Linfoma multicêntrico de Células T em uma potra Crioula

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2020v41n2p725

Palavras-chave:

Equino, Linfadenopatia, Neoplasia, Linfócitos T.

Resumo

Uma potra da raça crioula, com dois anos de idade foi encaminhada para avaliação clínica com suspeita de infecção por Streptococcus equi. A paciente apresentava emagrecimento progressivo e aumento dos linfonodos submandibulares, retrofaríngeos e pré-crurais. A potra foi submetida a exames clínicos gerais e de laboratório, apresentando desidratação, anemia, leucopenia, hiperfibrinogenemia e trombocitopenia. O tratamento inicial para adenite equina não obteve resultados significativos, e novos exames hematológicos, bioquímicos e citologia da punção de linfonodos foram realizados. O resultado da citologia revelou células compatíveis com linfócitos neoplásicos, o que levou a suspeita de linfoma. O animal morreu em consequência da debilidade de seu estado geral e foi encaminhado para necropsia. Macroscopicamente, observou-se linfadenomegalia generalizada, esplenomegalia com múltiplos nódulos no parênquima do baço, bem como lesões tumorais caracterizadas por rim direito apresentando nódulo irregular na camada medular, fígado levemente aumentado e pulmões com petéquias e sufusões multifocais. Amostras de variados órgãos foram submetidos a avaliação histopatológica, a qual revelou intensa proliferação de células linfoides neoplásicas com invasão de tecidos adjacentes com moderado pleomorfismo celular. Secções de linfonodos com infiltrado neoplásico foram submetidas à avaliação imuno-histoquímica (IHQ) a qual determinou tratar-se de linfoma de células T multicêntrico. Em equinos, esse tipo de neoplasma é pouco frequente e deve ser diferenciado de outras causas que induzem linfadenomegalia nessa espécie.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Andrielli Trentim Pereira, Universidade Federal do Pampa

Discente Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Universidade Federal do Pampa, UNIPAMPA, Uruguaiana, RS, Brasil.

Ana Paula Maurique Pereira, Universidade Federal do Pampa

Discente Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Universidade Federal do Pampa, UNIPAMPA, Uruguaiana, RS, Brasil.

Inácio Manassi da Conceição Brandolt, Universidade Federal do Pampa

Discente Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal, Universidade Federal do Pampa, UNIPAMPA, Uruguaiana, RS, Brasil.

Ricardo Pozzobon, Universidade Federal do Pampa

Prof., UNIPAMPA, Uruguaiana, RS, Brasil.

Márcio Machado Costa, Universidade Federal do Pampa

Prof., UNIPAMPA, Uruguaiana, RS, Brasil.

Bruno Leite dos Anjos, Universidade Federal do Pampa

Prof., UNIPAMPA, Uruguaiana, RS, Brasil.

Saulo Pavarini, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Setor de Patologia Veterinária, SPV, Faculdade de Veterinária, FaVet, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Porto Alegre, RS, Brasil.

Referências

Campos, C. G. de, Lopes, L. L., Silva, G. S. e, Cruz, R. A. S. da, Falsoni, P. C. G., Rondelli, A. L. H.,... Pescador, C. A. (2014). Linfoma de células T multicêntrico em um equino quarto de milha. Acta Scientiae Veterinariae, 42(1), 40.

Durham, A. C., Pillitteri, C. A., San Myint, M., & Valli, V. E. (2013). Two hundred three cases of equine lymphoma classified according to the world health organization (WHO) classification criteria. Veterinary Pathology, 50(1), 86-93. doi: 10.1177/0300985812451603.

Fry, M. M., & McGavin, M. D. (2009). Medula óssea células sanguíneas e sistema linfático. In M. D. McGavin, J. F. Zachary, Bases da patologia em veterinária (pp. 798-800). Rio de Janeiro: Elsevier.

Gravena, K., Rivera, G. G., Navarrete, R. A., Jark, P. C., Camacho, A. A., & Lacerda, J. C., Neto. (2018). Linfoma mediastinal em equino - relato de caso. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, 70(1), 57-63. doi: 10.1590/1678-4162-9424.

Lehmbecker, A., Liebing, J., Barthel, Y., Habierski, A., Cavalleri, J., Puff, C.,... Beineke, A. (2014). Neurolymphomatosis in three horses with multicentric t-cell-rich b-cell lymphoma. Journal of Comparative Pathology, 151(2-5), 181-185. doi: 10.1016/j.jcpa.2014.04.004.

Meyer, J., Delay, J., & Bienzle, D. (2006). Clinical, laboratory, and histopathologic features of equine lymphoma. Veterinary Pathology, 43(6), 914-924. doi: 10.1354/vp.43-6-914.

Moraes, C. M. de, Vargas, A. P. C., Leite, F. P. L., Nogueira, C. E. W., & Turnes, C. G. (2009). Adenite equina, sua etiologia, diagnóstico e controle. Ciência Rural, 39(6), 1944-1952. doi: 10.1590/S0103-84782009000600050.

Morris, D. D. (2000). Doenças do sistema hemolinfático. In S. M. Reed, W. M. Bayly, Medicina interna equina (pp. 495 e 496). Rio de Janeiro: Guanabara Koogan.

Morrison, L. R., Freel, K., Henderson, I., Hahn, C., & Smith, S. H. (2008). Lymphoproliferative disease with features of lymphoma in the central nervous system of a horse. Journal of Comparative Pathology, 139(4), 256-261. doi: 10.1016/j.jcpa.2008.07.008.

Taintor, J., & Schleis, S. (2011). Equine lymphoma. Equine Veterinary Education, 23(4), 205-213. doi: 10.1111/j.2042-3292.2010.00200.x.

Ueno, T., Wada, S., Mashita, S., Kuwano, A., & Katayama, Y. (2012). Pathological findings in a case of equine T-cell lymphoma associated with ataxia. Journal of Equine Veterinary Science, 32(6), 315-319. doi: 10.1016/j.jevs.2011.11.012.

Valli, V. E. O. (2007). Hematopoietic system. In M. G. Maxie (Ed.), Jubb, Kennedy, and Palmer’s pathology of domestic animals (5nd ed., Vol. 3, pp. 107-324). Philadelphia: Saunders Elsevier.

Downloads

Publicado

2020-03-06

Como Citar

Pereira, A. T., Pereira, A. P. M., Brandolt, I. M. da C., Pozzobon, R., Costa, M. M., Anjos, B. L. dos, & Pavarini, S. (2020). Linfoma multicêntrico de Células T em uma potra Crioula. Semina: Ciências Agrárias, 41(2), 725–730. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2020v41n2p725

Edição

Seção

Relatos de Casos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)