Efeito da adição de ácidos orgânicos ou monensina sódica na produção de ácidos graxos de cadeia curta e metano através da fermentação ruminal “in vitro”

Autores

  • Alisson Minozzo da Silveira Universidade Federal de Santa Maria
  • Julio Viegas Universidade Federal de Santa Maria
  • Cimélio Bayer Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • Gilberto Vilmar Kozloski Universidade Federal de Santa Maria
  • Weiler Giacomazza Cerutti Universidade Federal de Santa Maria
  • Guidiane Moro Universidade Federal de Santa Maria
  • Stela Naetzold Pereira Universidade Federal de Santa Maria
  • Tiago João Tonin Universidade Federal de Santa Maria
  • Rotchyelly Prestes Carpes Universidade Federal de Santa Maria
  • Lisiani Rorato Dotto Universidade Federal de Santa Maria
  • Diego Prado de Vargas Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2016v37n1p439

Palavras-chave:

Aditivos alimentares, Ionóforos, Nitrogênio amoniacal, pH.

Resumo

Aditivos alimentares podem aumentar a eficiência dos alimentos e a produção animal, bem como reduzir a produção de metano (CH4) entérico. Com objetivo de avaliar a influência de aditivos orgânicos em duas concentrações (250 e 500ppm) na produção de CH4 (mL), ácidos graxos de cadeia curta (AGCC), nitrogênio amoniacal (N-NH3) e no pH, foi conduzido um experimento “in vitro” gás, tendo dois controles, um negativo sem a presença de aditivo e outro positivo, com à adição de monensina sódica (30ppm). O experimento foi organizado em um delineamento inteiramente casualizado, com três repetições. O tratamento com monensina sódica aumentou (p<0.05) a produção de propionato e diminuiu (p<0.05) a produção de CH4, acetato, butirato, valerato, isobutirato, isovalerato, a relação de acetato/propionato e a produção total AGCC em relação ao tratamento sem aditivo, não alterando a concentração de N-NH3. Dos tratamentos com ácidos orgânicos CTX 250 e 500, somente o CTX 500 mostrou tendência (p<0.10) a diminuição nas concentrações de N-NH3, sem alterações significativas (p>0.05) nos demais parâmetros avaliados em relação ao tratamento sem aditivos. Neste sentido a monensina sódica apresenta características de modulação do ambiente ruminal.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Alisson Minozzo da Silveira, Universidade Federal de Santa Maria

Discente do Curso de Pós-Graduação em Zootecnia, Deptº de Zootecnia, Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Julio Viegas, Universidade Federal de Santa Maria

Prof. Dr., Deptº de Zootecnia, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Cimélio Bayer, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Prof. Dr., Deptº de Solos, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil.

Gilberto Vilmar Kozloski, Universidade Federal de Santa Maria

Prof. Dr., Deptº de Zootecnia, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Weiler Giacomazza Cerutti, Universidade Federal de Santa Maria

Discente do Curso de Pós-Graduação em Zootecnia, Deptº de Zootecnia, Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Guidiane Moro, Universidade Federal de Santa Maria

Discente do Curso de Pós-Graduação em Zootecnia, Deptº de Zootecnia, Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Stela Naetzold Pereira, Universidade Federal de Santa Maria

Discente do Curso de Graduação em Zootecnia, Deptº de Zootecnia, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Tiago João Tonin, Universidade Federal de Santa Maria

Discente do Curso de Pós-Graduação em Zootecnia, Deptº de Zootecnia, Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Rotchyelly Prestes Carpes, Universidade Federal de Santa Maria

Discente do Curso de Graduação em Zootecnia, Deptº de Zootecnia, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Lisiani Rorato Dotto, Universidade Federal de Santa Maria

Discente do Curso de Graduação em Zootecnia, Deptº de Zootecnia, UFSM, Santa Maria, RS, Brasil.

Diego Prado de Vargas, Universidade Federal de Santa Maria

Discente do Curso de Doutorado, Deptº de Tecnologia e Ciência dos Alimentos, UFSM, Santa Maria, RS. Brasil.

Downloads

Publicado

2016-02-29

Como Citar

Silveira, A. M. da, Viegas, J., Bayer, C., Kozloski, G. V., Cerutti, W. G., Moro, G., Pereira, S. N., Tonin, T. J., Carpes, R. P., Dotto, L. R., & Vargas, D. P. de. (2016). Efeito da adição de ácidos orgânicos ou monensina sódica na produção de ácidos graxos de cadeia curta e metano através da fermentação ruminal “in vitro”. Semina: Ciências Agrárias, 37(1), 439–448. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2016v37n1p439

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)