Cuidado à pessoa com transtorno do espectro do autismo e sua família em pronto atendimento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0367.2022v43n2p251

Palavras-chave:

Transtorno do Espectro Autista, Família, Assistência de Enfermagem, Humanização da Assistência.

Resumo

A enfermagem tem como essência o cuidar e atua como linha de frente da assistência à saúde na maioria dos serviços. Dessa forma, esses profissionais se deparam com a diversidade das condições de saúde humana, o que inclui o Transtorno do Espectro Autista (TEA). Este artigo tem por objetivo o de analisar a atuação dos enfermeiros a pessoas com autismo, bem como à sua família, nas Unidades de Pronto Atendimento. Realizada uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa por meio de entrevistas semiestruturadas e audiogravadas, transcritas na íntegra e analisadas por meio do método de Análise Categorial Temática. Participaram da pesquisa 11 enfermeiros atuantes nas Unidades de Pronto Atendimento pertencentes a um município da Foz do Rio Itajaí (Santa Catarina). Através da fala dos profissionais entrevistados, ficou evidente que há certo conhecimento sobre o transtorno por parte dos enfermeiros, mas de maneira limitada. Fica clara a necessidade do papel da família como elo entre o paciente e os profissionais de saúde e a prestação do cuidado humanizado a esses pacientes. Desse modo, destaca-se a importância de uma maior abordagem do TEA na formação acadêmica e continuada desses profissionais, visando a prestação de um cuidado de qualidade e que esteja de acordo com as particularidades do sujeito.

Biografia do Autor

Juliana Vieira de Araújo Sandri, Universidade do Vale do Itajaí - Univali

Doutorado em Enfermagem pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil. Professora Titular do Curso de Enfermagem na Universidade do Vale do Itajaí (Univali), Itajaí, Santa Catarina

Isabela Antonio Pereira, Universidade do Vale do Itajaí - Univali

Graduanda em Enfermagem na Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, Santa Catarina.

Thays Gabriela Lemes Pereira Corrêa, Universidade do Vale do Itajaí - Univali

Graduação em Enfermagem pela Universidade do Vale do Itajaí, Itajaí, Santa Catarina

Referências

Araújo JAMR, Veras AB, Varella AAB. Brief considerations regarding the attention to in-dividuals with autism spectrum disorder in the public health system. Rev Psicol Saúde. 2019;11(1):89-98. doi: 10.20435/pssa.v10i2. 687.

Brasil. Lei 13.977 de 8 de janeiro de 2020. Altera a Lei nº 12.764, de 27 de dezembro de 2012 (Lei Berenice Piana), e a Lei nº 9.265, de 12 de fevereiro de 1996, para instituir a Carteira de Identificação da Pessoa com Trans-torno do Espectro Autista (Ciptea), e dá outras providências [Internet]. 2020 [citado 2021 nov 18]. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2019-2022/2020/lei/L13977.htm

Campos TS, Arboit EL, Mistura C, Thum C, Arboit J, Camponogara S. User embracement and risk classification: health professionals’ and users’ perceptions. Rev Bras Prom Saúde [Internet]. 2020 [cited 2021 oct 26];33:9786. Available from: https://periodicos.unifor.br/RBPS/article/view/9786

Ferreira ACSS, Franzoi, MAH. Knowledge of nursing students about autistic disorders. Rev Enferm. UFPE on line [Internet]. 2019 [cited 2021 oct 26];13(1):51-60. Available from: https://pesquisa.bvsalud.org/portal/resource/pt/biblio-1006011

Hofzmann RR, Perondi M, Menegaz J, Lopes, SGR, Borges DS. The experience of famil-iars in the coexistence of children with autis¬tic spectrum disorder (asd) Enferm Foco [In-ternet]. 2019 [cited 2021 oct 27];10(2):64-9. Avaliable from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/1671/521

Magalhães JM, Lima FSV, Rodrigues ABM, Silva FRO, Gomes AV. Nursing care to the autistic child: an integrative review. Enferm Global. 2020;19(2):541-50. doi: 10.618/eglobal. 356741.

Mapelli LD, Barbieri MC, Castro GVDZB, Bonelli MA, Wernet M, Dupas G, et al. Child with autistic spectrum disorder: care from the Family. Esc Ana Nery. 2018;22(4). doi: 10.1590/2177-9465-EAN-2018-0116.

Marcolino LCM, Carvalho MRCT, Filho GHCV, Pereira MSMG, Queiroz RMM, Marcolino ABL. Reflections on violence re-lated to people with autism spectrum disorder. Braz J Hea Rev. 2020;3(5): 11674-84. doi: 10.34119/bjhrv3n5-025.

Ministério da Saúde - MS (BR). Programa Arquitetônico mínimo: Unidade de Pronto Atendimento UPA-24h - versão 3.0/2.021 [In-ternet]. 2021 [citado 2021 out 18]. Disponível em: https://www.gov.br/saude/pt-br/media/pdf/2021/julho/21/programa-arquitetonico-minimo-upa-24-h-versao-3-0 2021.pdf

Ministério da Saúde (BR). Humaniza SUS: documento base para gestores e trabalhadores do SUS. 4a ed. [Internet]. 2010 [citado 2021 out 17]. Disponível em: https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/humanizasus_documento_gestores_trabalhadores_sus.pdf

Oliveira SN, Ramos BJ, Piazza M, Prado ML, Reibnitz KS, Souza AC. Emergency care units (UPA) 24h: the nurses’ perception. Texto Contexto Enferm. 2015;24:238-44. doi: 10.1590/0104-07072015003390011.

Organização Pan-Americana de Saúde - OPAS. Folha informativa: transtorno do espectro au¬tista [Internet]. 2017 [citado 2021 out 26]. Dis¬ponível em: https://www.paho.org/bra/index.php?Itemid=1098

Santos NK. Santos JA, Santos CP, Lima VP. Assistência de enfermagem ao paciente autista: um enfoque na humanização. Rev Saúde Dom Alberto [Internet]. 2019 [citado 2021 Out 26]; 4:17-29. Disponível em: http://revista.domalberto.edu.br/index.php/revistadesaudedomalberto/article/view/408/357

Sena RCF, Reinalde EM, Silva GWS, Sobreira MVS. Practice and knowledge of nurses about child autism. Rev Pesq. 2015;7(3):2707-6. doi: 10.9789/2175-5361.2015.v7i3.2707-2716.

Silveira A, Neves ET. Family care of chil¬dren with special healtcare needs: a process of (super)natural care and (over)protection. Tex Contex Enferm. 2013;22(4):1106-14. doi: 10.1590/S0104-07072013000400029.

Soeltl SB, Fernandes IC, Camilo SO. O conhecimento da equipe de enfermagem acer-ca do transtorno do espectro autista à luz da teoria do cuidado humano. ABCS Health Sci. 2021;46. doi: 10.7322/abcshs.2019101.1360.

Viana ALO, Silva AB, Lima KBB, Souza MV, Borges VGR. Complementary practices to child autistic spectrum disorder: integrative literature review. Enferm Foco [Internet]. 2020 [cited 2021 oct 26]:11(6):48-56. Available from: http://revista.cofen.gov.br/index.php/enfermagem/article/view/3258

Volkmar FR, Wiesner LA. Autismo: guia es¬sencial para compreensão e tratamento. Porto Alegre: Artmed; 2019.

Weissheimer G, Mazza VA, Santana, JM, Ruthes VBTN, Freitas CASL. Information demands from families of children with Au¬tism Spectrum Disorder. Rev Bras Enferm. 2021;74(5). doi: 10.1590/0034-7167-2020-0642.

Downloads

Publicado

2022-11-11

Como Citar

1.
Sandri JV de A, Pereira IA, Corrêa TGLP. Cuidado à pessoa com transtorno do espectro do autismo e sua família em pronto atendimento. Semin. Cienc. Biol. Saude [Internet]. 11º de novembro de 2022 [citado 22º de junho de 2024];43(2):251-62. Disponível em: https://ojs.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/article/view/46202

Edição

Seção

Artigos