Desenvolvimento de nova metodologia para aplicação de bioinseticidas no controle de borrachudos (Diptera: Simuliidae) em ribeirões com fluxo de água irregular

Autores

  • Fernando Pereira dos Santos Universidade Estadual de Londrina
  • José Lopes Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2010v31n4p1017

Palavras-chave:

Bacillus thuringiensis israelensis, Controle biológico, Simuliidae

Resumo

Objetivando desenvolver adaptações metodológicas para aplicação de bioinseticida Teknar® no controle de simulídeos em ribeirões com fluxo de água irregular e identificar as espécies presentes, realizou-se experimentos nos ribeirões Cafezal, Cambé e Tamapuã, localizados no sul do Brasil. O primeiro, com fluxo de água regular de água, foi considerado como controle e os outros dois, com fluxos irregulares, foram as testemunhas para validação da nova metodologia proposta. Na metodologia tradicional, normalmente empregada para a aplicação do produto nos ribeirões considerados, foram alcançados as mortalidades larval de 99,13%, 59,76% e 13,87%, respectivamente. Para a nova metodologia, considerando no cálculo da concentração do produto aplicado as irregularidades específicas as ribeirões Cambe e Tamapuã, essas percentagens aumentaram para 99,43% e 99,32%. Durante os experimentos foram coletadas 229.251 imaturos, sendo Grenieriella pruinosum e Chirostilbia pertinax, as mais abundantes nesta região.

Biografia do Autor

Fernando Pereira dos Santos, Universidade Estadual de Londrina

Aluno do Programa de pós-Graduação em Agronomia na Universidade Estadual de Londrina, UEL.

José Lopes, Universidade Estadual de Londrina

Docente. do Departamento de Biologia Animal e Vegetal, Universidade Estadual de Londrina, UEL. Caixa Postal 6001.

Downloads

Publicado

2010-12-20

Como Citar

Santos, F. P. dos, & Lopes, J. (2010). Desenvolvimento de nova metodologia para aplicação de bioinseticidas no controle de borrachudos (Diptera: Simuliidae) em ribeirões com fluxo de água irregular. Semina: Ciências Agrárias, 31(4), 1017–1030. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2010v31n4p1017

Edição

Seção

Artigos