Da crítica genética à crítica de processo: uma linha de pesquisa em expansão

Autores

  • Cecilia Almeida Salles Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

DOI:

https://doi.org/10.5433/2237-4876.2017v20n2p41

Resumo

O artigo apresenta o histórico das pesquisas de crítica genética, assim como são desenvolvidas no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Semiótica da PUC/SP. São discutidas a ampliação dos objetos de pesquisa e as adequações metodológicas, a partir de publicações e do desenvolvimento de uma grande diversidade de mestrados e doutorados. Por fim é proposto o conceito de criação como rede, gerado por tais pesquisas e seus diálogos com a experimentação contemporânea.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Cecilia Almeida Salles, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Cecilia Almeida Salles é professora titular do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e  Semiótica da PUC/SP. Coordenadora do Grupo de Pesquisa em Processos de Criação. Autora dos livros Gesto inacabado (1998), Crítica Genética(2008),  Redes da Criação (2006) e Arquivos de Criação: arte e curadoria (2010). Dirige a editora e o espaço cultural Intermeios: casa de artes e livros em São Paulo/Brasil.

Downloads

Publicado

2017-08-03

Como Citar

SALLES, C. A. Da crítica genética à crítica de processo: uma linha de pesquisa em expansão. Signum: Estudos da Linguagem, [S. l.], v. 20, n. 2, p. 41–52, 2017. DOI: 10.5433/2237-4876.2017v20n2p41. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/signum/article/view/27384. Acesso em: 25 fev. 2024.