“Luas de mel” - nas malhas da sedução

Autores

  • Martha Augusta Gonçalves Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2006v7p55

Palavras-chave:

Semiótica, Discurso, Sedução

Resumo

A sedução, no conto “Luas de mel”, manifesta-se, num primeiro momento, entre enunciador e enunciatário a partir do discurso em primeira pessoa, que cria um efeito de aproximação, deixando fluir uma relação de cumplicidade entre eles. Concretiza-se, mais tarde, no nível discursivo, nas referências delicadas e reticentes do enunciador à sua mulher. Tais expressões de carinho velado vão crescendo em intimidade à medida que o fazendeiro deixa-se envolver pelo clima que instaurado na fazenda com os preparativos para o casamento. Pretende- se, portanto, analisar os níveis de sedução que se revelam no conto, tendo como apoio o modelo semiótico greimasiano.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Martha Augusta Gonçalves, Universidade Estadual de Londrina

Professora da Universidade Estadual de Londrina.

Referências

FIORIN, José Luiz. 1996. As Astúcias da Enunciação: as categorias de pessoa, espaço e tempo. São Paulo: Ática.

CHAVES, Flávio Loureiro. 1978. O Brinquedo Absurdo. São Paulo: Polis.[79-94].

NUNES, Benedito. 1969. O DorsodoTigre: ensaios. São Paulo: Perspectiva. [143-77].

ROSA, João Guimarães. 1967. Primeiras Estórias. 3 ed. Rio de Janeiro: José Olympio. [106- 13].

Downloads

Publicado

19-03-2016

Como Citar

GONÇALVES, M. A. “Luas de mel” - nas malhas da sedução. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 7, p. 55–60, 2016. DOI: 10.5433/1678-2054.2006v7p55. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/24776. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos