Viril ou não viril; eis a questão num conto de Marcelo Mirisola

Autores

  • Claudicélio Rodrigues da Silva Universidade Federal do Ceará - UFC https://orcid.org/0000-0003-4879-9416
  • Ilca Andréa Barroso de Carvalho Universidade Federal do Ceará - UFC

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2021v40p79

Palavras-chave:

Masculinidades, Viriarcado, Conto brasileiro, Marcelo Mirisola

Resumo

O herói devolvido (2000) é um livro de contos de Marcelo Mirisola, escritor paulistano, que contempla o masculino em primeira pessoa como protagonista de quase todos os textos. Em enredos diversos, e por meio de uma linguagem ácida, Mirisola expõe o exercício da virilidade como gerador de violência cujas vítimas são, sobretudo, mulheres e, por via de uma observação mais cuidadosa, os próprios protagonistas. Nessa obra, os protagonistas são homens heteronormativos e debochados que em situações cotidianas se mostram incapazes de desenvolver relações afetivas consistentes com outras personagens, por ostentarem uma virilidade perversa. Este artigo investiga como a virilidade performada pelo protagonista do conto “Anelise (ou Araribóia, o Herói Devolvido)” o atinge e expõe a fragilidade da masculinidade inventada.


Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Claudicélio Rodrigues da Silva, Universidade Federal do Ceará - UFC

Departamento de Literatura, Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal do Ceará.

Ilca Andréa Barroso de Carvalho, Universidade Federal do Ceará - UFC

Mestranda em Literatura Comparada pela Universidade Federal do Ceará.

Referências

BAKHTIN, Mikhail. Problemas da poética de Dostoiévski. Trad. Paulo Bezerra. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2002.

BUTLER, Judith. “Atos performáticos e a formação dos gêneros: um ensaio sobre fenomenologia e teoria feminista”. In: HOLANDA, Heloísa Buarque de (Org.). Pensamento feminista: conceitos fundamentais. Rio de Janeiro: Bazar do Tempo, 2019.p. 213-234.

DELPHY, Christine. “Teorias do patriarcado”. In:HIRATA, Helena et al. (Org.). Dicionário Crítico do Feminismo. São Paulo: Editora da UNESP, 2009. 173-178.

KERGOAT. Danièle. “Divisão sexual do trabalho e relações sociais de sexo”. In: HIRATA, Helena et al. (Org.). Dicionário Crítico do Feminismo. São Paulo: Editora daUNESP, 2009. 67-75.

MIRISOLA, M. O herói devolvido. São Paulo: Editora 34, 2000.

MOLINIER, P. e D. Welzer-Lang. “Feminilidade, masculinidade, virilidadeIn: HIRATA, Helena et al. (Org.). Dicionário Crítico do Feminismo. São Paulo: Editora da UNESP, 2009.

MUSZKAT, Malvina E. O homem subjugado: o dilema das masculinidades no mundo contemporâneo. São Paulo: Summus, 2018.

PUGA, Vera L. “Violência de gênero/Intolerância”. COLLING, Ana Maria et al. (org.). Dicionário crítico de gênero. Dourados: Editora UFGD, 2019. p. 715-718.

WELZER-LANG, Daniel. “Os homens e o masculino numa perspectiva de relações sociais de sexo”. In:SCHPUN, Mônica Raisa (org.). Masculinidades. São Paulo: Boitempo, 2004.p. 107-128.

Downloads

Publicado

20-09-2021

Como Citar

SILVA, C. R. da; CARVALHO, I. A. B. de. Viril ou não viril; eis a questão num conto de Marcelo Mirisola. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 40, p. 79–88, 2021. DOI: 10.5433/1678-2054.2021v40p79. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/43471. Acesso em: 19 jun. 2024.