A beleza nos escombros: estratégias semióticas da imagem no fotojornalismo de guerra

Autores

  • Alberto Klein Universidade Estadual de Londrina.
  • Marina Ferezim Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0383.2012v33n2p217

Palavras-chave:

Fotojornalismo, Fotopublicidade, Semiótica da cultura.

Resumo

Este artigo analisa os componentes estéticos em duas peças fotojornalísticas no contexto da guerra de Israel contra o Hizbollah, um partido político libanês, em 2006: a primeira, de Spencer Platt, ganhadora do concurso World Press Photo, e a segunda da Associated Press, publicada no jornal Folha de S. Paulo. Estudadas a partir de balizas produtoras de sentido na semiótica da cultura de Ivan Bystrina, as fotografias apresentam problematizações estéticas que as aproximam do universo da fotopublicidade. Ambas as fotografias poderiam facilmente transitar entre os dois contextos de produção da informação, dados os seus elementos compositivos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alberto Klein, Universidade Estadual de Londrina.

Doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, Brasil.
Professor Adjunto da Universidade Estadual de Londrina , Brasil

Marina Ferezim, Universidade Estadual de Londrina

Graduada em Jornalismo pela Universidade Estadual de Londrina

Downloads

Publicado

22.03.2013

Como Citar

KLEIN, A.; FEREZIM, M. A beleza nos escombros: estratégias semióticas da imagem no fotojornalismo de guerra. Semina: Ciências Sociais e Humanas, [S. l.], v. 33, n. 2, p. 217–224, 2013. DOI: 10.5433/1679-0383.2012v33n2p217. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/seminasoc/article/view/14260. Acesso em: 14 jun. 2024.

Edição

Seção

Artigos Seção Livre