O que há para ver nos contos de Lygia Fagundes Telles

Autores

  • Luiz Carlos Santos Simon Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2003v3p137

Palavras-chave:

Conto, Lygia Fagundes Telles, Cultura de massa

Resumo

Este artigo apresenta uma análise da ocorrência de imagens visuais em quatro contos de Lygia Fagundes Telles. A proposta é verificar como esta incorporação de imagens é efetivada, constituindo uma possível resposta ao que diversos teóricos contemporâneos interpretam como bombardeio visual no cenário cultural que se estrutura a partir dos anos 60 e 70 do século XX. Assim, as imagens são examinadas, nos contos, a partir de seus vínculos com a televisão, a simulação, a velocidade, a obscenidade e a alteridade.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Luiz Carlos Santos Simon, Universidade Estadual de Londrina

Doutor em Letras pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor da Universidade Estadual de Londrina.

Referências

BAUDRILLARD, Jean. 1997. Tela-total: mito-ironias da era do virtual e da imagem. Porto Alegre: Sulina.

CALVINO, Italo. 1990. Seis propostas para o próximo milênio. São Paulo: Companhia das Letras.

HOLLANDA, Heloísa Buarque de, org. 1994 Tendências e impasses: o feminismo como crítica da cultura. Rio de Janeiro: Rocco.

KELLNER, Douglas. 2001. A cultura da mídia. Bauru: Edusc.

KLEIN, Marco Aurélio, e Sergio Alfredo Audinino. 1996. O almanaque do futebol brasileiro. São Paulo: Escala.

SARLO, Beatriz. 1997. Cenas da vida pós-moderna: intelectuais, arte e vídeo-cultura na Argentina. Rio de Janeiro: Editora UFRJ.

TELLES, Lygia Fagundes. 1995. A noite escura e mais eu. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

TELLES, Lygia Fagundes. 1984. Seminário dos ratos. 5. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira.

Downloads

Publicado

17-03-2016

Como Citar

SIMON, L. C. S. O que há para ver nos contos de Lygia Fagundes Telles. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 3, p. 137–154, 2016. DOI: 10.5433/1678-2054.2003v3p137. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/24720. Acesso em: 19 maio. 2024.

Edição

Seção

Artigos