Encontros afetivos em uma catedral

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2016v31p8

Palavras-chave:

Narrativa contemporânea, Afeto, Alteridade, “Catedral”

Resumo

Tomando como ponto de partida discussões sobre estética e política e sobre o poder da literatura, propomos a análise do conto “Cathedral”/ “Catedral”, do escritor estadunidense Raymond Carver, tendo como foco a articulação entre alteridade e afeto. Quatro autores, em especial, serão acionados para fundamentar a discussão: Mario Vargas Llosa, com seus textos sobre a literatura e a vida; Tzvetan Todorov, com suas reflexões sobre o poder da literatura; Jacques Rancière, com sua proposta sobre a partilha do sensível; e Susan Sontag, com sua contribuição sobre a função da arte. Procuraremos valorizar o lugar do afeto na relação de encontro gradativamente construída entre o personagem cego e o narrador, fato que ilustra um processo de tornar-se outro através da potencialidade de afetar e ser afetado. Também daremos especial atenção à metáfora da catedral e à sua relação com o significado da narrativa em termos mais amplos. Argumentamos que o efeito resultante do encontro afetivo, no âmbito do universo diegético, tem grande ressonância sobre o leitor, constituindo-se, portanto, paradigmática do poder da literatura.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Genilda Azerêdo, Universidade Federal da Paraíba

Mestre em Letras pela Universidade Federal da Paraíba. Doutora em Letras (Inglês e Literaturas de língua inglesa) pela Universidade Federal de Santa Catarina.

Referências

CARVER, Raymond. “Cathedral”. In: George L. McMichael(ed.). Concise anthology of American literature. New York: Macmillan, 1993, p. 2658-2668.

CARVER, Raymond. 68 contos de Raymond Carver. Tradução de Rubens Figueiredo. São Paulo: Companhia das Letras, 2010.

GREGG, Melissa e Gregory J. Seigworth, (eds). The affect theory reader. Durham: Duke University Press, 2010.

HIGHMORE, Ben. Bitter after taste: affect, food, and social asthetics. In: GREGG e SEIGWORTH, (eds). p. 118-137.

LLOSA, Mario Vargas. A verdade das mentiras. Tradução de Cordelia Magalhães. São Paulo: Arx, 2004.

RANCIÈRE, Jacques. A partilha do sensível. Estética e política. Tradução de Mônica Costa Netto. São Paulo: Exo/Editora 34, 2005.

SONTAG, Susan. A vontade radical. Estilos. Tradução de João Roberto Martins Filho. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

TODOROV, Tzvetan. O que pode a literatura? A literatura em perigo. Tradução Caio Meira. Rio de Janeiro: Difel, 2009, p. 73-82.

Downloads

Publicado

28-12-2016

Como Citar

AZERÊDO, G. Encontros afetivos em uma catedral. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 31, p. 8–17, 2016. DOI: 10.5433/1678-2054.2016v31p8. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/27150. Acesso em: 25 maio. 2024.