Análise do ethos tecnodiscursivo de @mellziland no ecossistema Twitter

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1519-5392.2023v23n2p148-168

Palavras-chave:

Tecnodiscursividade, Ethos tecnodiscursivo, Twitter

Resumo

Este artigo objetiva verificar como o perfil @mellziland constrói seu ethos tecnodiscursivo na interação com seu interlocutor ao divulgar a ciência na temática da COVID-19 no ecossistema Twitter. Trata-se de tuítes sobre a aplicação da vacina CoronaVac em crianças de 3 a 5 anos no Brasil. Do ponto de vista teórico, valemo-nos de pressupostos da ADD, à luz de Paveau (2021), de conceitos como cenografia e ethos discursivo, de Maingueneau (2008, 2020), e de estereótipo, conforme Amossy (2019) e Amossy e Pierrot (2022). A análise dos tuítes gerados consistiu nas seguintes etapas, elaboradas com base na proposta de Glück (2021): (i) geração dos dados para análise, na temática da COVID-19; (ii) descrição dos tuítes dos dados gerados a partir do ecossistema Twitter; (iii) identificação das estratégias tecnolinguageiras de @mellziland, considerando as categorias da ADD (PAVEAU, 2021); e (iv) aplicação da teoria enunciativo-discursiva de Maingueneau (2008, 2020), para revelar como @mellziland constrói seu ethos tecnodiscursivo na interação com seu interlocutor nos tuítes de divulgação científica sobre a COVID-19. A análise revelou que as escolhas tecnoenunciativas de Mellanie corroboram para a construção de seu ethos tecnodiscursivo, o qual é revelado como um ethos de saber e de credibilidade.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Eduardo Paré Glück, UNISINOS

Doutorando em Linguística Aplicada, pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), na linha Texto, Léxico e Tecnologia, com bolsa integral CAPES/PROSUC. Concluiu seu Doutorado Sanduíche no Centro de Linguística da Universidade Nova de Lisboa (NOVA FCSH), sob orientação da Profa. Drª. Matilde Gonçalves, com Bolsa PDSE/CAPES (2023). Mestre em Linguística Aplicada, pela UNISINOS (2019), com bolsa taxas CAPES/PROSUC, com período de estudo na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), por meio do projeto interinstitucional PROCAD. Especialista em Metodologia do Ensino de Língua Inglesa, pela Universidade Paulista (UNIP) (2019). Graduado em Letras, com habilitação em Língua Portuguesa, Língua Inglesa e Literatura, pela UNISINOS (2017). Pesquisador integrante do grupo de pesquisa Comunicação da Ciência: Estudos Linguístico-Discursivos (CCELD), do Programa de Pós-Graduação em Linguística Aplicada da Unisinos (PPGLA), coordenado pela Profa. Drª. Maria Eduarda Giering. Pesquisador integrante do grupo de pesquisa Gramática & Texto, do Centro de Linguística da Universidade NOVA de Lisboa (NOVA CLUNL), coordenado pela Profa. Drª. Maria Antónia Coutinho. Atua como membro de corpo editorial do Projeto LER - Literatura e Ciência (UNISINOS, FACCAT e Grupo Sinos). Investiga na área da Linguística Aplicada, principalmente nos seguintes temas: tecnodiscursividade, gêneros discursivos pré-digitais e digitais, ethos discursivo e tecnodiscursivo, análise semiolinguística do discurso, letramento digital, divulgação científica e argumentação.

Luis Henrique Boaventura, UPF

Pós-doutorado em Letras (PNPD/CAPES, UPF-2023). Doutor em Letras (UPF-2017). Mestre em Letras (UPF-2013). Possui graduação em Comunicação Social - Habilitação em Jornalismo. (UPF-2009). Trabalhou como docente do curso de Tecnólogo em Gestão Hospitalar na FACESC - SC (2017/2). Trabalha com pesquisa na área de Linguística com ênfase em Análise do Discurso de linha francesa. Membro da Associação Brasileira de Linguística (ABRALIN), da Asociación Latinoamericana de Estudios del Discurso (ALED) e da Asociación de Lingüística y Filología de América Latina (ALFAL). Participa como colaborador do GT ANPOLL - Discurso, trabalho e ética. Está inserido como bolsista de pós-doutorado na linha de pesquisa Constituição e Interpretação do Texto e do Discurso, do PPGL/UPF. 

Referências

AMOSSY, Ruth. Apologia da polêmica. Trad. Mônica Magalhães Cavalcante et al. São Paulo: Contexto, 2017.

AMOSSY, Ruth. La Présentation de soi: Ethos et identitéverbale. França: Presses Universitaires France, 2019.

AMOSSY, Ruth; PIERROT, Anne Herschberg. Estereótipos e clichês. São Paulo: Contexto, 2022.

GLÜCK, Eduardo Paré. A heterogeneidade tecnoenunciativa em um conjunto de tuítes reunidos pela hashtag #divulgaçãocientífica. Orientadora: Maria Eduarda Giering. Co-orientadora: Matilde Gonçalves. 2021. 82f. Qualificação de Tese de Doutorado (Doutorado em Linguística Aplicada) – Programa de Pós-Graduação Doutorado em Linguística Aplicada pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

GIERING, Maria Eduarda; GLÜCK, Eduardo Paré. A tecnodiscursividade no ecossistema Twitter: percurso metodológico para análise do discurso digital nativo. In: CORTEZ, Suzana Leite (Org.). Linguística Textual em contexto digital: questões teóricas e práticas. Pontes, Campinas, no prelo.

LATOUR, Bruno. Reagregando o Social. Bauru, SP: EDUSC, Salvador, BA: EDUFBA, 2012.

MAINGUENEAU, Dominique. Ethos, cenografia, incorporação. In: AMOSSY, Ruth. (org.). Imagens de si no discurso: a construção do ethos. São Paulo: Contexto, p.69-92, 2008.

MAINGUENEAU, Dominique. Variações sobre o ethos. São Paulo, Parábola, 2020.

MOIRAND, Sophie. A contribuição do pequeno corpus na compreensão dos fatos da atualidade. Tradutores Fernando Curtti Gibin & Julia Lourenço Costa. Revista Linguasagem, São Carlos, v.36, Dossiê Metodologias de Pesquisa em Ciências da Linguagem, jul./dez. 2020, p. 20-41.

MUNIZ-LIMA, Isabel; GLÜCK, Eduardo Paré; GONÇALVES, Matilde. Tecnodiscursividade, divulgação científica e letramento digital no ecossistema Twitter: análise de estratégias tecnolinguageiras no perfil @mellziland. In: LIMA; BORGES; ZACCHI (Org.). Estudos na Linguística Aplicada: discursos e formação docente. PPGLL/Ufal, no prelo.

PAVEAU, Marie-Anne. Technodiscursivités natives sur Twitter: une écologie du discours numérique. Epistémè: Revue internationale de sciences humaines et sociales appliquées, Séoul, [S.l.], n. 9, p. 139-176, sept. 2013. Disponível em:https://hal.archives-ouvertes.fr/hal-00859064/document. Acesso em: 04 mar. 2023.

PAVEAU, Marie-Anne. Les Prédiscours: sens, mémoire, cognition. Paris: Presses de la Sorbonne Nouvelle, 2017. Disponível em:

https://books.openedition.org/psn/722. Acesso em: 19 maio 2023.

PAVEAU, Marie-Anne. Análise do discurso digital: dicionário das formas e das práticas. In: COSTA, J. L; BARONAS, R. L. (org). 1 ed. Campinas, SP. Editora Pontes, 2021.

Downloads

Publicado

25-07-2023

Como Citar

GLÜCK, E. P.; BOAVENTURA, L. H. Análise do ethos tecnodiscursivo de @mellziland no ecossistema Twitter. Entretextos, Londrina, v. 23, n. 2, p. 148–168, 2023. DOI: 10.5433/1519-5392.2023v23n2p148-168. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/entretextos/article/view/48244. Acesso em: 3 dez. 2023.

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)