O enigma da visão: Clarice Lispector e Merleau-Ponty

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2012v24p49

Palavras-chave:

Clarice Lispector, Merleau-Ponty, Pintura, Filosofia

Resumo

O texto Água viva de Clarice Lispector e o Olho e o espírito da Merleau-Ponty tratam, entre outras coisas, da relação visceral entre o corpo e a vida. No caso de Clarice Lispector, embora o tema assuma toda a dramaturgia paradoxal e caleidoscópica muitas vezes destacada por seus críticos, é necessário o trabalho de peneiramento para que a temática venha à tona e permita um diálogo com o filósofo francês. Sendo assim, para este trabalho, parto do pressuposto de que temas como liberdade, vontade, unidade, morte, nascimento, tempo, convergem, na temática do corpo em duas dimensões (universal e particular) que poderiam ser definidas, respectivamente, como bios (orgânica) e gráfica (plástico-literária).

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Cicero Cunha Bezerra, Universidade Federal de Sergipe

Doutor em Filosofia pela Universidad de Salamanca. Professor da Universidade Federal de Sergipe.

Referências

DERRIDA, Jacques. 2000. Dar la muerte. Barcelona: Paidós.

DINIS, Nilson Fernandes. 2003. “Na busca da percepção perdida: caminhos merleaupontyanos em Clarice Lispector.” Revista Letras (Curitiba) 59 (jan.-jun.): 47-59.

GADAMER, Hans-Georg. 2010. Hermenêutica da obra de arte. São Paulo: Martins Fontes.

GOTLIB, Nadia Batella. 2009. Clarice: uma vida que se conta. 6ª ed. São Paulo: EDUSP.

HERÁCLITO. 1980. Fragmentos - Origem do pensamento. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro.

IANNACE, Ricardo. 2009. Retratos em Clarice Lispector: Literatura, pintura e fotografia. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2009.

LISPECTOR, Clarice. 1998. Água viva, Rio de Janeiro: Rocco.

LISPECTOR, Clarice. 2009. A paixão segundo G.H. Rio de Janeiro: Rocco, 2009.

MERLEAU-PONTY, Maurice. 1969. La prose du monde. Paris: Gallimard.

MERLEAU-PONTY, Maurice. 2004. O olho e o espírito. São Paulo: Cosac & Naify.

MOSER, Benjamin. 2011. Clarice, uma biografia. São Paulo: Cosac & Naify.

MAGALHÃES, R.C. A pintura na literatura. In: Literatura e Sociedade. Revista de Teoria Literária e Literatura Comparada. Nº 2, FFLCH, USP, 1992.

NOLASCO, Edgar Cézar. 2004. Restos de ficção, a criação biográfico-literária de Clarice Lispector. São Paulo: Annablume.

NUNES, Benedito. 1995. O drama da linguagem, um leitura de Clarice Lispector. São Paulo: Ática.

PARMÊNIDES. 1973. Fragmentos. São Paulo: Abril Cultural.

PONTIERI, Regina Lúcia. “Visões da alteridade: Clarice e Merleau-Ponty.” Revista USP 44 (dez.-fev.): 330-334. Disponível em http://www.usp.br/revistausp/44a/04-regina.pdf

PONTIERI, Regina Lúcia. uma poética do olhar, São Paulo: Atelier editorial, 1999.

ROSSONI, Igor. 2002. Zen e a poética auto-reflexiva de Clarice Lispector: uma literatura de vida e como vida. São Paulo: UNESP.

SÁ, Olga de. 2004. Clarice Lispector , a travessia do oposto. São Paulo: Annablume.

SIQUEIRA, Joelma Santana. 2007. Uma discussão sobre o olhar do artista moderno na literatura e na arte. Anais do Encontro Regional da ABRALIC: Literaturas, Artes, Saberes. Disponível em http://www.abralic.org.br/anais/cong2008/AnaisOnline/simposios/pdf/complemento/JOELMA_SIQUEIRA.pdf

Downloads

Publicado

30-12-2012

Como Citar

BEZERRA, C. C. O enigma da visão: Clarice Lispector e Merleau-Ponty. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 24, p. 49–58, 2012. DOI: 10.5433/1678-2054.2012v24p49. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/25087. Acesso em: 19 jun. 2024.