Valor nutricional de híbridos de sorgo para corte e pastejo (Sorghum bicolor x Sorghum sudanense) em diferentes fases fenológicas

Autores

  • Pedro Dias Sales Ferreira Universidade Federal de Minas Gerais
  • Lúcio Carlos Gonçalves Universidade Federal de Minas Gerais
  • José Avelino Santos Rodrigues Embrapa Milho e Sorgo
  • Diogo Gonzaga Jayme Universidade Federal de Minas Gerais
  • Eloísa de Oliveira Simões Saliba Universidade Federal de Minas Gerais
  • Otaviano de Souza Pires Neto Universidade Federal de Minas Gerais
  • Diego Soares Gonçalves Cruz Universidade Federal de Minas Gerais
  • Felipe Antunes Magalhães Universidade Federal de Minas Gerais
  • Gabriel de Oliveira Ribeiro Júnior Agriculture and Agri-Food Canada
  • Frederico Osório Velasco Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n1p377

Palavras-chave:

Capim-sudão, Digestibilidade in vitro da MS e da FDN, Mutação bmr, Nervura marrom.

Resumo

Objetivou-se avaliar o valor nutricional de quatro híbridos de sorgo em quatro idades de corte. Os híbridos BR800, BRS810 (bmr), BRS802 e 156x2784 foram colhidos e avaliados nas idades de 52, 61, 67 e 74 dias após o plantio. O BRS810 (bmr) e o BRS802 são pares isogênicos que se diferenciam apenas pela presença da mutação bmr-6 no primeiro. Determinou-se os teores de matéria seca (MS), proteína bruta (PB), fibra em detergente neutro (FDN), fibra em detergente ácido (FDA) e lignina (LIG) e as digestibilidades in vitro da MS (DIVMS) e da FDN (DIVFDN). A interação entre híbrido e idade de corte foi significativa para os parâmetros FDN, FDA, DIVMS e DIVFDN. Observou-se aumento linear do teor de MS com o aumento da idade de corte. O teor de PB apresentou efeito quadrático com ponto de máximo em 55,8 dias. Independente da idade de corte, o híbrido BR800 apresentou o maior teor de PB (12,5%) e os híbridos BRS802 e 156x2784 os menores teores (9,7 e 10,3%, respectivamente). Os híbridos BR800, BRS810 (bmr) e BRS802 apresentaram efeito quadrático para o teor de FDN com pontos de máximo aos 62,0; 61,7 e 60,4 dias, respectivamente. Nas idades de 52 e 67 dias o híbrido BRS810 (bmr) apresentou teor de FDN inferior aos demais híbridos (64,2 e 66,4%, respectivamente). Em relação aos teores de FDA os híbridos que compõem o par isogênico apresentaram efeito linear decrescente e, nas idades de 52, 61 e 67 dias, o híbrido mutante apresentou menor teor de FDA em relação ao seu par isogênico. Não houve efeito linear ou quadrático sobre o teor de LIG. Independente da idade de corte, os híbridos BRS802 e 156x2784 apresentaram maior teor de LIG (4,42 e 4,16%, respectivamente), o BR800 valor intermediário (3,69%) e o BRS810 (bmr) o menor valor (2,49%). O híbrido BRS810 (bmr) apresentou DIVMS e DIVFDN superior ao seu par isogênico em todas as idades avaliadas. A mutação bmr-6 provocou melhora do valor nutritivo em função da redução dos teores de FDN, FDA e LIG e aumento do teor de PB e da DIVMS e DIVFDN. O híbrido BR800 destacou-se em relação aos demais híbridos normais por apresentar menores teores de FDA e LIG e maior DIVFDN.

Biografia do Autor

Pedro Dias Sales Ferreira, Universidade Federal de Minas Gerais

Discente do curso de Doutorado em Zootecnia da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG.

Lúcio Carlos Gonçalves, Universidade Federal de Minas Gerais

Prof., Deptº de Zootecnia da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG.

José Avelino Santos Rodrigues, Embrapa Milho e Sorgo

Pesquisador da Embrapa Milho e Sorgo, Sete Lagoas, MG.

Diogo Gonzaga Jayme, Universidade Federal de Minas Gerais

Prof., Deptº de Zootecnia da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG.

Eloísa de Oliveira Simões Saliba, Universidade Federal de Minas Gerais

Profa, Deptº de Zootecnia da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG.

Otaviano de Souza Pires Neto, Universidade Federal de Minas Gerais

Discente do curso de Doutorado em Zootecnia da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG.

Diego Soares Gonçalves Cruz, Universidade Federal de Minas Gerais

Discente do curso de Doutorado em Zootecnia da Escola de Veterinária da Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Belo Horizonte, MG.

Felipe Antunes Magalhães, Universidade Federal de Minas Gerais

Prof., Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Uberlândia, UFU, Uberlândia, MG.

Gabriel de Oliveira Ribeiro Júnior, Agriculture and Agri-Food Canada

Pesquisador Visitante, bolsista do Ciência Sem Fronteiras no Lethbridge Research Centre, Agriculture and Agri-Food Canada, Lethbridge, AB, Canadá.

Frederico Osório Velasco, Universidade Federal de Minas Gerais

Dr. em Zootecnia, UFMG, Belo Horizonte, MG.

Downloads

Publicado

2015-02-28

Como Citar

Ferreira, P. D. S., Gonçalves, L. C., Rodrigues, J. A. S., Jayme, D. G., Saliba, E. de O. S., Pires Neto, O. de S., … Velasco, F. O. (2015). Valor nutricional de híbridos de sorgo para corte e pastejo (Sorghum bicolor x Sorghum sudanense) em diferentes fases fenológicas. Semina: Ciências Agrárias, 36(1), 377–390. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n1p377

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)