Desempenho produtivo e inocuidade da carne de bovinos terminados em confinamento com salinomicina na dieta

Autores

  • Mikael Neumann Universidade Estadual do Centro-Oeste
  • Robson Kyoshi Ueno Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Egon Henrique Horst Universidade Estadual do Centro-Oeste
  • Luciana Helena Kowalski Impextraco Latin America Ltda.
  • Augusto Kendi Eto Impextraco Latin America Ltda.
  • Júlio Otávio Jardim Barcellos Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Ivone Yurika Mizubuti Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2016v37n6p4221

Palavras-chave:

Aditivo promotor de crescimento, Conversão alimentar, Ionóforo, Período de carência.

Resumo

Objetivou-se avaliar o desempenho produtivo, as características da carcaça, os parâmetros séricos, a depleção residual na carne e a economicidade da terminação de novilhos em confinamento com salinomicina na dieta. Foram confinados 32 animais com dieta constituída de silagem de milho e concentrado (50:50), adicionada ou não de salinomicina (120 mg por animal d-1). O delineamento foi inteiramente casualizado com 8 repetições. O uso de salinomicina melhorou o ganho de peso (1,582 vs 1,304 kg) e a conversão alimentar (6,16 vs 7,25 kg kg-1). Não houve alterações significativas no consumo de alimento (9,52 vs 9,25 kg animal d-1), nos parâmetros séricos, tão pouco na digestibilidade aparente da dieta. O período de carência de 16 h antes do abate manifestou concentrações de salinomicina inferiores a 0,25 µg kg-1 nos órgãos e tecidos comestíveis, valores abaixo dos permitidos na legislação. Animais terminados com salinomicina apresentaram maior peso de carcaça quente (287,76 vs 275,81 kg) e melhor resultado econômico, com incremento de R$ 84,20 por animal na margem de lucro. O uso de salinomicina para novilhos em confinamento promoveu melhorias no desempenho produtivo e econômico, sem prejudicar a saúde dos animais e dos consumidores, pois não foram detectados resíduos significantes nos tecidos comestíveis.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Mikael Neumann, Universidade Estadual do Centro-Oeste

Prof. Dr., Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, Saúde e Produção Animal Sustentável da Universidade Estadual do Centro-Oeste, UNICENTRO, Guarapuava, PR, Brasil.

Robson Kyoshi Ueno, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Discente do Curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil.

Egon Henrique Horst, Universidade Estadual do Centro-Oeste

Discente do Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Agronomia, UNICENTRO, Guarapuava, PR, Brasil.

Luciana Helena Kowalski, Impextraco Latin America Ltda.

Auxiliar de Pesquisa e Desenvolvimento, Impextraco Latin America Ltda. Curitiba, PR, Brasil.

Augusto Kendi Eto, Impextraco Latin America Ltda.

Auxiliar de Pesquisa e Desenvolvimento, Impextraco Latin America Ltda. Curitiba, PR, Brasil.

Júlio Otávio Jardim Barcellos, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Prof. Dr., Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil.

Ivone Yurika Mizubuti, Universidade Estadual de Londrina

Profª Drª, Departamento de Zootecnia, Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Universidade Estadual de Londrina, UEL, Londrina, PR, Brasil.

Downloads

Publicado

2016-12-14

Como Citar

Neumann, M., Ueno, R. K., Horst, E. H., Kowalski, L. H., Eto, A. K., Barcellos, J. O. J., & Mizubuti, I. Y. (2016). Desempenho produtivo e inocuidade da carne de bovinos terminados em confinamento com salinomicina na dieta. Semina: Ciências Agrárias, 37(6), 4221–4234. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2016v37n6p4221

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 > >> 

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.