Ficoflórula do Rio Tibagi, estado do Paraná, IV: gêneros Micrasterias, Staurastrum e Xanthidium (Zygnemaphyceae)

Autores

  • Maria do Carmo Bittencourt-Oliveira Universidade Estadual de Londrina
  • Patrícia Romanhol Mecenas Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0367.1994v15n2p133

Palavras-chave:

Rio, Zygnemaphyceae, Estado do Paraná, Brasil.

Resumo

O trabalho é parte de um projeto maior que tem como finalidade o estudo da estrutura e funcionamento tía comunidade fitoplanctônica do Rio Tibagi, Estado do Paraná, Brasil. As coletas foram realizadas sazonalmente no período de 04/90 a 02/91, utilizando rede de nylon com 30 um de abertura de malha. Das 59 amostras analisadas, 27 continham representantes dos gêneros Micrasterias, Staurastrum e Xanthidium (Zygnemaphyceae). Foram identificados 32 táxons, desses, 27 (84,4%) são citados pela primeira vez para o Estado do Paraná. A ordem Desmidieses (Zygnemapniceae) contribuiu com 96 táxons no inventário ficológico do Rio Tibagi, sendo de 73 (74,5%) foram primeiras citações para o Estado do Paraná.


Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Maria do Carmo Bittencourt-Oliveira, Universidade Estadual de Londrina

Departamento de Biologia Animal e Vegetal – Centro de Ciências Biológicas – Universidade Estadual de Londrina. CCB/UEL

Patrícia Romanhol Mecenas, Universidade Estadual de Londrina

Aluna do curso de graduação em Ciências Biológicas – Universidade Estadual de Londrina.

Downloads

Publicado

2004-12-15

Como Citar

1.
Bittencourt-Oliveira M do C, Mecenas PR. Ficoflórula do Rio Tibagi, estado do Paraná, IV: gêneros Micrasterias, Staurastrum e Xanthidium (Zygnemaphyceae). Semin. Cienc. Biol. Saude [Internet]. 15º de dezembro de 2004 [citado 18º de junho de 2024];15(2):133-52. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/view/7010

Edição

Seção

Artigos