Degradabilidade ruminal da matéria seca de folhas e colmo de genótipos de Cynodon spp. em quatro idades de rebrota

Autores

  • Euclides Reuter de Oliveira Universidade Federal da Grande Dourados
  • Flávio Pinto Monção Universidade Estadual de Montes Claros
  • Caroline Libonato Gordin Universidade Federal da Grande Dourados
  • Andréa Maria de Araújo Gabriel Universidade Federal da Grande Dourados
  • Beatriz Lempp Universidade Federal da Grande Dourados
  • Mariana Viegas dos Santos Universidade Federal da Grande Dourados
  • Sidnei Tavares dos Reis Universidade Estadual de Montes Claros
  • Lais Valenzuela Moura Universidade Federal da Grande Dourados

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2014v35n5p2659

Palavras-chave:

Composição bromatológica, Degradação, Forragem, Ruminantes.

Resumo

Objetivou-se avaliar a cinética ruminal de cinco genótipos do gênero Cynodon (Tifton 85, Jiggs, Russel, Tifton 68 e Vaqueiro), colhidos com idades de 28, 48, 63 e 79 dias com potencial para fenação. Para a degradabilidade in situ utilizaram três novilhos com cânulas ruminais, com tempos de incubação de 96, 72, 48, 12, 6 e 0 hora. Utilizou-se o delineamento em blocos casualizados em esquema de parcelas subdivididas (gramíneas como parcelas e idade ao corte como subparcelas) com três repetições. Houve redução (P<0,05) para os teores de fração prontamente solúvel (fração a), potencialmente degradável (fração b) e degradabilidade potencial da matéria seca da lâmina foliar e do colmo à medida que houve avanço no estádio de maturidade. Para degradabilidade potencial da matéria seca das folhas, constataram reduções diárias de 0,29; 0,47; 0,38; 0,39 e 0,26% para Tifton 85, Jiggs, Russel, Tifton 68 e Vaqueiro, respectivamente. Recomenda-se o manejo de corte na idade de rebrota de 28 dias para fenação.

Biografia do Autor

Euclides Reuter de Oliveira, Universidade Federal da Grande Dourados

Prof. Dr., Faculdade de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Dourados, MS.

Flávio Pinto Monção, Universidade Estadual de Montes Claros

Discente do Curso de Doutorado em Zootecnia, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinária, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, UNESP, Jaboticabal, SP.

Caroline Libonato Gordin, Universidade Federal da Grande Dourados

Discente do Curso de Mestrado em Zootecnia, UFGD, Dourados, MS.

Andréa Maria de Araújo Gabriel, Universidade Federal da Grande Dourados

Profª Drª, Faculdade de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Dourados, MS.

Beatriz Lempp, Universidade Federal da Grande Dourados

Profª Drª, Faculdade de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Dourados, MS.

Mariana Viegas dos Santos, Universidade Federal da Grande Dourados

Discente do Curso de Graduação em Zootecnia, UFGD, Dourados, MS.

Sidnei Tavares dos Reis, Universidade Estadual de Montes Claros

Prof. Dr., Deptº de Ciências Agrárias, Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Campus Janaúba, Janaúba, MG.

Lais Valenzuela Moura, Universidade Federal da Grande Dourados

Discente do Curso de Mestrado em Zootecnia, UFGD, Dourados, MS.

Downloads

Publicado

2014-11-05

Como Citar

Oliveira, E. R. de, Monção, F. P., Gordin, C. L., Gabriel, A. M. de A., Lempp, B., Santos, M. V. dos, … Moura, L. V. (2014). Degradabilidade ruminal da matéria seca de folhas e colmo de genótipos de Cynodon spp. em quatro idades de rebrota. Semina: Ciências Agrárias, 35(5), 2659–2672. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2014v35n5p2659

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>