Suplementação alimentar de ovelhas no terço final da gestação: desempenho de ovelhas e cordeiros até o desmame

Autores

  • José Moura Filho Universidade Estadual de Londrina
  • Edson Luis de Azambuja Ribeiro Universidade Estadual de Londrina
  • Leandro das Dores Ferreira da Silva Universidade Estadual de Londrina
  • Marco Antonio da Rocha Universidade Estadual de Londrina
  • Ivone Yurika Mizubuti Universidade Estadual de Londrina
  • Elzânia Sales Pereira Universidade Estadual do Oeste do Paraná
  • Rinaldo Masato Mori Universidade Estadual de Londrina

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2005v26n2p257

Palavras-chave:

Condição corporal, Mortalidade, Ovino, Parto, Peso, Reprodução.

Resumo

Analisou-se o efeito da suplementação alimentar concentrada no terço final de gestação sobre o desempenho das ovelhas e de seus cordeiros até o desmame. Foram utilizadas 53 ovelhas adultas das raças Hampshire Down e Ile de France, com suas proles, separadas em dois grupos: T1 (sem suplementação) e T2 (suplementadas com 250 gramas de uma mistura contendo 75% de milho triturado e 25% de farelo de soja). Os animais dos dois tratamentos foram mantidos em pasto de Coastcross e receberam diariamente 2 kg de silagem de sorgo. Os dados observados foram: pesos das ovelhas ao início da monta e da suplementação e ao parto, e peso ao nascimento e a cada 14 dias até o desmame dos cordeiros, realizado com 70 dias de idade. A suplementação não resultou em maiores pesos ao parto, porém verificou-se que as ovelhas suplementadas apresentaram melhores escores corporais. Todas as ovelhas perderam peso no terço final de gestação, porém, as ovelhas que receberam suplementação apresentaram perdas menores. A suplementação das ovelhas influenciou somente no peso dos cordeiros ao nascimento, não ocorrendo influência nos outros pesos e ganhos de peso e mortalidade dos cordeiros até o desmame. Ovelhas de seis dentes foram mais pesadas que ovelhas de quatro e oito dentes durante todo o período experimental. Ovelhas de oito dentes apresentaram maior taxa de partos gemelares e seus cordeiros apresentaram maior taxa de mortalidade do que aqueles provenientes de ovelhas de seis dentes. Não houve diferença no desempenho entre cordeiros dos dois grupamentos genéticos. Concluise que a suplementação com concentrados possibilitou uma melhor condição da ovelha ao parto, porém não afetou os parâmetros produtivos dos cordeiros até o desmame.

Biografia do Autor

José Moura Filho, Universidade Estadual de Londrina

Professores do Departamento de Zootecnia da Universidade Estadual de Londrina- PR.

Edson Luis de Azambuja Ribeiro, Universidade Estadual de Londrina

Professores do Departamento de Zootecnia da UEL. Pesquisadores CNPq.

Leandro das Dores Ferreira da Silva, Universidade Estadual de Londrina

Professores do Departamento de Zootecnia da Universidade Estadual de Londrina- PR.

Marco Antonio da Rocha, Universidade Estadual de Londrina

Professores do Departamento de Zootecnia da Universidade Estadual de Londrina- PR.

Ivone Yurika Mizubuti, Universidade Estadual de Londrina

Professores do Departamento de Zootecnia da UEL. Pesquisadores CNPq.* Autor para correspondência.

Elzânia Sales Pereira, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Professora do Departamento de Zootecnia da UNIOESTE, Marechal Cândido Rondon - PR.

Rinaldo Masato Mori, Universidade Estadual de Londrina

Aluno do Programa de Pós-Graduação em Ciência Animal da UEL.

Downloads

Publicado

2005-06-30

Como Citar

Moura Filho, J., Ribeiro, E. L. de A., Silva, L. das D. F. da, Rocha, M. A. da, Mizubuti, I. Y., Pereira, E. S., & Mori, R. M. (2005). Suplementação alimentar de ovelhas no terço final da gestação: desempenho de ovelhas e cordeiros até o desmame. Semina: Ciências Agrárias, 26(2), 257–266. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2005v26n2p257

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 > >>