Cultivo da aceroleira irrigada com água salina sob proporções de fósforo e nitrogênio

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2020v41n2p395

Palavras-chave:

Malphigia emarginata, Nutrição mineral, Irrigação, Estresse salino, Adubação.

Resumo

Objetivou-se com este trabalho avaliar o efeito da salinidade de água e proporções fósforo/nitrogênio sobre o crescimento, composição foliar de macronutrientes e sódio e a produção da aceroleira. A pesquisa foi realizada em ambiente protegido, em lisímetros preenchidos com Neossolo Regolítico de textura franco-argilosa e baixo teor inicial de fósforo. O experimento foi desenvolvido em ambiente protegido, em lisímetros com Neossolo Regolítico; o delineamento foi o de blocos casualizados com os tratamentos arranjados em esquema fatorial 5 x 4, referente aos níveis níveis de condutividade elétrica da água de irrigação - CEa (0,6; 1,4; 2,2; 3,0 e 3,8 dS m-1) e quatro proporções percentuais de fósforo e nitrogênio P/N (100:100; 140:100; 100:140 e 140:140% P/N), com três repetições. As doses de fósforo e nitrogênio correspondentes a 100% da recomendação de adubação fosfatada e nitrogenada foram de 45,0 g de P2O5 planta ano-1 e 23,85 g de N planta ano-1, respectivamente. As plantas de aceroleira foram conduzidas sob irrigação com água salina durante 365 dias, onde foram avaliadas quanto às características de crescimento, composição mineral foliar e produção. O aumento da salinidade da água de irrigação aumenta os teores de sódio nos tecidos a níveis prejudiciais ao crescimento, composição mineral foliar e produção da aceroleira. Adubação com 140% da recomendação de fósforo e de nitrogênio inibe a ação do estresse salino, promovendo maior produção das plantas de aceroleira irrigadas com água de até 3,0 dS m-1.

Biografia do Autor

Francisco Vanies da Silva Sá, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Pós-Doutorandos, Universidade Federal Rural do Semi-Árido, UFERSA, Mossoró, RN, Brasil.

Hans Raj Gheyi, Universidade Federal do Recôncavo da Bahia

Prof. Dr., Universidade Federal do Recôncavo da Bahia, UFRB, Cruz das Almas, BA, Brasil.

Geovani Soares de Lima, Universidade Federal de Campina Grande

Prof. Dr., Universidade Federal de Campina Grande, UFCG, Pombal, PB, Brasil.

Miguel Ferreira Neto, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Prof. Dr., UFERSA, Mossoró, RN, Brasil.

Emanoela Pereira de Paiva, Universidade Federal Rural do Semi-Árido

Pós-Doutorando, UFERSA, Mossoró, RN, Brasil.

Luderlândio de Andrade Silva, Universidade Federal de Campina Grande

Discente do Curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, UFCG, Campina Grande, PB, Brasil.

Rômulo Carantino Lucena Moreira, Universidade Federal de Campina Grande

Discente do Curso de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola, UFCG, Campina Grande, PB, Brasil.

Referências

Adriano, E., & Leonel, S. (2012). Fenologia da aceroleira cv. Olivier em Junqueirópolis-SP. Revista Brasileira Fruticultura, 34(2), 469-474. doi: 10.1590/S0100-29452012000200020

Adriano, E., Leonel, S., & Evangelista, R. M. (2011). Qualidade de fruto da aceroleira cv. Olivier em dois estádios de maturação. Revista Brasileira Fruticultura, 33(Esp.), 541-545. doi: 10.1590/S0100-29452011000500073

Ayers, R. S., & Westcot, D. W. (1985). Water quality for agriculture. Rome: Food and Agriculture Organization of the United Nations.

Bezerra, I. L., Nobre, R. G., Gheyi, H. R., Sousa, L. P., Pinheiro, F. W. A., & Lima, G. S. (2018). Morphophysiology of guava under saline water irrigation and nitrogen fertilization. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 22(1), 32-37. doi: 10.1590/1807-1929/agriambi.v22n1p32-37

Brito, M. E. B., Sá, F. V. S., Silva, L. A., Soares, W. S., Fº., Gheyi, H. R., Moreira, R. C. L.,… Figueiredo, L. C. (2017). Saline stress onto growth and physiology of trifoliate citrus hybrids during rootstock formation. Bioscience Journal, 33(6), 1523-1534. doi: 10.14393/BJ-v33n6a2017-37155

Calgaro, M., & Braga, M. B. (2012). A cultura da acerola. 3a ed. Brasília: EMBRAPA.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (2009). Manual de análises químicas de solos, plantas e fertilizantes. Brasília: EMBRAPA Solos.

Epstein, E., & Bloom, A. J. (2006). Nutrição mineral de plantas: princípios e perspectivas. (2a ed.). Londrina: Planta.

Fageria, N. K., Gheyi, H. R., & Moreira, A. (2011). Nutrient bioavailability in salt affected soils. Journal of Plant Nutrition, 34(7), 945-962. doi: 10.1080/01904167.2011.555578.

Ferreira, D. F. (2011). Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, 35(6), 1039-1042. doi: 10.1590/S1413-70542011000600001

Freire, A. L. O., Saraiva, V. P, Miranda, J. R. P., & Bruno, G. B. (2010). Crescimento, acúmulo de íons e produção de tomateiro irrigado com água salina. Semina: Ciências Agrárias, 31(Sup. 1), 1133-1144. doi: 10.5433/1679-0359.2010v31n4Sup1p1133

Gupta, B., & Huang, B. (2014). Mechanism of salinity tolerance in plants: physiological, biochemical, and molecular characterization. International Journal of Genomics, 2014(1), 1-18. doi: 10.1155/2014/701596

Habibi, F., & Amiri, M. E. (2013). Influence of in vitro salinity on growth, mineral uptake and physiological responses of two citrus rootstocks. International Journal of Agronomy and Plant Production, 4(6), 1320-1326.

Lacerda, C. F., Neves, A. L. R., Guimarães, F. V. A., Silva, F. L. B., Prisco, J. T., & Gheyi, H. R. (2009). Eficiência de utilização de água e nutrientes em plantas de feijão-de-corda irrigadas com água salina em diferentes estádios de desenvolvimento. Engenharia Agrícola, 29(2), 221-230. doi: 10.1590/S0100-69162009000200005

Lima, G. S., Nobre, R. G., Gheyi, H. R., Soares, L. A. A., Pinheiro, F. W. A., & Dias, A. S. (2015). Crescimento, teor de sódio, cloro e relação iônica na mamoneira sob estresse salino e adubação nitrogenada. Comunicata Scientiae, 6(2), 212-223. doi: 10.14295/cs.v6i2.873

Lima, R. L. S. (2008). Estudos sobre a nutrição de progênies de aceroleira: épocas de amostragens de folhas e exportação de nutrientes. Tese de doutorado, Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabal, SP, Brasil.

Marinho, A. B., Moreira, L. G., Viana, T. V. A., Albuquerque, A. H. P., Oliveira, C. W., & Azevedo, B. M. (2010). Influência da fertirrigação nitrogenada na produtividade da cultura da mamoneira. Revista Brasileira de Agricultura Irrigada, 4(1), 31-42. doi: 10.7127/rbai.v4n100024

Medeiros, J. F., Lisboa, R. A., Oliveira, M., Silva, M. J., Jr., & Alves, L. P. (2003). Caracterização das águas subterrâneas usadas para irrigação na área produtora de melão da Chapada do Apodi. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 7(3), 469-472. doi: 10.1590/S1415-43662003000300010

Munns, R., & Tester, M. (2008). Mechanism of salinity tolerance. Annual Review of Plant Biology, 59(6), 651-681. doi: 10.1146/annurev.arplant.59.032607.092911

Musser, R. S. (1995). Tratos culturais na cultura da acerola. In A. R. São José, R. E. Alves (Org.), Acerola no Brasil: produção e mercado (pp. 47-52). Vitória da Conquista: DFZ/UESB.

Neves, A. L. R., Lacerda, C. F., Guimarães, F. V. A., Hernandez, F. F. F., Silva, F. B., Prisco, J. T., & Gheyi, H. R. (2009). Acumulação de biomassa e extração de nutrientes por plantas de feijão-de-corda irrigadas com água salina em diferentes estádios de desenvolvimento. Ciência Rural, 39(3), 758-765. doi: 10.1590/S0103-84782009005000014

Sá, F. V. S., Gheyi, H. R., Lima, G. S., Paiva, E. P., Fernandes, P. D., Moreira, R. C. L.,... Ferreira, M., Neto. (2017). Water relations and gas exchanges of West Indian Cherry under salt stress and nitrogen and phosphorus doses. Journal of Agricultural Science, 9(10), 168-177. doi: 10.5539/jas.v9n10p168

Silva, F. L. B., Lacerda, C. F., Sousa, G. G., Neves, A. L. R., Silva, G. L., & Sousa, C. H. C. (2011). Interação entre salinidade e biofertilizante bovino na cultura do feijão-de-corda. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, 15(4), 383-389. doi: 10.1590/S1415-43662011000400009

Souza, L. P., Nobre, R. G., Silva, E. M., Sousa, F. F., & Silva, I. A. (2015). Desenvolvimento de porta-enxerto de goiabeira sob irrigação com água salinizadas e doses de nitrogênio. Revista Verde de Agroecologia e Desenvolvimento Sustentável, 10(2), 176-182. doi: 10.18378/rvads.v10i2.3717

Syvertsen, J. P., & Garcia-Sanchez, F. (2014). Multiple abiotic stresses occurring with salinity stress in citrus. Environmental and Experimental Botany, 103(1), 128-137. doi: 10.1016/j.envexpbot.2013.09.015

Taiz, L., Zeiger, E., Møller, I. M., & Murphy, A. (2017). Fisiologia e desenvolvimento vegetal. (6a ed.). Porto Alegre: Artmed.

Downloads

Publicado

2020-03-06

Como Citar

Sá, F. V. da S., Gheyi, H. R., Lima, G. S. de, Ferreira Neto, M., Paiva, E. P. de, Silva, L. de A., & Moreira, R. C. L. (2020). Cultivo da aceroleira irrigada com água salina sob proporções de fósforo e nitrogênio. Semina: Ciências Agrárias, 41(2), 395–406. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2020v41n2p395

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 > >>