A montanha e o poeta: um avarandado para os Andes em poemas de João Cabral de Melo Neto

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2023vol43n2p103

Palavras-chave:

João Cabral de Melo Neto, Paisagem, Poemas andinos

Resumo

Ao realizarmos a leitura da poética de João Cabral de Melo Neto, identificamos um conjunto de paisagens em verso. Em sua maioria, esses lugares representados correspondem a coordenadas que, do ponto de vista biográfico, Cabral percorreu durante seu trabalho como parte da equipe diplomática brasileira no Itamaraty. Para este artigo, elegemos como corpus alguns poemas dedicados à região andina, em especial textos que refratam a estadia do autor no Equador, entre os anos de 1979 e 1981. Compõem esse conjunto tanto poemas publicados na seção “Viver nos Andes”, do livro Agrestes (1985), quanto poemas reunidos, postumamente, como parte da produção inédita do poeta. Nossa leitura é orientada pelas considerações sobre a relação entre poesia e paisagem formuladas por Michel Collot (2013) e Ida Alves (2013), além do aporte crítico sobre a poesia cabralina de Marta Peixoto (1983), Carlos André Pinheiro (2007) e Antonio Carlos Secchin (2020). Nos textos em análise, a imagem do Chimborazo, vulcão adormecido que impera sobre a cordilheira andina, funciona como figura revestida por um ideal pedagógico e estético para o poeta-observador, a quem interessa alcançar uma dicção medida, afim à lava controlada do elemento geológico. Além disso, ao cotejarmos os poemas com o texto “Mi delírio sobre el Chimborazo”, escrito por Simón Bolívar, no início dos anos de 1820, percebemos o aspecto interacionista que norteia a ideia de paisagem e, por conseguinte, sua formalização em textos poéticos, visto que diferentes pontos de vista repercutem de formas igualmente diversas nas representações poéticas.

Biografia do Autor

Júlio César de Araújo Cadó, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Mestrando pelo PPG em Estudos da Linguagem na Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Rosanne Bezerra de Araújo, Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN

Doutora em Letras pela Universidade Federal da Paraíba
Professora na Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Referências

ALVES, Ida. Em torno da paisagem: literatura e geografia em diálogo interdisciplinar. Revista da Anpoll, Florianópolis, n. 35, p. 181-202, 2013. DOI: https://doi.org/10.18309/anp.v1i35.650

BOLÍVAR, Simón. Mi delirio sobre el Chimborazo. 1822. Disponível em: http://xochitl.net/hum2461/lecturenotes/19centuryfile/documents/Chimborazo.pdf.

COLLOT, Michel. Poética e filosofia da paisagem. Rio de Janeiro: Oficina Raquel, 2013.

MARQUES, Ivan. João Cabral de Melo Neto: uma biografia. São Paulo: Todavia, 2021.

MELO NETO, João Cabral de. Prosa / João Cabral de Melo Neto. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1997.

MELO NETO, João Cabral de. João Cabral de Melo Neto / Poesia Completa. Rio de Janeiro: Alfaguara, 2020.

PEIXOTO, Marta. Poesia com coisas. São Paulo: Perspectiva, 1983.

PINHEIRO, Carlos André. A doença de criar passarinhos: a lírica humanizadora de João Cabral de Melo Neto. Dissertação (Mestrado em Estudos da Linguagem) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2008. Disponível em: https://repositorio.ufrn.br/handle/123456789/16136.

RIBEIRO, Edneia Rodrigues. O poeta no Museu: textos inéditos de João Cabral de Melo Neto. Manuscrítica: Revista De Crítica Genética, São Paulo, p. 22-36, dez. 2020. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/manuscritica/article/view/178405. DOI: https://doi.org/10.11606/issn.2596-2477.i42p22-36

SERRANO SÁNCHEZ, Raúl. Mi delirio sobre el Chimborazo: anuncios y fundación. Kipus: Revista Andina de Letras y Estudios Culturales, Quito, n. 26, p. 71-89, 2009.

SECCHIN, Antonio Carlos. João Cabral de Melo Neto de ponta a ponta. Recife: Cepe, 2020.

SECCHIN, Antonio Carlos. João Cabral: tradutor e traduzido. Papéis de poesia II. São Paulo: Editora da Unesp, 2022. 83-90.

Downloads

Publicado

29-12-2023

Como Citar

CADÓ, Júlio César de Araújo; ARAÚJO, Rosanne Bezerra de. A montanha e o poeta: um avarandado para os Andes em poemas de João Cabral de Melo Neto. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 43, n. 2, p. 103, 2023. DOI: 10.5433/1678-2054.2023vol43n2p103. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/48021. Acesso em: 21 jun. 2024.