Valor nutricional de silagem de capim-mombaça com aditivos agroindustriais

Autores

  • Euclides Reuter de Oliveira Universidade Federal da Grande Dourados
  • Flávio Pinto Monção Uiversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho
  • Lais Valenzuela Moura Universidade Federal da Grande Dourados
  • Andréa Maria de Araújo Gabriel Universidade Federal da Grande Dourados
  • Rafael Henrique de Tonissi e Buschinelli de Góes Universidade Federal da Grande Dourados
  • Beatriz Lempp Universidade Federal da Grande Dourados
  • Felipe de Almeida Nascimento Universidade Federal da Grande Dourados

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2014v35n3p1543

Palavras-chave:

Conservação de forragens, Nutrição animal, Panicum maximum, Valor nutricional.

Resumo

Objetivou-se avaliar a composição química da silagem de capim-mombaça associada com diferentes aditivos em quatro tempos de abertura do silo. O experimento foi conduzido na UFGD. Após a colheita da forragem, a biomassa in natura triturada, foi levada ao laboratório, homogeneizada e enriquecida, na base da massa natural, com os seguintes aditivos: 5% de farelo de trigo, 5% de resíduos (grão quebrado e casquinha de soja) de soja, 5% de ureia da matéria natural e a testemunha (sem aditivo). Os silos foram abertos após (matéria in natura), 15, 30 e 45 dias, para a análise da composição química. Os dados obtidos foram analisados por meio do programa estatístico SISVAR e as médias foram comparadas a 5% de probabilidade, pelo teste de Skott-Knot. A silagem de capim-mombaça sem aditivo apresentou maior (P<0,05) teor de matéria seca em relação aos demais tratamentos no tempo 0 e 30 dias de ensilado e não diferiu (P>0,05) da silagem de capim-mombaça associada com 5% de ureia nos dias 15 e 45 de ensilagem. A silagem de capim-mombaça com 5% de ureia apresentou maior teor de proteína bruta no tempo 0 de abertura e diferiu dos demais tratamentos. A silagem de mombaça associada com 5% de ureia proporcionou maior digestibilidade in vitro da matéria seca aos 15 dias de ensiladas.

Biografia do Autor

Euclides Reuter de Oliveira, Universidade Federal da Grande Dourados

Prof. Dr. da Faculdade de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Dourados, MS.

Flávio Pinto Monção, Uiversidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Discente de Doutorado em Zootecnia, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinária, Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”, UNESP, Jaboticabal, SP.

Lais Valenzuela Moura, Universidade Federal da Grande Dourados

Discente de Mestrado em Zootecnia, UFGD, Dourados, MS.

Andréa Maria de Araújo Gabriel, Universidade Federal da Grande Dourados

Profª Drª da Faculdade de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Dourados, MS.

Rafael Henrique de Tonissi e Buschinelli de Góes, Universidade Federal da Grande Dourados

Profª Drª da Faculdade de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Dourados, MS.

Beatriz Lempp, Universidade Federal da Grande Dourados

Profª Drª da Faculdade de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Grande Dourados, UFGD, Dourados, MS.

Felipe de Almeida Nascimento, Universidade Federal da Grande Dourados

Discente do curso de Zootecnia, UFGD, Dourados, MS.

Downloads

Publicado

2014-06-25

Como Citar

Oliveira, E. R. de, Monção, F. P., Moura, L. V., Gabriel, A. M. de A., Góes, R. H. de T. e B. de, Lempp, B., & Nascimento, F. de A. (2014). Valor nutricional de silagem de capim-mombaça com aditivos agroindustriais. Semina: Ciências Agrárias, 35(3), 1543–1556. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2014v35n3p1543

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 > >>