Análise dialélica da produtividade e do progresso da severidade de doenças foliares em híbridos de milho em duas densidades populacionais

Autores

  • Marcos Ventura Faria Universidade Estadual do Centro Oeste
  • Marcelo Cruz Mendes Universidade Estadual do Centro Oeste
  • Evandrei Santos Rossi Universidade Estadual do Centro Oeste
  • Omar Possatto Junior Universidade Estadual do Centro Oeste
  • Diego Ary Rizzardi Universidade Estadual do Centro Oeste
  • Eliza Gralak Universidade Federal do Paraná
  • Carlos Augusto Silva Universidade Estadual do Centro Oeste
  • Cacilda Márcia Duarte Rios Faria niversidade Estadual do Centro Oeste

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n1p123

Palavras-chave:

Capacidade de combinação, Cercospora zeae-maydis, Puccinia sorghi, Zea mays.

Resumo

Sete híbridos comerciais de milho (AS1575, 2B688, Penta, GNZ2004, AG8021, Sprint e P30F53) foram utilizados como genitores de um dialelo completo, sem os recíprocos, gerando 21 cruzamentos. Os 28 tratamentos foram avaliados em duas densidades populacionais (62.500 e 90.000 plantas ha-1), com o objetivo de selecionar os genitores mais promissores para a geração de populações-base para a obtenção de linhagens. Dois experimentos contíguos foram conduzidos em Guarapuava-PR, no delineamento em blocos ao acaso com três repetições. Foi estimada a capacidade geral (CGC) e específica (CEC) de combinação para produtividade de grãos e severidade de doenças avaliadas pela área abaixo da curva de progresso da ferrugem comum (Puccinia sorghi) (AACPF) e da cercosporiose (Cercospora zeae-maydis) (AACPC). Os efeitos da CGC e CEC foram significativos para a produtividade de grãos e severidade das doenças em ambas as densidades de semeadura, revelando a importância tanto dos efeitos aditivos quanto não aditivos. Houve interação CGC x densidades de semeadura significativa somente para produtividade de grãos. Os cruzamentos P30F53 x AG8021 e P30F53 x Penta apresentaram CEC negativa para AACPF e AACPC na média dos experimentos. Os híbridos GNZ 2004 e P30F53 destacaram-se apresentando CGC positiva para produtividade de grãos e negativa para a AACPF e AACPC em ambos os experimentos, portanto são recomendados para a geração de populações-base para a obtenção de linhagens adaptadas tanto a densidades populacionais convencionais, quanto a plantios mais adensados, atendendo às atuais tendências de manejo da cultura do milho.

Biografia do Autor

Marcos Ventura Faria, Universidade Estadual do Centro Oeste

Engo Agro, Prof. Dr., Universidade Estadual do Centro Oeste, UNICENTRO, Campus CEDETEG, Guarapuava, PR.

Marcelo Cruz Mendes, Universidade Estadual do Centro Oeste

Engo Agro, Prof. Dr., Universidade Estadual do Centro Oeste, UNICENTRO, Campus CEDETEG, Guarapuava, PR.

Evandrei Santos Rossi, Universidade Estadual do Centro Oeste

Engº Agrº, Discente do Curso de Doutorado em Genética e Melhoramento, Universidade Estadual de Maringá, UEM, Maringá, PR.

Omar Possatto Junior, Universidade Estadual do Centro Oeste

Engº Agrº, Discente do Curso de Doutorado em Genética e Melhoramento, Universidade Estadual de Maringá, UEM, Maringá, PR.

.

Diego Ary Rizzardi, Universidade Estadual do Centro Oeste

Engo Agrº, Discente do Curso de Mestrado em Genética e Melhoramento, UEM, Maringá, PR.

Eliza Gralak, Universidade Federal do Paraná

Engº Agrº, Discente do Curso de Doutorado em Agronomia, Universidade Federal do Paraná, UFPR, Curitiba, PR.

Carlos Augusto Silva, Universidade Estadual do Centro Oeste

Discente do Curso de Graduação em Agronomia, UNICENTRO, Guarapuava, PR.

Cacilda Márcia Duarte Rios Faria, niversidade Estadual do Centro Oeste

Enga Agra Profa Dra, Universidade Estadual do Centro Oeste, UNICENTRO, Campus CEDETEG, Guarapuava, PR.

Downloads

Publicado

2015-02-26

Como Citar

Faria, M. V., Mendes, M. C., Rossi, E. S., Possatto Junior, O., Rizzardi, D. A., Gralak, E., … Faria, C. M. D. R. (2015). Análise dialélica da produtividade e do progresso da severidade de doenças foliares em híbridos de milho em duas densidades populacionais. Semina: Ciências Agrárias, 36(1), 123–134. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n1p123

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>