Identidades e memória de imigrantes japoneses e descendentes em Londrina: 1930-1970

Autores

  • Priscila Martins Fernandes Universidade Estadual de Londrina - UEL

Palavras-chave:

Imigração japonesa, Identidades, Memória

Resumo

Esta dissertação pretende analisar como foi construída as identidades nikkeis em Londrina entre o início da década de 1930 até o ano de 1970 a partir da memória de indivíduos pertencentes a esse grupo étnico, recorrendo ao uso e à análise das fontes orais. Assim, objetiva-se verificar como foram constituídas as estratégias de sobrevivência e de ascensão social dos familiares dos entrevistados, as possíveis transformações, conflitos e negociações de uma memória identitária diante de uma sociedade em sua maioria não descendente, e como essa memória estaria ou não ligada às questões socioeconômicas. Analisa-se, ainda, a importância da educação como suporte para formação das identidades nikkeis, além de verificar aspectos presentes na memória desse grupo étnico, tidos como parte constituinte de suas identidades, como honestidade, responsabilidade entre outros, e que servem de elementos que podem diferenciá-los diante da sociedade brasileira. Pretende-se também avaliar o processo de negociação das identidades e os conflitos vividos, analisando por meio da memória desse grupo étnico, em quais momentos se afirma e em quais se nega suas identidades nikkeis.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Priscila Martins Fernandes, Universidade Estadual de Londrina - UEL

Master's student in History at the State University of Londrina.

Referências

FERNANDES, Priscila Martins. Identidades e memória de imigrantes japoneses e descendentes em Londrina: 1930-1970. 2010. Dissertação (Mestrado em História Social) – Universidade Estadual de Londrina. Londrina, 2010.

Downloads

Publicado

06-02-2011

Como Citar

FERNANDES, P. M. Identidades e memória de imigrantes japoneses e descendentes em Londrina: 1930-1970. Antíteses, [S. l.], v. 3, n. 6, p. 1189–1190, 2011. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/antiteses/article/view/7940. Acesso em: 23 abr. 2024.