O governo de Juscelino Kubitschek e o mito da democracia representativa: a vigilância do Serviço Secreto do DOPS-SP nas agremiações democráticas 1956-1960

Autores

  • Nilo Dias de Oliveira Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUCSP

DOI:

https://doi.org/10.5433/1984-3356.2011v4n7p267

Palavras-chave:

Serviço Secreto, DOPS-SP, Classe operária, Partido Comunista do Brasil

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar a prática de vigilância e repressão do Serviço Secreto da DOPS-SP através da análise dos seus relatórios durante o período de 1956 - 1960, dando ênfase à ação deste órgão sob alguns movimentos reivindicatórios que vislumbravam nesses novos tempos de grandes transformações na sociedade brasileira, propostas de mudanças efetivas na relação entre o capital e o trabalho. A infiltração de seus agentes nestas agremiações demonstra a vinculação deste sistema repressivo com os segmentos políticos subordinados aos setores das burguesias dependentes, cujo monopólio de dominação se via ameaçado pela ampliação dos direitos civis.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Nilo Dias de Oliveira, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUCSP

Doutorando em História Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

Referências

BENEVIDES, Maria Victoria de Mesquita. Dicionário Histórico-Biográfico Brasileiro: CPDOC Fundação Getúlio Vargas. Rio de Janeiro, 2000. Disponível em: http://www.cpdoc.fgv.br/dhbb/verbetes_htm/7796_1.asp. Acesso em: 30 maio 2009.

BENEVIDES, Maria Victoria de Mesquita. O governo Kubitschek: desenvolvimento econômico e estabilidade política. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1979.

CARVALHO, José Murilo de. Forças Armadas e política no Brasil. Rio de Janeiro: ZAHAR, 2005.

CHASIN, J. A miséria brasileira: 1964-1994: do golpe militar à crise social. Santo André: Ad Hominem, 2000.

DREIFUSS, René Armand. 1964: A conquista do Estado: ação política, poder e golpe de classe. Petrópolis: Vozes, 2006.

FERREIRA, Marieta de Moraes. João Goulart. Verbete biográfico do CPCOC. Disponível em: http://www.cpdoc.fgv.br/dhbb/verbetes_htm/2412_5.asp. Acesso em: 30 maio 2009.

GRYNSZPAN, Mario. O Brasil de JK. Movimentos sociais no campo. Disponível em http://www.cpdoc.fgv.br/nav_jk/htm/O_Brasil_de_JK/docs/Movimentos_sociais_no_campo.gif. Acesso em: 30 maio 2009.

MATTOS, Marcelo Badaró. Greves, sindicatos e repressão policial no Rio de Janeiro (1954-1964). Revista Brasileira de História, São Paulo, v.24, n. 47, 2004.

MOTTA, Marly. JK e as eleições presidenciais de 1960. Disponível em: http://www.cpdoc.fgv.br/nav_jk/htm/o_brasil_de_jk/JK_e_as_eleicoes_presidenciais_de_1960.asp. Acesso em: 30 maio 2009.

OLIVEIRA, Francisco de. Crítica à razão dualista: O ornitorrinco. São Paulo: Boitempo, 2003.

SARMENTO, Carlos Eduardo. O custo do desenvolvimentismo. Disponível em: http://www.cpdoc.fgv.br/nav_jk/htm/o_Brasil_de_JK/o_custo_do_desenvolvimentismo.asp. Acesso em: 30 maio 2009.

WILLIAM, Wagner. O Soldado Absoluto: uma biografia do marechal Henrique Lott. Rio de Janeiro: Record, 2005.

Downloads

Publicado

11-10-2011

Como Citar

OLIVEIRA, N. D. de. O governo de Juscelino Kubitschek e o mito da democracia representativa: a vigilância do Serviço Secreto do DOPS-SP nas agremiações democráticas 1956-1960. Antíteses, [S. l.], v. 4, n. 7, p. 267–289, 2011. DOI: 10.5433/1984-3356.2011v4n7p267. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/antiteses/article/view/4750. Acesso em: 22 maio. 2024.