José Saramago e a Literatura Hispano-Americana: Uma Identificação por Afinidade

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2007v11p113

Palavras-chave:

Memorial do Convento, Realismo mágico, José Saramago, Ficção hispano-americana, Cem Anos de Solidão

Resumo

Em Memorial do Convento (1982) José Saramago (1922) lança mão de um dos elementos representativos da expressão que, de certa forma, se associa à literatura hispano-americana e que se denomina como realismo mágico. É sob a perspectiva dessa categoria literária que propomos uma análise do romance do autor português. Neste artigo, trataremos da constatação do realismo mágico noMemorial do Convento, no qual o elemento fundamental para a análise é o narrador. Cem Anos de Solidão (1967), do autor colombiano Gabriel García Márquez, configura em nossa análise como apoio para tal constatação.

Biografia do Autor

Tânia Mara Antonietti Lopes, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Doutoranda em Estudos Literários pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Referências

ALDRIDGE, A. O. 1994. Propósito e perspectivas da literatura comparada. Tradução de Sonia Torres. In: COUTINHO, Eduardo F.; CARVALHAL, Tania Franco. Literatura comparada: Textos fundadores. Rio de Janeiro: Rocco. 255-259.

CHIAMPI, I. 1980. O Realismo maravilhoso: Forma e Ideologia no Romance HispanoAmericano. São Paulo: Perspectiva.

CORRÊA, S. A. D. 2003. A História tecida e destecida em I Promessi Sposi e Memorial do convento. Dissertação. IBILCE – Unesp, São José do Rio Preto.

ESTEVES, A. R. 1998. O novo romance histórico brasileiro. In: ANTUNES, L. Z. (Org.). Estudos de Literatura e Lingüística. São Paulo: Arte & Ciência. 125-158.

GARCÍA MÁRQUEZ, G. 2006. Cem anos de solidão. Tradução de Eliane Zagury. 59. ed. Rio de Janeiro: Record.

HEGERFELDT, A. 2002. Contentious Contributions: Magical realism goes British. Janus Head Journal, Pittsburg, v.5, n. 2: 62-86. Disponível em: http.//www.janushead.org/5-2/index.cfm. Acesso em 15/09/2005.

HUTCHEON, L. 1991. Poética do Pós-Modernismo: história, teoria, fi cção. Tradução de Ricardo Cruz. Rio de Janeiro: Imago.

JOZEF, B. 1986. Romance hispano-americano. São Paulo: Ática.

LÖWY, M. 1989. Redenção e Utopia: O judaísmo literários na Europa Central. Tradução de Paulo Neves. São Paulo: Companhia das Letras.

OLIVEIRA FILHO, O. J. de. 1990. Saramago e a fi cção latino-americana. Revista de Letras. São Paulo, n. 30. 141-152.

OLIVEIRA FILHO, O. J. de. 1993. Carnaval no Convento: intertextualidade e paródia em José Saramago. São Paulo: Unesp.

RODRIGUES, S. C. 2004. Modernidade e pós-modernidade em Gabriel García Márquez. Hispanista. Revista eletrónica de los Hispanistas. Vol. IV – n.16. Disponível em http://www.hispanista.com.br/revistas/rosto16esp.htm. Acesso em 20/09/2006.

SARAMAGO, J. 1990. História e Ficção. Jornal de Letras, Artes e Idéias, Lisboa. p.17.

SARAMAGO, J. 1995. Memorial do convento. 14. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil.

SARAMAGO, J. 2006. A jangada de pedra. São Paulo: Companhia das Letras.

SPINDLER, W. 1993. Magic realism: a typology. Forum for modern language studies. Oxford, v. 39. p.75-85.

VALDEZ-MOSES, M. 2001. Magical Realism at world’s end. Literary Imagination: The Review of the Association of Literary Scholars and Critics. Durham, v. 3-I: 105-133.

Downloads

Publicado

23-12-2007

Como Citar

LOPES, Tânia Mara Antonietti. José Saramago e a Literatura Hispano-Americana: Uma Identificação por Afinidade. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 11, p. 113–131, 2007. DOI: 10.5433/1678-2054.2007v11p113. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/24847. Acesso em: 18 jul. 2024.

Edição

Seção

Artigos