A poesia da rua que brota o mundo

Autores

  • Luciana Sacramento Moreno Universidade do Estado da Bahia

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2020v38p104

Palavras-chave:

Literatura, Periferia, Contemporâneo, Sérgio Vaz.

Resumo

O artigo tece análise sobre a concepção de literatura que permeia os poemas e textos em prosa poética presentes nos livros Colecionador de pedras e Literatura, Pão e Poesia, do escritor Sérgio Vaz. O autor se inclui na cena contemporânea brasileira, no movimento literário designado de Literatura Periférica. Pensar tal produção, pelo viés da análise literária, se constitui em empreendimento significativo, porque a produção acadêmica em torno desta literatura tem se dedicado mais a questões sociológicas do que literárias e visa, além de promover a leitura de tais obras, fomentar a discussão sobre os espaços literários em que esses textos são escritos, considerando o seu contexto de produção. Por isso, trilhou-se o percurso metodológico da pesquisa bibliográfica. O referencial teórico que lastreia esta discussão, no que se refere aos estudos da literatura brasileira contemporânea, referenda-se em Lajolo (2001), Resende (2008), Dalcastgné (2012), Nascimento (2009), Reyes (2013), Barthes (1978) e Candido (2000)

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Luciana Sacramento Moreno, Universidade do Estado da Bahia

Doutora em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Professora Adjunta da Universidade do Estado da Bahia.

Referências

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade. 8. ed. São Paulo: T. A. Queiroz, 2000.

CANDIDO, Antonio. Vários escritos. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2004.

CHIAPINNI, Lígia. Do beco ao belo: dez teses sobre regionalismo.

CRISTÓVÃO, Fernando Cristóvão, Maria de Lourdes Ferraz & Alberto Carvalho. Nacionalismo e regionalismo nas literaturas lusófonas. Lisboa: Cosmos, 1997, pp. 153-159.

DALCASTGNÉ, Regina. Literatura brasileira contemporânea: um território contestado. Vinhedo: Horizonte, 2012.

HOLLANDA, Heloisa Buarque de. Apresentação. Alejandro Reyes. Vozes dos porões: a literatura periférica/ marginal do Brasil. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2013, p. 7.

LAJOLO, Marisa. Literatura: Leitores & leitura. São Paulo: Moderna, 2001.
NASCIMENTO, Érica do. Vozes marginais na literatura. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2009.

PAES, José Paulo. Convite. Disponível em: https://www.escrevendoofuturo.org.br/caderno_virtual/introducao-ao-generopoema/index.html. Acesso em: Maio 2019. 

RESENDE, Beatriz. Contemporâneos: expressões da Literatura Brasileira do século XXI. Rio de Janeiro: Casa da Palavra, 2008.

REYES, Alejandro. Vozes dos porões: a literatura periférica/ marginal do Brasil. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2013.

SARAMAGO, José. Ensaio sobre a cegueira. São Paulo: Companhia das Letras, 1996.

SCHOLLHAMMER, Karl Erich. Ficção brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2011.

VAZ, Sérgio. Colecionador de Pedras. São Paulo: Global, 2013.

VAZ, Sérgio. Literatura, pão e poesia. São Paulo: Global, 2011.

VAZ, Sérgio. O que é Literatura Periférica. 2015. Disponível em: https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=461452470600842&id=354571867955570, acesso em novembro de 2016.

Downloads

Publicado

22-06-2020

Como Citar

MORENO, L. S. A poesia da rua que brota o mundo. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 38, p. 104–115, 2020. DOI: 10.5433/1678-2054.2020v38p104. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/37662. Acesso em: 21 maio. 2024.