Reflexões sobre o princípio ético da liberdade no exercício profissional de assistentes sociais

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-4842.2023v26n1p9

Palavras-chave:

assistência social, ética, liberdade, serviço social

Resumo

Este artigo tem por objetivo refletir sobre a defesa da liberdade no cotidiano do exercício profissional do(a) assistente social. A pesquisa que o gerou realizou seleção bibliográfica pertinente ao tema, e como instrumento de investigação foram adotados dois formulários direcionados on-line aos assistentes sociais da Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS) de Cascavel/PR. O primeiro, para o total de assistentes sociais que compõem a SMAS, e o segundo, para aqueles que deram retorno. Apresentam-se alguns elementos sobre a concepção de liberdade, no pressuposto da ontologia do ser social. Posteriormente, expõe-se a fundamentação encontrada no Código de Ética do(a) Assistente Social em vigência e do Princípio Fundamental da liberdade. Na sequência, encontram-se as informações/dados parciais obtidos por meio da pesquisa realizada e que são subsídios para a realização de reflexão acerca da liberdade no exercício profissional. As considerações finais indicam liberdade como um valor ético e como uma categoria social que, concretamente, corresponde à existência de possibilidades de escolhas na vida cotidiana dos(as) assistentes sociais no que diz respeito à sua própria autonomia relativa profissional e à dos(as) usuários(as) das políticas sociais que elas atendem. Na diversidade em que se apresentam, estes(as) usuários(as) expressam necessidades e projetam possibilidades para sua superação.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Pedro Henrique Girotto Ribeiro, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Mestre em Serviço Social pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Assistente Social do Social do Comércio do Paraná - Sesc/PR.

Rosana Mirales, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Doutorado em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo/São Paulo. Docente na Universidade Estadual do Oeste do Paraná (UNIOESTE).

Referências

BARROCO, Maria Lucia Silva. Ética e serviço social: fundamentos ontológicos. 6. ed. São Paulo: Cortez, 2008.

BARROCO, Maria Lucia Silva. Os fundamentos socio-históricos da ética. In: CONSELHO FEDERAL DO SERVIÇO SOCIAL; ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ENSINO E PESQUISA EM SERVIÇO SOCIAL. Curso de capacitação em serviço social e política social: crise contemporânea, questão social e Serviço Social. Brasília: CEAD, 1999. p. 120-136.

BARROCO, Maria Lucia Silva; TERRA, Sylvia Helena (org.). Código de ética do assistente social comentado. São Paulo: Cortez, 2012.

BRASIL. Lei 8.662, de 7 de junho de 1993. Dispõe sobre a profissão de assistente social e dá outras providências. 10. ed. Brasília, DF: Conselho Federal de Serviço Social, 2012. Disponível em: https://www. http://www.cfess.org.br/arquivos/CEP_CFESS-SITE.pdf. Acesso em: 12 fev. 2022.

BRASIL. Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome. Tipificação nacional de serviços socioassistenciais. Brasília, DF: Secretaria Nacional de Assistência Social, 2014. Disponível em: https://www.mds.gov.br/webarquivos/publicacao/assistencia_social/Normativas/tipificacao.pdf. Acesso em: 12 fev. 2022.

CFESS - CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL. Código de ética do/a assistente social. Lei 8.662/93 de regulamentação da profissão. 10. ed. rev. e atual. Brasília: CFESS, 2012.

IAMAMOTO, Marilda Villela. Serviço social em tempo de capital fetiche: capital financeiro, trabalho e questão social. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2010.

LUKÁCS, György. O trabalho. In: LUKÁCS, György. Para uma ontologia do ser social. 2. ed. Maceió: Coletivo Veredas, 2018. v. 14, p. 7-117. Disponível em: https://www.marxists.org/portugues/lukacs/ano/mes/Ontologia-Volume-14.pdf. Acesso em: 12 abr. 2023.

NETTO, José Paulo A construção do projeto ético-político do serviço social. In: MOTA, Ana Elizabete (org.). Serviço social e saúde: formação e trabalho profissional. São Paulo: Cortez, 2006. p. 1-22. Disponível em: https://www.ssrede.pro.br/wp-content/uploads/2017/07/projeto_etico_politico-j-p-netto_.pdf. Acesso em: 12 abr. 2023.

RAICHELIS, Raquel. Serviço social: trabalho e profissão na trama do capitalismo contemporâneo. In: RAICHELIS, R.; VECENTE, D.; ALBUQUERQUE, V. A nova morfologia do trabalho no Serviço Social. São Paulo: Cortez, 2018. p. 25-65.

SANTA ROSA. Secretaria Municipal de Assistência Social. Plano Municipal de Assistência Social 2018-2021. Santa Rosa: SMAS, 2018. Disponível em: https://www.suas.social.go.gov.br/DoctosWeb/207-5-PMAS%20SANTA%20ROSA.pdf. Acesso em: 8 out. 2021.

Downloads

Publicado

31-07-2023

Como Citar

RIBEIRO, P. H. G.; MIRALES, R. Reflexões sobre o princípio ético da liberdade no exercício profissional de assistentes sociais . Serviço Social em Revista, [S. l.], v. 26, n. 1, p. 9–30, 2023. DOI: 10.5433/1679-4842.2023v26n1p9. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/ssrevista/article/view/45621. Acesso em: 25 maio. 2024.