento em que não resta, aparentemente, nenhuma pessoa que não esteja cega na cidade, a não ser a mulher do médico. Para explorarmos os tipos de diálogo existentes entre literatura e pintura, apresentaremos conceitos de écfrase, evocação, alusão, descrição pictural, concebidos por Liliane Louvel, Claus Clüver, Irina Rajewsky e Werner Wolf.

Biografia do Autor

Brunilda Reichmann, Uniandrade

Doutorado em Literatura Comparada pela University of Nebraska in Lincoln, Professora na Uniandrade

Referências

CLÜVER, Claus. Ekphrasis Reconsidered: On Verbal Representation of Non-Verbal Texts. Ulla-Britta Lagerroth, Hans Lund, & Erik Hedling, orgs. Interart Poetics: Essays on the Interrelations of the Arts and Media. Amsterdam: Rodopi, 1997. 19-33.

CLÜVER, Claus. A New Look at an Old Topic: Ekphrasis Revisited. Todas as Letras, São Paulo, v. 19, n. 1, p. 30-44, jan./abr. 2017. 

CUNHA, Sonia. A última ceia de Leonardo da Vinci. Disponível em: https://www.culturagenial.com/a-ultima-ceia/. Acesso em: 07 maio 2021.

LOUVEL, Liliane. Nuanças do pictural. Thaïs Flores Nogueira Diniz, org. Intermidialidade e Estudos interartes: desafios da arte contemporânea. Trad. Márcia Arbex. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2012. 47-69.

MOISÉS, Massaud. Dicionário de termos literários. 12. ed. São Paulo: Cultrix, 2004.

MOSER, Walter. As relações entre as artes: por uma arqueologia da intermidialidade. Aletria: Revista de Estudos de Literatura, Belo Horizonte, v. 6, p. 42-65, 1998-1999, .

NOVAES, Adauto. De olhos vendados. Adauto Novaes, org. O olhar. São Paulo: Cia. das Letras, 1977. 9-20.

RAJEWSKY, I. Intermidialidade, intertextualidade e “remediação”. Tradução de Thaïs Flores Nogueira Diniz e Eliana Lourenço de Lima Reis. Thaïs Flores Nogueira Diniz, org. Intermidialidade e estudos interartes: desafios da arte contemporânea. Belo Horizonte, Editora UFMG, 2012. 15-45.

REICHMANN, Brunilda, & Camila Meneghini. Fernando Meirelles: a recriação fílmica de Ensaio sobre a cegueira. Ipotesi, Juiz de Fora, v. 13, n. 1, p. 169-175, jan./jul. 2009.

WOLF, Werner. Intermediality Revisited: Reflections on Word and Music Relations in the Context of a General Typology of Intermediality. Suzanne M. Lodato, Suzanne Aspden, & Walter Bernhart, eds. World and Music Studies: Essays in Honor of Steven Paul Scher and on Cultural Identity and the Musical Stage. Word and Music Studies 4. Leiden: Brill, 2002. 13-34.

Downloads

Publicado

24-02-2022

Como Citar

REICHMANN, Brunilda. Imagens da cegueira: referências intermidiáticas a pinturas no romance Ensaio sobre a cegueira. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 41, p. 58–70, 2022. DOI: 10.5433/1678-2054.2021v41p58. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/44089. Acesso em: 22 jun. 2024.