Características morfogênicas, estruturais e produtivas de acessos de capim-buffel

Autores

  • José Armando de Sousa Moreira Universidade Federal de Sergipe
  • Jailson Lara Fagundes Universidade Federal de Sergipe
  • Claudio Mistura Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia
  • Nailson Lima Santos Lemos Faculdade Nordeste da Bahia
  • José Nilton Moreira Embrapa Semiárido
  • Alfredo Acosta Backes Universidade Federal de Sergipe
  • Juciléia Aparecida da Silva Morais Universidade Federal de Sergipe
  • Veronaldo Souza de Oliveira Universidade Federal de Sergipe
  • Andréia Luciane Moreira Polo Alta Sorocabana-APTA

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n1p391

Palavras-chave:

Cenchrus ciliares, Fibra em detergente neutro, Relação folha/colmo, Massa seca de lâmina foliar, Taxa de alongamento de colmo.

Resumo

Embora o capim-buffel seja tão importante para os sistemas produtivos no semiárido brasileiro, estudos com essa forrageira são ainda escassos e pouco difundidos, dessa forma conduziu-se este experimento com o objetivo de avaliar as características morfogênicas, estruturais e produtivas de seis acessos de capim-buffel (Cenchrus ciliaris L.) pertencentes ao banco ativo de germoplasma (BAG) da Embrapa semiárido. O experimento foi realizado no Departamento de Tecnologia e Ciências Sociais (DTCS) da Universidade do Estado da Bahia (UNEB), no período de novembro de 2008 a janeiro de 2009. O delineamento experimental utilizado foi inteiramente casualizado com seis acessos de capim-buffel (Tanzânia, Pusa Giant, Áridus, Buchuma, Irã e Biloela) e cinco repetições, totalizando 30 unidades experimentais. Com relação aos resultados, os acessos diferiram estatisticamente na maior parte das variáveis analisadas, principalmente nas variáveis morfogênicas e estruturais. Observou-se que o capim-buffel apresenta uma taxa de aparecimento média de uma folha a cada quatro dias em cada perfilho, com um tempo de vida da folha de 17 dias, mantendo dez folhas vivas por perfilho. Apesar de serem constatadas diferenças morfogênicas e estruturais entre os acessos de capim-buffel as mesmas não influenciaram nos parâmetros produtivos.

 

Biografia do Autor

José Armando de Sousa Moreira, Universidade Federal de Sergipe

Discente do Curso de Mestrado do Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Universidade Federal de Sergipe, UFS, São Cristóvão, SE.

Jailson Lara Fagundes, Universidade Federal de Sergipe

Prof., Deptº de Zootecnia, UFS, São Cristóvão, SE.

Claudio Mistura, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Prof., Deptº de Tecnologia e Ciências Sociais, Universidade do Estado da Bahia, UESB, Juazeiro, BA.

Nailson Lima Santos Lemos, Faculdade Nordeste da Bahia

Prof., Deptº de Agronomia da Faculdade Nordeste da Bahia, FANEB, Coronel João Sá, BA.

José Nilton Moreira, Embrapa Semiárido

Pesquisador da Embrapa Semiárido, Petrolina, PE.

Alfredo Acosta Backes, Universidade Federal de Sergipe

Prof., Deptº de Zootecnia, UFS, São Cristóvão, SE.

Juciléia Aparecida da Silva Morais, Universidade Federal de Sergipe

Prof., Deptº de Zootecnia, UFS, São Cristóvão, SE.

Veronaldo Souza de Oliveira, Universidade Federal de Sergipe

Prof., Deptº de Zootecnia, UFS, São Cristóvão, SE.

Andréia Luciane Moreira, Polo Alta Sorocabana-APTA

Pesquisadora do Polo Alta Sorocabana, APTA/SAA, Presidente Prudente, SP.

Downloads

Publicado

2015-02-28

Como Citar

Moreira, J. A. de S., Fagundes, J. L., Mistura, C., Lemos, N. L. S., Moreira, J. N., Backes, A. A., … Moreira, A. L. (2015). Características morfogênicas, estruturais e produtivas de acessos de capim-buffel. Semina: Ciências Agrárias, 36(1), 391–400. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n1p391

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>