Questão Indígena e Ditadura Cívico-Militar (1964-1985) no Brasil.

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-4842.2022v25n2p381

Palavras-chave:

Ditadura cívico-militar, questão indígena, Serviço Social, expropriação, violência

Resumo

A ditadura cívico-militar brasileira (1964-1985), sob a prerrogativa de avanço econômico e contenção das tendencias socialistas, desempenhou ações de despolitização, medo, tortura e repressão contra diversas categorias da população nacional, incluindo os povos indígenas. Expurgados de suas terras, mortos, torturados ou até mesmo incorporados forçadamente a guarda nacional, os indígenas foram vitimas das atrocidades causadas pelo governo militar. Porém, assim como em toda a sua história, os povos indígenas não são agentes passivos nesse processo, mas sim protagonistas e é durante o período ditatorial que o movimento indígena cresce e se desenvolve como força política, dispensando a tutela até então submetida a eles. O Serviço Social, como profissão, considerando sua versão mais progressista orientada pela direção social estratégia dos anos 1990 (conhecida como Projeto ético-Político Profissional), alinha-se com a defesa dos direitos humanos e as demandas da ampla e diversa classe trabalhadora. Deve, por isso, incluir em seus debates a discussão sobre a questão indígena, ainda pouco abordada pela área.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Julia de Souza Corne, Unesp - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquisa Filho

Mestranda do programa de Pós Graduação em Serviço Social da Universidade Estadual Paulista- UNESP

José Fernando Siqueira da Silva, Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - UNESP

Assistente social e professor associado do Departamento em Serviço Social da Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquisa Filho - Unesp-Franca. Docente do Programa de Pós-graduação em Serviço Social da Unesp-Franca e do Programa de Pós-graduação em Serviço Social e Política Social da Unifesp-Santos. Professor livre-docente.

Referências

ALMEIDA, M. C. Os índios na história do Brasil. 1ª edição. Rio de Janeiro: FGV, 2010.

ARQUIODIOCESE DE SÃO PAULO. Brasil Nunca Mais. 7ª. Edição. Petrópolis- RJ: Editora Vozes, 1985.

BARBOSA, J. M. A.; FAGUNDES, M. G. Brasil. Uma revoada de pássaros: o protagonismo indígena no processo Constituinte. Revista Brasileira de História & Ciências Sociais – RBHCS. v. 10, nº 20, p. 175-196, 2018. Doi: https://doi.org/10.14295 /rbhcs.v10i20.475. Acesso em: maio de 2022. DOI: https://doi.org/10.14295/rbhcs.v10i20.475

BRASIL. Lei n° 12.528, de 18 de novembro de 2011. Cria a Comissão Nacional da Verdade-CNV no âmbito da Casa Civil da Presidência da República. Presidência da República, Poder Executivo, Brasília. Disponível em: https://www.planalto.gov.br/ ccivil03/ato2011-2014/2011/lei/l12528.htm. Acesso em: maio de 2022.

BRASIL, Portaria da Fundação Nacional do Índio – FUNAI – em 25 de setembro de 1969.

CAPRIGLIONE,L. Como a ditadura ensinou técnicas de tortura á guarda rural indígena. Folha Online. São Paulo. 2012

CORREIA, J. F. (Relator). Relatório Figueiredo Processo nº 4.483. Brasília, DF: Comissão de Inquérito. 1968. Disponível em: http://www.docvirt.com/docreader.net/Doc Reader.aspx?bib=museudoindio&pagfis=. Acesso em: abril de 2022.

DANNER, L. F.; DORRICO, J.; DANNER, F. A literatura indígena brasileira, o movimento indígena brasileiro e o regime militar: uma perspectiva desde Davi Kopenawa, Ailton Krenak, Kaká Werá e Alvaro Tukano. Espaço Ameríndio, Porto Alegre, v. 12, n. 2, p. 252-282, 2018. Doi: https://doi.org/10.22456/1982-6524.83424. Acesso em: abril de 2022. DOI: https://doi.org/10.22456/1982-6524.83424

FERNANDES, F. Circuito fechado: quatro ensaios sobre o “poder institucional”. 1ª edição. São Paulo: Globo, 2010.

FERNANDES, F. A revolução burguesa no Brasil: ensaio de interpretação sociológica. 2ª edição. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.

FERNANDES, F. Capitalismo dependente e classes sociais na América Latina.2ª edição. Rio de Janeiro: Global, 1975.

FREIRE, R. B. Relatório Figueiredo: mais de sete mil páginas sobre a violência contra indígenas no Brasil. Entrevista especial com José Ribamar Bessa Freire. 2015. Instituto Humanitas Unisono. Entrevista concedida a Patrícia Fachin. Disponível em: :. Acesso em: abril de 2022.

GARFIELD, S. As raízes de uma planta que hoje é o Brasil: os índios e o Estado-Nação na era Vargas. Revista Brasileira de História [online]. 2000, v. 20, n. 39, p. 13-36. Dói: https://doi.org/10.1590/S0102-01882000000100002. Acesso em: junho de 2022. DOI: https://doi.org/10.1590/S0102-01882000000100002

KRENAK, A. Coleção Encontros. Organização Sérgio Cohn. 1ª edição. Rio de Janeiro: Azougue, 2015.

MARINI, R. M. Dialética da dependência. 1ª edição. Editora Era, 1973. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/marini/1973/mes/dialetica.htm. Acesso em: junho de 2022.

]

MARX, K. O Capital, Livro I. Trad. Rubens Enderle. 2ª edição. São Paulo: Boitempo, 2013.

NETTO, J. P. Ditadura e Serviço Social: uma análise do Serviço Social no Brasil pós-64. 17ª Edição. São Paulo: Cortez Editora, 2017.

NETTO, J. P. Pequena história da ditadura brasileira (1964-1985). 1ª edição. São Paulo: Cortez, 2014.

OLIVEIRA, F. de. Crítica à razão dualista: o ornitorrinco. 1ª Edição. São Paulo: Boitempo, 2003.

RAMOS, A. R. O índio hiper-real. In: Rev. bras. Ci. Soc. v.10 n.28 São Paulo jun. 1995. Disponível em: http://www.anpocs.com/index.php/publicacoes-sp2056165036/rbcs /209-rbcs-28. Acesso em: abril de 2022.

RELATÓRIO FIGUEIREDO. CORREIA, J. F. (Relator). Relatório Figueiredo Processo nº 4.483 30 volumes. Disponível em: <https://archive.org/ details/RelatorioFigueiredo>. Acesso em: abril de 2022.

RELATÓRIO COMISSÃO NACIONAL DA VERDADE-CNV. Relatório da Comissão Nacional da Verdade. 2 v. Brasília: CNV.2014. Disponível em: http://cnv.memoriasreveladas.gov. br/images/pdf/relatorio/volume2digital.pdf. Acesso em: maio de 2022.

RIBEIRO, D. O povo brasileiro. São Paulo, Cia. das Letras, 1995.

SANTOS, L. L. Textos de Serviço Social. 2ª. Edição, São Paulo: Cortez, 1983.

TRINIDAD, C. B. A questão indígena sob a ditadura militar: do imaginar ao dominar. Anuário Antropológico [Online], v.43, n.1, p.257-284, 2018. Doi: https://doi.org/ 10.4000/aa.2986. Acesso em: abril de 2022. DOI: https://doi.org/10.4000/aa.2986

VALE DOS ESQUECIDOS. Documentário. Disponível em: https://www.youtube.com/ watch?v=hhgYAXMbd2o&ab_channel=PovosInd%C3%ADgenasnoBrasil. 2013.

VALENTE, R. Os fuzis e as flechas: história de sangue e resistência indígena na ditadura. - 1ª edição - São Paulo: Companhia das Letras, 2017.

Downloads

Publicado

31-12-2022

Como Citar

CORNE, J. de S.; DA SILVA, J. F. S. Questão Indígena e Ditadura Cívico-Militar (1964-1985) no Brasil. Serviço Social em Revista, [S. l.], v. 25, n. 2, p. 381–400, 2022. DOI: 10.5433/1679-4842.2022v25n2p381. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/ssrevista/article/view/46337. Acesso em: 18 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos