Processo de Elevação da Pretônica /e/ e Harmonização Vocálica em Variedades Urbanas do Português do Brasil e do Português de São Tomé

Autores

  • Fabiane Rocha Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.5433/2237-4876.2020v23n3p28

Resumo

Este artigo pauta-se em preceitos da Sociolinguística Variacionista (LABOV, 1972, 1994, 2001) para analisar a influência do processo de harmonização vocálica na elevação da pretônica /e/ no Português do Brasil e no Português de São Tomé. Poucos são os trabalhos sobre as variedades africanas do Português e sobre os crioulos de base portuguesa. Por isso, as características do sistema fonológico dessas realidades continuam carentes de investigação. Resultados de Rocha (2018a) sobre a variedade urbana santomense confirmam a hipótese de Marquilhas (2003), de que o Português de São Tomé se aproxima do “Português do Brasil na manifestação do fenômeno da harmonização vocálica e na insubmissão à regra geral da redução”, recorrente no Português Europeu. Ademais, sugerem semelhanças com o que se verifica nos crioulos de base portuguesa e, em especial no Forro, o mais falado na região. Optou-se, assim, por compará-los àqueles divulgados em Yacovenco (1993) e Rocha (2013) sobre alguns municípios do Rio de Janeiro e às descrições de Ferraz (1979, 1987) e de Hagemeijer (2009) sobre o vocalismo nos crioulos do Golfo da Guiné. Almeja-se demonstrar, nas variedades não europeias do Português, a influência da vogal alta subsequente no alteamento da pretônica anterior, tendência já confirmada em muitas línguas.

Referências

AMARAL, A. O dialeto caipira. 2. ed. São Paulo: HUICITEC; Secretaria da Cultura, Ciência e Tecnologia, 1976 [1920].

BISOL, L. A. Harmonia vocálica: uma regra variável. 1981. Tese (Doutorado em Linguística) –Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1981.

BISOL, L. A. A neutralização das átonas. DELTA, São Paulo, v. 19, n. 2, p. 267-276, 2003.

BRANDÃO, S. F.; CRUZ, M. L. C. Um estudo contrastivo sobre as vogais médias pretônicas em falares do Amazonas e do Pará com base nos dados do ALAM e do ALISPA. In: AGUILERA, V. de A. (ed.). A geolinguística no Brasil: trilhas seguidas, caminhos a percorrer. Londrina: EDUEL, 2005. p. 299-318.

BRANDÃO, S. F.; ROCHA, F.M. V. ; SANTOS, E. R. Vogais médias pretônicas em início de vocábulo na fala do Rio de Janeiro. Letras & Letras: Estudos em Fonologia, Uberlândia, v. 28, p. 244-257, 2012.

CALABRESE, A. Metaphony in Salentino. Rivista di Grammatica Generativa, Veneza, v. 10, p. 9-10, 1985.

CALLOU, D.; LEITE, Y. As vogais pretônicas no falar carioca. Estudos Linguísticos e Literários, Salvador, v. 5, p. 151-162, 1986.

CALLOU, D.; LEITE, Y.; COUTINHO, L. Elevação e abaixamento das vogais pretônicas no Rio de Janeiro. Organon, Porto Alegre, v. 18, p. 71-78, 1991.

CAMARA JR, J.M. Estrutura da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Vozes, 1970.

CAMARA JR, J.M. Para o estudo da fonêmica portuguesa. Rio de Janeiro: Padrão, 1977.

CARDOSO, S. As vogais pretônicas no Brasil: uma visão diatópica. In: AGUILERA, V. de A. (ed.). Português no Brasil: estudos fonéticos e fonológicos. Londrina: Editora da UEL, 1999. p. 93-124.

CARMO, M. N. As vogais médias pretônicas dos verbos na fala culta do interior paulista. 2009. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Estadual Paulista, São Paulo, 2009.

COLLISCHONN, G.; SILVA, M. Elevação das médias pretônicas por harmonia: questões teóricas e empíricas. Working Papers em Linguística, Florianópolis, v. 14, n. 2, p. 1-14, 2013. Disponível em: https://bit.ly/3qcUJqq. Acesso em: 20 nov. 2017.

FERRAZ, L. I. The creole of São Tomé. Johanesburgo: Witwatersrand University Press, 1979.

FERRAZ, L. I. Portuguese creoles of West Africa and Asia. In: GILBERT, G. G. (ed.). Pidgin and creole languages: essays in memory of John E. Reinecke. Honolulu: University of Hawai Press, 1987. p. 337-360.

GRAEBIN, G. de S. A fala de Formosa/GO: a pronúncia das vogais médias pretônicas. 2008. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade de Brasília, Brasília, 2008.

HAGEMEIJER, T. Initial vowel agglutination in the Gulf of Guinea creoles. In: ABOL, E.; SMITH, N. (ed.). Complex processes in new languages. Amsterdam; Filadélfia: John Benjamins, 2009. p. 29-50.

HAGEMEIJER, T. O Português em contacto em África. In: MARTINS, A. M.; CARRILHO, E. (ed.). Manual de Linguística Portuguesa. Frankfurt; Leipzig: Deutsche Nationalbibliothek, 2016. p.43-67.

HORA, D. da; SANTIAGO, S. Vogais pretônicas no Norte do Brasil: o falar de Macapá. In: RAMOS, J. (ed.). Estudos sociolingüísticos: os quatro vértices do GT da ANPOLL. Belo Horizonte: UFRMG, Faculdade de Letras, 2006. p. 21-36.

LABOV, W. Sociolinguistics patterns. Oxford: Blackwell, 1972.

LABOV, W. Principles of linguistic change. v.1: Internal factors. Cambridge: Blackwell, 1994.

LABOV, W. Principles of linguistic change. v. 2: Social factors. Cambridge: Blackwell, 2001.

MARQUES, S. M. O. As vogais médias pretônicas em situação de contato dialetal. 2006. Tese (Doutorado em Língua Portuguesa) - Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2006.

MARQUILHAS, R. Mudança analógica e elevação das vogais pretónicas. In: CASTRO, I.; DUARTE, I. (ed.). Razões e emoção. Miscelânea de estudos em homenagem a Maria Helena Mira Mateus. Lisboa: Imprensa Nacional; Casa da Moeda, 2003. p. 7-18.

MARROQUIM, M. A língua do Nordeste. 3. ed. Curitiba: HD Livros, 1996 [1934].

NASCENTES, A. O linguajar carioca. 2. ed. Rio de Janeiro: Organização Simões, 1953 [1922].

OLIVEIRA, M. A. Variação fonológica: o indivíduo e a comunidade de fala. In: SEMINÁRIO DE PESQUISA DO PPGLLP – UNESP, 8., 2008, Araraquara. (Apresentação oral).

ROCHA, F. de M. V. da. O comportamento das vogais médias pretônicas na fala de Nova Iguaçu. 2013. Dissertação (Mestrado em Letras Vernáculas/Língua Portuguesa) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2013.

ROCHA, F. de M. V. da. O sistema vocálico do Português de São Tomé e o comportamento das vogais médias em contexto pretônico. 2018. Tese (Doutorado em Letras Vernáculas/Língua Portuguesa) –Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2018a.

ROCHA, F. de M. V. da. A pretônica /e/ na variedade urbana do Português de São Tomé. In: Grupo de Trabalho de Sociolinguística do XXXIII ENANPOLL, UFMT, Cuiabá, 2018b. (Apresentação oral).

SCHWINDT, L. C. A regra variável de harmonização vocálica no RS. In: BISOL, L.; BRESCANCINI, C. (ed.). Fonologia e variação: recortes do Português Brasileiro. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2002. p. 161-182.

SILVA, M. B. da. Um traço regional na fala culta de Salvador. Organon, Porto Alegre, v. 18, p. 79-89, 1991.

SILVA NETO, S. da. História da língua portuguesa do Brasil. 5. ed. Rio de Janeiro: Livros de Portugal, 1988.

SILVEIRA, A. A. M. As vogais pretônicas na fala culta do noroeste paulista. 2008. Dissertação (Mestrado em Estudos Linguísticos) – Universidade Estadual Paulista, São José do Rio Preto, 2008.

TEIXEIRA, J. A. O falar mineiro. Separata da Revista do Arquivo municipal de São Paulo, São Paulo, 1938.

TEYSSIER, P. A história da língua portuguesa. Lisboa: Sá da Costa, 1980.

VIEGAS, M do C. O alçamento de vogais médias pretônicas e os itens lexicais. 2001. Tese (Doutorado em Letras) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2001.

WEINREICH, U.; LABOV, W.; HERZOG, M. Empirical foundations for a theory of language change. In: LEHMANN, W.; MALKIEL, Y. (ed.). Directions for historical linguistics. Austin: University of Texas Press, 1968. p. 97-195.

YACOVENCO, L. C. As vogais médias pretônicas no falar culto carioca. 1993. Dissertação (Mestrado em Língua Portuguesa) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1993.

Publicado

2021-06-29

Como Citar

ROCHA, Fabiane. Processo de Elevação da Pretônica /e/ e Harmonização Vocálica em Variedades Urbanas do Português do Brasil e do Português de São Tomé. Signum: Estudos da Linguagem, [S. l.], v. 23, n. 3, p. 28–43, 2021. DOI: 10.5433/2237-4876.2020v23n3p28. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/signum/article/view/40050. Acesso em: 23 jun. 2024.