Sousândrade-Guesa e a cidade-inferno

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2008v12p89

Palavras-chave:

Poesia, Sousândrade, Cidade, Capitalismo

Resumo

A proposta desse ensaio é, a partir de uma leitura de “O Inferno de Wall Street”, de Joaquim de Sousândrade, pensar Nova Iorque, a metrópole mãe concentradora do poder capitalista, como uma cidade-inferno, onde Sousândrade-Guesa - esse símbolo do excluído de ontem e de hoje, dos deslocados, dos miseráveis, dos desvalidos, dos vencidos - é morto pelos ursos-especuladores da bolsa. Ele é um homo sacer, uma vida matável mas não sacrificável, aquele que, nas palavras de Jacques Rancière, “viu a visão excessivamente forte, insustentável, e que, a partir de então, nunca mais se conciliará com o mundo da representação”.

Biografia do Autor

Ana Carolina Cernicchiaro, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestre em Literatura pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

AGAMBEN, Giorgio. Homo Sacer: o poder soberano e a vida nua. Trad. Henrique Burigo. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2002a.

AGAMBEN, Giorgio. Lo que queda de Auschwitz – El archivo y el testigo. Trad. Antonio Gimeno Cuspinera. Valencia: Pre-Textos, 2002b.

BENSE, Max. Estética: Consideraciones metafísicas sobre lo bello. Trad. Alberto Luis Bixio. Buenos Aires: Nueva Visión, 1973.

CAMPOS, Haroldo de; CAMPOS, Augusto de. Re Visão de Sousândrade. São Paulo: Perspectiva, 2002.

DELEUZE, Gilles. Crítica e Clínica. Trad. Peter Pál Pelbart. São Paulo: Ed. 34, 1997.

DELEUZE, Gilles. Lógica do sentido. Trad. Luiz Roberto Salinas Fortes. São Paulo: Perspectiva, 2006.

DELEUZE, Gilles. “Post-scriptum sobre as sociedades de controle.” Conversações: 1972-1990. Trad. Peter Pál Pelbart. Rio de Janeiro: Ed. 34, 1992. p. 219-226.

DELEUZE, Gilles & Félix Guattari. Kafka: por uma literatura menor. Trad. Júlio Castañon Guimarães. Rio de Janeiro: Imago, 1977.

ECO, Umberto. “A cidade das mil contradições.” Folha de São Paulo (8 jul. 2007) Caderno Mais: 6.

FOUCAULT, Michel. “A vida dos homens infames.” Manoel Barros da Motta, org. Estratégia, Poder-Saber. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2003. 203-222.

GUALANDI, Alberto. Lyotard. Trad. Anamaria Skinner. Rio de Janeiro: Estação Liberdade, 2007.

LEVY, Tatiana Salem. A experiência do Fora: Blanchot, Foucault e Deleuze. Rio de Janeiro: Relume Dumará, 2003.

LIMA, Luiz Costa. “O campo visual de uma experiência antecipadora: Sousândrade.” Haroldo de Campos & Augusto de Campos. Re Visão de Sousândrade. São Paulo: Perspectiva, 2002. 463-503.

LOBO, Luiza. Épica e Modernidade em Sousândrade. Rio de Janeiro: Presença, 1986.

LÖWY, Michel. “O capitalismo como religião.” Núcleo de Pesquisa Lyriana. Disponível em: http://www.nplyriana.adv.br/entrevistas/capitalismo_religiao.doc. Acesso em outubro de 2007.

MACHADO, Roberto. Foucault, a filosofia e a literatura. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2000.

PELBART, Peter Pál. A vertigem por um fio. Políticas da subjetividade contemporânea. São Paulo: Iluminuras, 2000.

PELBART, Peter Pál. “Biopolítica e Biopotência no coração do Império.” Disponível em http://www.cultura.gov.br/foruns_de_cultura/cultura_digital/artigos /index.php?p=20759&more=1&c=1&pb=1. Acesso em dezembro de 2007.

RANCIÈRE, Jacques. “Existe uma Estética Deleuzeana?” Éric Allie, org. Gilles Deleuze: Uma Vida Filosófica. Trad. Ana Lúcia de Oliveira. São Paulo: 34, 2000. p. 505-516.

SONTAG, Susan. A Vontade Radical. Trad. João Roberto Martins Filho. São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

SOUSA, Edson Luiz André de. A Invenção da utopia. São Paulo: Lumme, 2007.

SOUSÂNDRADE. Joaquim de. “O Guesa.” Frederick Williams & Jomar Moraes, orgs.. Poesia e Prosa Reunidas de Sousândrade. São Luís: AML, 2003.

WILLIAMS, Frederick G. Sousândrade: vida e obra. São Luís: SIOGE, 1976.

ŽIŽEK, Slavoj & Glyn Daly. Arriscar o Impossível - Conversas com Žižek. Trad. Vera Ribeiro. São Paulo: Martins, 2006.

Downloads

Publicado

23-03-2016

Como Citar

CERNICCHIARO, Ana Carolina. Sousândrade-Guesa e a cidade-inferno. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 12, p. 89–99, 2016. DOI: 10.5433/1678-2054.2008v12p89. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/24857. Acesso em: 25 jun. 2024.