Qualidade comercial de diferentes híbridos de milho em função do teor de água nos grãos durante a colheita

Autores

  • Odair José Marques Universidade Estadual de Maringá
  • Pedro Soares Vidigal Filho Universidade Estadual de Maringá
  • Carlos Alberto Scapim Universidade Estadual de Maringá
  • Deivid Lincoln Reche Universidade Estadual de Maringá
  • Luiz Fernando Pricinotto SEAB
  • Ricardo Shigueru Okumura Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2012v33n3p911

Palavras-chave:

Zea mays L, Pós-colheita, ponto de colheita, danos mecânicos, resíduos.

Resumo

O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade comercial dos grãos de diferentes híbridos comerciais de milho em função do teor de água nos mesmos durante a colheita. O trabalho foi conduzido em Astorga – PR, durante o período da safrinha de 2007 e da safra de verão de 2007/2008, sendo três híbridos avaliados em cada período. As amostras de grãos foram colhidas em cinco épocas distintas com cinco repetições e submetidas à determinação do teor de água pelo método da estufa a 103 ± 1 ºC por 72 h. Posteriormente, as amostras foram passadas por peneiras metálicas de crivo circular de 4,76 mm de diâmetro e, em seguida, os resíduos foram separadas manualmente nas porções de impurezas, grãos avariados e grãos carunchados. Os resultados obtidos foram submetidos à análise de variância e de regressão sob o delineamento inteiramente casualizado. Os percentuais de impurezas foram maiores nos teores de água de colheita mais elevados, enquanto que os percentuais de grãos avariados foram menores, independente do híbrido e do período avaliado. O grau de infestação se elevou linearmente com a redução do teor de água nos grãos de milho, em todos os híbridos. Os teores de água entre 22% e 26% (b.u.) proporcionaram melhor qualidade física e sanitária dos grãos de milho, considerando esta como a faixa ideal de teor de água para a colheita dos grãos de milho.

Biografia do Autor

Odair José Marques, Universidade Estadual de Maringá

Engº Agrº, Doutorando em Agronomia, Bolsista CNPq, Programa de Pós-graduação em Agronomia, PGA, Universidade Estadual de Maringá, UEM.

Pedro Soares Vidigal Filho, Universidade Estadual de Maringá

Engenheiro Agrônomo, Prof. Dr. PGA, UEM, Maringá, PR.

Carlos Alberto Scapim, Universidade Estadual de Maringá

Engenheiro Agrônomo, Prof. Dr. PGA, UEM, Maringá, PR.

Deivid Lincoln Reche, Universidade Estadual de Maringá

Discente de graduação em Agronomia, Bolsista Pibic-CNPq/UEM, DAG, Maringá, PR.

Luiz Fernando Pricinotto, SEAB

Engº Agrº, Mestre em Agronomia, SEAB/DEFIS, Cianorte, PR.

Ricardo Shigueru Okumura, Universidade Estadual de Maringá

Engº Agrº, Doutorando em Agronomia, Bolsista Capes, PGA, UEM, Maringá, PR.

Downloads

Publicado

2012-06-28

Como Citar

Marques, O. J., Vidigal Filho, P. S., Scapim, C. A., Reche, D. L., Pricinotto, L. F., & Okumura, R. S. (2012). Qualidade comercial de diferentes híbridos de milho em função do teor de água nos grãos durante a colheita. Semina: Ciências Agrárias, 33(3), 911–920. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2012v33n3p911

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

<< < 1 2