O Poema é uma coisa, que não tem nada dentro: Reflexões Metaliterárias na Poesia de Ferreira Gullar

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1678-2054.2012v23p44

Palavras-chave:

Poesia, Ferreira Gullar, Metaliteratura, Ofício de poeta

Resumo

Ferreira Gullar é, sem alguma dúvida, um dos grandes mestres da Literatura de língua portuguesa. Sem medo de errar, ele ousa mudar sua linguagem de forma brusca e abrupta mostrando sua eterna preocupação com o ato poético. É fato que esse poeta dedica ao oficio do poeta uma especial atenção, ensinando a seus leitores uma das mais inquietantes indagações acerca da poesia: como fazer poesia? Que musas ou experiências merecem uma poesia? Neste estudo, mostraremos que a poesia de Gullar é um centro de discussões sobre a literatura e seu futuro enquanto obra literária.

Biografia do Autor

José Dino Cavalcante Costa, Universidade Federal do Maranhão

Doutor em Estudos Literários pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Professor Adjunto na Universidade Federal do Maranhão.

Luís Henrique Serra, Universidade Federal do Maranhão

Graduado em Letras pela Universidade Federal do Maranhão.

Referências

ARRIBAS, J C. Las estructuras formales de la metaliteratura. Disponível em: http://www.dialnet.unirioja.es./servlet/ficheiro_articulos?articulo Acesso em: 27 de julho de 2011.

BARTHES, R. Crítica e verdade. São Paulo: Perspectiva, 2007.

CAMENIETZÍ, E. Z. Poesia e política: a trajetória de Ferreira Gullar. Rio de Janeiro: Revan, 2006.

COSTA, L. C. “Cor(P)oralidade em Ferreira Gullar e Hélio Oiticica”. Revista emTese (Belo Horizonte) 1.9 (jul.-dez. 2005): 181-189.

E-DICIONÁRIOS DE TERMOS LITERÁRIOS DE CARLOS CÉIA. Disponível em: ww.edtl.com. pt/index.php?option=com_mtree&task=viewlink&link_id=1567&Itemid=2. Acesso em 02/ agosto/ 2011

GULLAR, F. Toda poesia (1950/1980). São Paulo: Circulo do livro, 1983.

GULLAR, F. Muitas Vozes. Rio de Janeiro: José Olympio, 1999.

GULLAR, F. Barulhos. 9ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2007.

HARMUCH, R. A. “Quando chapéus turbam percursos.” Revista Letras (Curitiba) 61 (jul.-dez. 2003): 387-385.

Downloads

Publicado

30-09-2012

Como Citar

COSTA, José Dino Cavalcante; SERRA, Luís Henrique. O Poema é uma coisa, que não tem nada dentro: Reflexões Metaliterárias na Poesia de Ferreira Gullar. Terra Roxa e Outras Terras: Revista de Estudos Literários, [S. l.], v. 23, p. 44–57, 2012. DOI: 10.5433/1678-2054.2012v23p44. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/terraroxa/article/view/25030. Acesso em: 21 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos