Potencial antimicrobiano de jurema preta e umburana, espécies nativas do bioma caatinga, frente a isolados de Staphylococcus provenientes de casos de mastite em pequenos ruminantes

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2020v41n5supl1p2231

Palavras-chave:

Atividade antibacteriana, Caprinovinocultura, Commiphora leptophloeos (Mart.) J. B. Gillett, Mastite, Mimosa tenuiflora (Willd.) Poir.

Resumo

A mastite é responsável por danos à saúde animal e prejuízos financeiros ao produtor. Na busca por alternativas eficazes no controle da mastite, destacam-se os produtos naturais extraídos de diversas plantas que possuem ação antibacteriana. Neste contexto, o presente trabalho teve por objetivo avaliar o potencial antimicrobiano in vitro do extrato etanólico de duas espécies do bioma caatinga frente a bactérias isoladas de casos de mastite subclínica em pequenos ruminantes. As folhas de jurema preta e umburana de cambão foram secas e processadas para obtenção dos extratos etanólicos bruto para o estudo da composição fenólica. Foram utilizados 33 isolados de Staphylococcus spp. provenientes da bacterioteca do Laboratório de Controle de Qualidade de Alimentos do IF SERTÃO-PE. Com os isolados de Staphylococcus spp. realizou-se a análise de quantificação da produção de biofilme. Além disso, empregou-se o teste de sensibilidade antimicrobiana, utilizando-se a técnica da concentração bactericida mínima (CBM) frente aos dois extratos etanólicos. Para conhecer o potencial tóxico, utilizou-se o teste de toxicidade com Artemia salina. A análise de quantificação dos compostos fenólicos demonstrou que os extratos etanólicos de jurema preta e umburana de cambão apresentaram a miricetina em quantidades bastante elevadas, 43,2 e 294,9 mg em 10 g respectivamente, em relação aos demais compostos detectados. Na pesquisa do gene nuc, observou-se uma positividade de 39,4%. A análise da produção de biofilme revelou que 96,9% dos isolados apresentaram a capacidade de produção do biofilme, evidenciando a evolução destes micro-organismos quanto ao desenvolvimento de mecanismos de resistência. Os resultados referentes à concentração bactericida mínima indicaram uma faixa de inibição entre 195,30 a 3125,00 e 781,20 a 6250,00 µg mL-1 para os extratos de jurema preta e umburana de cambão, respectivamente. Observou-se maior atividade para o extrato de jurema preta, que inibiu 100% dos isolados bacterianos (n=26), enquanto o extrato de umburana de cambão apresentou um percentual de inibição de 69,23%. Evidenciou-se a atividade tóxica do extrato etanólico bruto (EEB) de jurema preta, que apresentou uma DL50 de 118,35 µg mL-1. Por outro lado, o EEB de umburana de cambão apresentou-se como atóxico (DL50 = 1527,43 µg mL-1). Considerando que as duas espécies nativas da caatinga apresentaram atividade antibacteriana e que a miricetina foi o composto majoritário, tem-se a possibilidade de desenvolvimento de novas linhas de investigação, visando a obtenção produtos antimastíticos à base de extrato natural.

Biografia do Autor

Maura Marinete de Sousa, Instituto Federal de Educação do Sertão Pernambucano

Discente do Curso de Graduação em Agronomia, Instituto Federal de Educação do Sertão Pernambucano, IF SERTÃO-PE, Petrolina, PE, Brasil.

Renata de Moraes Peixoto Araújo, Universidade Federal de Campina Grande

Discente do Curso de Pós-Graduação em Ciência e Saúde Animal, Doutorado, Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Patos, PB, Brasil.

Rafael Cunha Libório, Instituto Federal de Educação do Sertão Pernambucano

Pesquisador, IF SERTÃO-PE, Petrolina, PE, Brasil.

Eliatania Clementino Costa, Instituto Federal de Educação do Sertão Pernambucano

Pesquisadora, IF SERTÃO-PE, Petrolina, PE, Brasil.

Beatriz Nascimento de Araujo, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Discente do Curso de Pós-Graduação em Ciência Animal, Mestrado, Universidade Federal do Vale do São Francisco, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Marcos dos Santos Lima, Instituto Federal de Educação do Sertão Pernambucano

Prof. Dr., IF SERTÃO-PE, Petrolina, PE, Brasil.

Gisele Veneroni Gouveia, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Profa Dra, Colegiado de Zootecnia, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Mateus Matiuzzi da Costa, Universidade Federal do Vale do São Francisco

Prof. Dr., Colegiado de Zootecnia, UNIVASF, Petrolina, PE, Brasil.

Luciana Jatobá e Silva Peixoto, Instituto Federal de Educação do Sertão Pernambucano

Profa Dra, IF SERTÃO-PE, Petrolina, PE, Brasil.

Rodolfo de Moraes Peixoto, Instituto Federal de Educação do Sertão Pernambucano

Prof. Dr., IF SERTÃO-PE, Petrolina, PE, Brasil.

Referências

Aldous, W. K., Pounder, J. I., Cloud, J. L., & Woods, G. L. (2005). Comparison of six methods of extracting Mycobacterium tuberculosis DNA from processed sputum for testing by quantitative Real-Time PCR. Journal Clinical Microbiology, 43(5), 2471-2473. doi: 10.1128/JCM.43.5.2471-2473.2005

Amarante, C. B., Müller, A. H., Póvoa, M. M., & Dolabela, M. F. (2011). Estudo fitoquímico biomonitorado pelos ensaios de toxicidade frente a Artemia salina e de atividade antiplasmódica do caule de aninga (Montrichardia linifera). Acta Amazonica, 41(3), 431-434. doi: 10.1590/S0044-59672011000300015

Arciola, C. R., Campoccia, D., Speziale, P., Montanaro, L., & Costerton, J. W. (2012). Biofilm formation in Staphylococcus implant infections. A review of molecular mechanisms and implications for biofilm-resistant materials. Biomaterials, 33(26), 5967-5982. doi: 10.1016/j.biomaterials.2012.05.031

Bezerra, J. J. L., & Falcão-Silva, V. S. (2019). Plantas relatadas como tóxicas para ruminantes no semiárido nordestino. Revista de Ciências Agroveterinárias, 18(2). doi: 10.5965/223811711812019202

Cades, M., Zanini, D. S., Souza, H. L., Silva, J. D., Fink, A. A. B., & Muniz, I. M. (2017). Perfil de resistência antimicrobiana de mastite bovina em propriedade leiteira no município de Monte Negro/RO. Revista Brasileira de Ciências da Amazônia, 6(1), 1-62. Recuperado de http://www.periodicos. unir.br/index. php/rolimdemoura/article/view/1940/2068

Clinical and Laboratory Standard Institute (2006). Methods for dilution antimicrobial susceptibility tests for bacteria that grow aerobically: approved standards. Document CLSI M7-A7, CLSI, Wayne, Pennsylvania.

Contreras, A., Sierra, D., Sánchez, A., Corrales, J. C., Marco, J. C., Paape, M. J., & Gonzalo, C. (2007). Mastitis in small ruminants. Small Ruminant Reserch, 68(1-2), 145-153. doi: 10.1016/j.smallrumres. 2006.09.011

Corrêa, J. C. R., & Salgado, H. R. N. (2011). Atividade inseticida das plantas e aplicações: revisão. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, 13(4), 500-506. doi: 10.1590/S1516-05722011000400016

Cos, P., Vlietinck, A. J., Berghe, D. V., & Maes, L. (2006). Anti-infective potential of natural products: How to develop a stronger in vitro ‘proof-of-concept’. Journal of ethnopharmacology, 106(3), 290-302. doi: 10.1016/j.jep.2006.04.003

Dibbern, A. G., Botaro, B. G., Viziack, M. P., Silva, L. F. P., & Santos, M. V. (2015). Evaluation of methods of DNA extraction from Staphylococcus aureus in milk for use in real-time PCR. Genetics and Molecular Research, 14(1), 227-233. doi: 10.4238/2015.January.16.6

Dutra, M. C. P., Rodrigues, L. L., Oliveira, D., Pereira, G. E., & Lima, M. S. (2018). Integrated analyses of phenolic compounds and minerals of Brazilian organic and conventional grape juices and wines: Validation of a method for determination of Cu, Fe and Mn. Food Chemistry, 269(2018), 157-165. doi: 10.1016/j.foodchem.2018.07.014

Guimarães, G., França, C. A., Krug, F. S., Peixoto, R. M., Krewer, C. C., Lazzari, A. M., & Costa, M. M. (2012). Caracterização fenotípica, produção de biofilme e resistência aos antimicrobianos em isolados de Staphylococcus spp. obtidos de casos de mastite em bovinos e bubalinos. Pesquisa Veterinária Brasileira, 32(12), 1219-1224. doi: 10.1590/S0100-736X2012001200002

Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (2017). Sistema IBGE de recuperação automática - SIDRA. Recuperado de http://www.sidra.ibge.gov.br

Karabegović, I. T., Stojicevic, S. S., Velickovic, D. T., Todorovic, Z. B., Nikolic, N. C., & Lazic, M. L. (2014). The effect of different extraction techniques on the composition and antioxidant activity of cherry laurel (Prunus laurocerasus) leaf and fruit extracts. Industrial Crops and Products, 54(2014), 142-148. doi: 10.1016/j.indcrop.2013.12.047

Kateete, D. P., Kimani, C. N., Katabazi, F. A., Okenga, A., Okeel, M., Nanteza, A.,… Najjuka, F. C. (2010). Identification of Staphylococcus aureus: DNase and mannitol salt agar improve the efficiency of the tube coagulase test. Annals of Clinical Microbiology and Antimicrobials, 9(23), 1-7. doi: 10.1186/1476-0711-9-23

Loguercio, A. P., Groff, A. C. M., Pedrozzo, A. F., Witt, N. M., Silva, M. S., & Vargas, A. C. (2006). Atividade in vitro do extrato de própolis contra agentes bacterianos da mastite bovina. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 41(2), 347-349. doi: 10.1590/S0100-204X2006000200021

Luna, J. S., Santos, A. F., Lima, M. R. F., Omena, M. C., Mendonça, F. A. C., Bieber, L. W., & Sant’Ana, A. E. G. (2005). A study of the larvicidal and molluscicidal activities of some medicinal plants from northeast Brazil. Journal of Ethnopharmacology, 97(2), 199-206. doi: 10.1016/j.jep.2004.10.004

Mendes, L. P. M., Maciel, K. M., Vieira, A. B. R., Mendonça, L. C. V., Silva, R. M. F., Rolim, P. J., Neto,... Vieira, J. M. S. (2011). Atividade Antimicrobiana de Extratos Etanólicos de Peperomia pellucida e Portulaca pilosa. Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada, 32(1), 121-125. Recuperado de https://pdfs.semanticscholar.org/679b/6d966a1af4b446678527c4397a952f0f6d53.pdf

Merino, N., Arana, A. T., Irigaray, M. V., Valle, J., Solano, C., Calvo, E.,... Lasa, I. (2009). Protein A-mediated multicellular behavior in Staphylococcus aureus. Journal of Bacteriology, 191(3), 832-843. doi: 10.1128/JB.01222-08

Meyer, B. N., Ferrigni, N. R., Putnan, J. E., Jacobsen, L. B., Nichols, D. E., & McLaughlin, J. (1982). Brine shrimp: a convenient general bioassay for active plant constituents. Journal of Medical Plant Research, 45(1), 31-34. doi: 10.1055/s-2007-971236

Oliveira, S. C. C., Nishi, L., Mantovani, D., Mateus, G. A. P., Santos, T. R. T., Baptist, A. T. A.,... Bergamasco, R. (2019). Extratos de plantas brasileiras no controle da bactéria Staphylococcus aureus causadora da mastite contagiosa em bovinos leiteiros. Revista Tecnológica, 27(1), 48-58. doi: 10.4025/revtecnol. v27i1.43745

Padilha, C. V. S., Miskinis, G. A., Souza, M. E. A. O., Pereira, G. E., Oliveira, D., Bordignon-Luiz, M. T., & Lima, M. S. (2017). Rapid determination of flavonoids and phenolic acids in grape juices and wines by RP-HPLC/DAD: method validation and characterization of commercial products of the new Brazilian varieties of grape. Food Chemistry, 228(2017), 106-115. doi: 10.1016/j.foodchem.2017.01.137

Peixoto, R. M., França, C. A., Souza, A. F., Jr., Veschi, J. L. A., & Costa, M. M. (2010b). Etiologia e perfil de sensibilidade antimicrobiana dos isolados bacterianos da mastite em pequenos ruminantes e concordância de técnicas empregadas no diagnóstico. Pesquisa Veterinária Brasileira, 30(9), 734-740. doi: 10.1590/S0100-736X2010000900005

Peixoto, R. M., Mota, R. A., & Costa, M. M. (2010a). Mastite em pequenos ruminantes no Brasil. Pesquisa Veterinária Brasileira, 30(9), 754-762. doi: 10.1590/S0100-736X2010000900008

Pereira, A. V., Azevedo, T. K. B., Santana, G. M., Trevisan, L. F. A., Higino, S. S. S., Costa, R. M.,... Azevedo, S. S. (2015). Análise da atividade antimicrobiana de taninos totais de plantas aromáticas do Nordeste brasileiro. Revista Agropecuária Técnica, 36(1), 109-114. doi: 10.25066/agrotec.v36i1.23009

Ribeiro, D. A., Macêdo, D. G., Oliveira, L. G. S., Saraiva, M. E., Oliveira, S. F., Souza, M. M. A., & Menezes, I. R. A. (2014). Potencial terapêutico e uso de plantas medicinais em uma área de Caatinga no estado do Ceará, nordeste do Brasil. Revista Brasileira de Plantas Medicinais, 16(4), 912-930. doi: 10.1590/1983-084X/13_059

Ribeiro, K. A., & Alencar, C. M. M. (2018). Desenvolvimento territorial e a cadeia produtiva da caprinovinocultura no semiárido baiano: o caso do município de Juazeiro-BA. Revista Brasileira de Assuntos Regionais e Urbanos, 4(1), 144-179. doi: 10.18224/baru.v4i1.6571

Santos, D. A., Jr., Matos, R. A. T., Melo, D. B., Garino, F., Jr., Simões, S. V. D., & Miranda, E. G. (2019). Etiologia e sensibilidade antimicrobiana in vitro de bactérias isoladas de cabras com mastite no Sertão e Cariri paraibano. Ciência Animal Brasileira, 20, 1-11. doi: 10.1590/1089-6891v20e-44848

Scherr, T. D., Heim, C. E., Morrison, J. M., & Kielian, T. (2014). Hiding in plain sight: Interplay between staphylococcal biofilms and host immunity. Frontiers in Immunology, 5(37), 1-7. doi: 10.3389/fimmu. 2014.00037

Simões, C. M. O., Schenkel, E. P., Gosmann, G., Melo, J. C. P., Mentz, L. A., & Petrovick, P. R. (2010). Farmacognosia: da planta ao medicamento. Florianópolis, SC: UFSC.

Tremblay, Y. D., Caron, V., Blondeau, A., Messier, S., & Jacques, M. (2014). Biofilm formation by coagulase-negative staphylococci: Impact on the efficacy of antimicrobials and disinfectants commonly used on dairy farms. Veterinary Microbiology, 172(3-4), 511-518. doi: 10.1016/j.vetmic.2014.06.007

Xu, H. X., & Lee, S. F. (2001). Activity of plant flavonoids against antibiotic - resistant bacteria. Phytotherapy Research, 15, 39-43. doi: 10.1002/1099-1573(200102)15:1<39::AID-PTR684>3.0.CO;2-R

Downloads

Publicado

2020-08-07

Como Citar

Sousa, M. M. de, Araújo, R. de M. P., Libório, R. C., Costa, E. C., Araujo, B. N. de, Lima, M. dos S., … Peixoto, R. de M. (2020). Potencial antimicrobiano de jurema preta e umburana, espécies nativas do bioma caatinga, frente a isolados de Staphylococcus provenientes de casos de mastite em pequenos ruminantes. Semina: Ciências Agrárias, 41(5supl1), 2231–2244. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2020v41n5supl1p2231

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)