Caracterização dos sistemas de produção de leite e estratégias de alimentação de vacas leiteiras nas Regiões Norte e Noroeste do Paraná

Autores

  • Milton Takeo Yabe Universidade Estadual de Maringá
  • Ferenc Istvan Bánkuti Universidade Estadual de Maringá
  • Julio Cesar Damasceno Universidade Estadual de Maringá
  • Marcel Moreira de Brito Universidade Estadual do Oeste do Paraná

DOI:

https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n6Supl2p4469

Palavras-chave:

Alimentação animal, Análise multivariada, Milho, Concentrado, Produção de leite.

Resumo

A cadeia produtiva do leite possui grande representatividade. Entretanto, há ainda um conjunto de entraves ao aumento de sua competitividade, entre esses, aqueles relacionados aos baixos índices zootécnicos nos Sistemas de Produção de Leite (SPL), que podem ser minimizados com estratégias nutricionais. O maior emprego do milho poderá trazer benefícios para a produção rural e para toda a cadeia produtiva do leite. Além disso, representará uma importante estratégia econômica de agregação de valor ao grão produzido no Brasil, via transformação deste em leite. O objetivo proposto foi caracterizar SPL nas Regiões Norte e Nordeste do Paraná e identificar a relação entre variáveis produtivas e estruturais frente a oferta de concentrado contendo milho e de milho em grão para vacas leiteiras. Foram coletados dados de 185 SPL, analisados a partir de técnicas de estatística multivariada, entre essas, a análise de clusters hierárquicos. Foram também utilizados teste de hipóteses e comparação entre médias (Anova). A análise de clusters, foi realizada a partir de duas variáveis qualitativas e dicotômicas: (i) utilização de concentrado contendo milho na alimentação de vacas leiteiras e (ii) utilização de milho em grão na alimentação de vacas leiteiras. Quatro Grupos foram definidos. O Grupo 1 (N=99 SPL) foi caracterizado por ofertar o milho somente na forma de concentrado, sendo denominado por “Concentrado”. O Grupo 2 (N=41 SPL) foi caracterizado por ofertar milho incorporado ao concentrado e também milho em grão. Sendo este denominado como “Concentrado + Grão”. No Grupo 3 (N=14 SPL) a oferta de milho ocorre somente na forma de grão e, portanto, foi denominado de “Grão”. O Grupo 4 (N=41 SPL), foi representado por sistemas em que a não há oferta de milho aos animais, sendo este denominado por “Zero Milho”. Quando analisados frente as variáveis produtivas e estruturais, os Grupos 1 e 2 não diferiram (P>0,05). Assim como não foram constatadas diferenças entre os Grupos 3 e 4 (P>0,05). Entretanto, os Grupos 1 e 2 se distinguiram dos Grupos 3 e 4 (P<0,05). Os resultados indicaram que a estratégia de oferta exclusiva de milho incorporado ao concentrado ou deste, em conjunto com o milho em grão resultaram em melhores respostas para variáveis estruturais e produtivas nos SPL analisados. Esse resultado indica, ser esta uma importante estratégia para agregação de valor ao grão, via transformação deste em leite. Além disso, que a utilização exclusiva do milho em grão ou a sua não utilização não foram diferentes.

Métricas

Carregando Métricas ...

Biografia do Autor

Milton Takeo Yabe, Universidade Estadual de Maringá

M.e, Zootecnia, Programa de Pós-Graduação em Zootecnia, Universidade Estadual de Maringá, UEM, Maringá, PR, Brasil. 

Ferenc Istvan Bánkuti, Universidade Estadual de Maringá

Prof., Departamento de Zootecnia, Universidade Estadual de Maringá, UEM, Maringá, PR, Brasil. 

 

Julio Cesar Damasceno, Universidade Estadual de Maringá

Prof., Departamento de Zootecnia, Universidade Estadual de Maringá, UEM, Maringá, PR, Brasil. 

Marcel Moreira de Brito, Universidade Estadual do Oeste do Paraná

Prof., Centro de Ciências Agrárias, Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Marechal Cândido Rondon, PR, Brasil. 

Downloads

Publicado

2015-12-16

Como Citar

Yabe, M. T., Bánkuti, F. I., Damasceno, J. C., & Brito, M. M. de. (2015). Caracterização dos sistemas de produção de leite e estratégias de alimentação de vacas leiteiras nas Regiões Norte e Noroeste do Paraná. Semina: Ciências Agrárias, 36(6Supl2), 4469–4480. https://doi.org/10.5433/1679-0359.2015v36n6Supl2p4469

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)