Padrão de fermentação da silagem de gramínea tropical e digestibilidade comparada ao feno na dieta de equinos

Autores

  • Maria Lindomárcia Leonardo da Costa Universidade Federal da Paraíba
  • Adalgiza Souza Carneiro de Rezende Universidade Federal de Minas Gerais
  • Mayara Gonçalves Fonseca Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Jéssica Lage Universidade Federal de Minas Gerais
  • Patrícia Guimarães Pimentel Universidade Federal do Ceará
  • Ivone Yurika Mizubuti Universidade Estadual de Londrina
  • Guilherme Passos de Freitas Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais
  • Guilherme Rocha Moreira Universidade Federal Rural de Pernambuco
  • Ângela Maria Quintão Lana Universidade Federal de Minas Gerais
  • Eloísa de Oliveira Simões Saliba Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2018v39n5p2125

Palavras-chave:

Cavalo, Emurchecimento, Forragem ensilada, Gramínea, Ingestão.

Resumo

A produção de feno é a forma mais comum entre os métodos de conservação de forragem para alimentação de cavalos. Entretanto, a silagem pode ser alternativa ao uso do feno. A presente pesquisa avaliou o valor nutricional da silagem de Tifton-85 através do padrão de fermentação, composição bromatológica e digestibilidade aparente, em comparação com feno na dieta de éguas da raça Quarto de Milha. Foram confeccionadas silagens com 700,0 g matéria seca (MS) kg-1 e aditivada com inoculante biológico, as quais foram avaliadas 1, 3, 7, 14, 28 e 56 dias de produção. Aos 14 dias foi verificado redução na concentração proteica de 192,0 para 173,2 g kg-1 MS. O inverso foi encontrado para o nitrogênio amoniacal que aumentou de 0,61 para 1,14 do nitrogênio total. Não foram verificadas diferenças para as variáveis FDN, FDA, hemicelulose, pH, ácido acético, propiônico e butírico que apresentaram 734,3; 316,5; 416,9 g kg-1 MS, pH 5,47 e 0,06; 0,003; 0,03 g kg-1 MS, respectivamente. As concentrações de ácido láctico foram superiores a partir dos 28 dias de produção, atingindo 2,39 g kg-1 MS no último tempo avaliado. As concentrações de aflatoxinas, fumonisina e zearalenona foram semelhantes entre planta e silagem, que foram 0,95 µg kg-1; 0,60 mg kg-1 e 0,71 µg kg-1, respectivamente. No ensaio de digestibilidade, foi verificado aumento na digestibilidade da proteína na dieta com silagem (675,1 g kg-1) quando comparada ao feno (579,1 g kg-1) da mesma gramínea. A silagem apresenta potencial para utilização na alimentação de equinos sendo recomendada sua utilização a partir de 28 dias de ensilada.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria Lindomárcia Leonardo da Costa, Universidade Federal da Paraíba

Profª, Departamento de Zootecnia, Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Areia, PB, Brasil.

Adalgiza Souza Carneiro de Rezende, Universidade Federal de Minas Gerais

Profa, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Mayara Gonçalves Fonseca, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Discente, Curso de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Campus Jaboticabal, SP, Brasil.

Jéssica Lage, Universidade Federal de Minas Gerais

Discente, Curso de Doutorado, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, UFMG, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Patrícia Guimarães Pimentel, Universidade Federal do Ceará

Profª Drª, Departamento de Zootecnia, Universidade Federal do Ceará, UFCE, Ceará, CE, Brasil.

Ivone Yurika Mizubuti, Universidade Estadual de Londrina

Profª Drª, Departamento de Zootecnia, Universidade Estadual de Londrina, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Guilherme Passos de Freitas, Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais

Discente do Curso de Graduação em Medicina, Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais, FCMMG, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Guilherme Rocha Moreira, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Prof., Departamento de Estatística e Informática, Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Recife, PE, Brasil.

Ângela Maria Quintão Lana, Universidade Federal de Minas Gerais

Profa, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Eloísa de Oliveira Simões Saliba, Universidade Federal de Minas Gerais

Profa, Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG, Brasil.

Downloads

Publicado

2018-08-20

Como Citar

Costa, M. L. L. da, Rezende, A. S. C. de, Fonseca, M. G., Lage, J., Pimentel, P. G., Mizubuti, I. Y., Freitas, G. P. de, Moreira, G. R., Lana, Ângela M. Q., & Saliba, E. de O. S. (2018). Padrão de fermentação da silagem de gramínea tropical e digestibilidade comparada ao feno na dieta de equinos. Semina: Ciências Agrárias, 39(5), 2125–2132. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2018v39n5p2125

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 > >>