Ana Terra: do núcleo e nebulosa à casa e a rua, marcas da ordem patriarcal no romance de Érico Veríssimo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2018v35p59

Palavras-chave:

Patriarcalismo, Ana Terra, feminilidade

Resumo

Este trabalho propõe uma análise da obra Ana Terra, de Érico Veríssimo, no qual se procura identificar espaços na narrativa que deixam evidentes as marcas de ordem patriarcal, vistas pelos estudos de Roberto Reis e Roberto DaMatta. Estes teóricos nos ajudam a elucidar as questões de patriarcalismo, sob os estudos de núcleo e nebulosa e pelas esferas sociais da casa, da rua e do outro mundo. A obra enquadra-se no regionalismo de 30, debruçando-se acima do mundo rural e apresentando personagens detentores de poder com figuras ao seu redor que representam os desvalidos ou com pouco prestígio social. Ressalta-se também que a personagem Ana Terra está representada na posição de mulher inserida em um contexto imoderadamente machista e, com base também em outros teóricos, verifica-se que o sistema patriarcalista favoreceu ao homem, o qual mantinha controle sobre a mulher. Como resultado, constata-se que elementos da narrativa atestam o sistema patriarcal, evidenciados nas esferas sociais (a casa, a rua e o outro mundo), mostrando-nos como se davam as relações interpessoais no meio em que estavam inseridos e, por meio da dicotomia núcleo e nebulosa, mapeiam-se as personagens na estrutura do romance.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Ivan Lucas Borghezan Faust, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Mestre em Letras pela  Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

Marcos Hidemi de Lima, Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Professor Doutor do Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Referências

DAMATTA, Roberto. A casa & a rua: espaço, cidadania, mulher e morte no Brasil. Rio de Janeiro: Guanabara, 1987.

D’INCAO, Maria Ângela. Mulher e família burguesa. Mary Del Priore (org.). 10. ed. História das mulheres no Brasil. São Paulo: Contexto, 2011, pp. 223-240.

HUTCHEON, Linda. Poética do pós-modernismo. Tradução: Ricardo Cruz. Rio de Janeiro: Imago, 1991.

REIS, Roberto. A permanência do círculo: hierarquia no romance brasileiro. Niterói: EDUFF, 1987.

VERÍSSIMO, Érico. Ana Terra. 21. ed. Rio de Janeiro: Globo, 1985.

Downloads

Publicado

21-12-2018

Como Citar

FAUST, I. L. B.; LIMA, M. H. de. Ana Terra: do núcleo e nebulosa à casa e a rua, marcas da ordem patriarcal no romance de Érico Veríssimo. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 35, p. 59–69, 2018. DOI: 10.5433/1678-2054.2018v35p59. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/31300. Acesso em: 18 maio. 2024.